Publicidade

Arquivo da Categoria copa da itália

sexta-feira, 7 de maio de 2010 copa da itália, inter, jogadores, roma | 11:24

Maus perdedores

Compartilhe: Twitter

Primeiro, o vídeo:

O lance em que Francesco Totti aplicou um maldoso chute por trás em Mario Balotelli, a poucos minutos do fim da decisão da Copa da Itália contra a Internazionale, é mais um indício de que o time da Roma não sabe perder. Totti, capitão do time, e De Rossi, conhecido no clube como Capitan Futuro, são os melhores exemplos disso: são excepcionais, mas não suportam perder. E, pior, consideram os jogos perdidos antes mesmo de finalizados.

Foi assim no clássico contra a Lazio, quando ambos levaram cartões amarelos ainda no 1º tempo — a Roma perdia por 1 x 0. Nervosos, foram bem substituídos no intervalo, e a Roma virou o jogo. Na final contra a Inter, o time da capital ainda pressionava e restavam alguns minutos quando Totti agrediu Balotelli e foi expulso. A chance de empatar foi por água abaixo. O desequilíbrio dos líderes, não raro, contamina outros jogadores. Na final contra a Inter, foi o caso de Taddei, que saiu distribuindo bordoadas sem dó, inclusive no compatriota Thiago Mota.

Totti foi muito criticado e, diz a Gazzetta dello Sport, depois do episódio viu suas chances de jogar a Copa diminuírem muito. O capitão assumiu o erro, mas reclamou das críticas: afirmou que Balotelli é um “provocador sistemático”. É verdade. Mas um jogador de 33 anos, capitão da Roma e campeão do mundo, não deveria cair nas “provocações sistemáticas” de um adolescente. No time da Roma, a aversão por perder diminui a chance de vencer.

Autor: Tags: , , , , , , , ,

terça-feira, 26 de janeiro de 2010 copa da itália, jogadores, roma | 20:13

Cinco curtas

Compartilhe: Twitter

derossi* A Roma está nas semifinais da Copa da Itália depois de bater o Catania por 1 x 0. Gol de De Rossi (foto AP), que, como de costume, quando Totti não joga, sobra no time da capital. Time que não contará com Luca Toni por pelo menos um mês e que por isso, como ficou claro hoje, volta a precisar de um centroavante — Okaka até ajeitou para o gol de De Rossi, mas…

* Cicinho, pretendido pelo São Paulo, estava no banco. Não parecia tão infeliz como dizia estar: foi um dos que mais vibrou com o gol de De Rossi. O que condiz com a informação publicada hoje pelo diário Lance!, segundo a qual Cicinho não estaria disposto a reduzir seu salário para jogar por aqui. Aliás, Motta, titular da lateral-direita no jogo de hoje, está perto do Manchester City, segundo jornais ingleses. Será que, se o perder, a Roma realmente liberaria o brasileiro? Parece improvável.

* Materazzi, da Inter, ligou para Silvio Berlusconi para “esclarecer” o fato de ter comemorado a vitória no derby com uma máscara do primeiro ministro italiano. O dono do Milan, segundo a Gazzetta dello Sport, compreendeu e disse não ter visto maldade no gesto do polêmico zagueiro. De fato. Foi uma piada (engraçada) e só. Mas Materazzi acabou punido com um cartão amarelo pelo gesto: punido pelo tribunal, não pelo árbitro.

* Como de costume, apesar da vitória, não foram leves as frases de José Mourinho acusando a arbitragem de favorecer o Milan no derby de domingo. Reclamou, entre muitas coisas, do pênalti para o Milan. Segundo o português, “Ronaldinho tinha grandes chances de acertar. Afinal, é um batedor experiente: tem um pênalti por semana para bater…”

* Depois de tanta propaganda que fiz para Antonio Cassano, da Sampdoria, seria canalhisse não citar sua má fase por aqui. Má fase que o tirou até do banco do último jogo e que, provavelmente, o tiraria também dos próximos. Hoje, diz a Samp, Cassano se machucou. E assim o motivo de sua ausência nas próximas partidas será outro…

Autor: Tags: , , , , ,

quinta-feira, 14 de maio de 2009 copa da itália, fotos | 12:02

Um título de verdade

Compartilhe: Twitter


Clique na foto da Lazio campeã para vê-la ampliada

Depois de cinco anos, a Lazio volta a ganhar a Copa da Itália, pela quinta vez na sua história.

E é justamente depois de cinco anos que o título do torneio volta a ser um título pra valer, desses que torcedores e dirigentes comemoram como se deve comemorar. Porque, se nos últimos quatro anos Inter e Roma brigaram por um prêmio de consolação por deixar escapar o scudetto (no caso da Roma) ou por uma cerejinha no bolo (no caso da Inter), na final de ontem Lazio e Sampdoria jogavam a temporada e também a vaga que não conseguiriam obter através do Campeonato Italiano para participar da futura Liga da Europa (a nova Copa da Uefa, para quem não sabe).

Quando dois times como Sampdoria e Lazio chegam a uma decisão da Copa da Itália, a final é mais final. E o título é mais título, motivos para maiores celebrações.

De certa forma, a decisão de ontem foi uma síntese do que foram os melhores momentos das duas equipes na temporada: a Lazio marcando seu gol com Zarate, uma das revelações do Italiano 2008-09, e a Samp respondendo com Pazzini, depois de mais uma brilhante jogada de Cassano.

Aliás, este blog só lamenta que justamente ele, Antonio Cassano, o melhor jogador italiano da temporada, tenha sido diretamente responsável pela derrota da Samp ao perder um dos pênaltis do time de Gênova. Parece ser a sina do futebol na Itália, um país onde pênaltis decisivos são sempre perdidos pelos melhores.

Mas o erro de Cassano certamente não diminui a grande temporada que ele fez, assim como sua presença em campo na decisão só deu mais valor ao título do time romano.

Alegria amarga
O blog não pode deixar de registrar, porém, o release que acaba de chegar da assessoria do zagueiro brasileiro Emilson Cribari. Lembram dele? Capitão e candidato a destaque da Lazio no início da temporada, ele foi esquecido pelo técnico Delio Rossi (teriam brigado…), que sequer o colocou no banco na final de ontem.

Cribari garante que ficou “muito feliz” com a conquistas e sofreu com final, mas não esconde que já está arrumando as malas, apesar de ter mais dois anos de contrato com o clube.

“Depois de quatro anos aqui na Lazio, onde cheguei a disputar quase 140 jogos e estive em campo nos momentos mais difíceis, me sacrificando, colocando o coração na ponta da chuteira sempre, não jogar principalmente esta decisão, o jogo mais importante desses quatro anos, é normal que tenha sido difícil para mim. Sempre disse que gostaria de terminar minha carreira aqui, mas desde que a consideração, o respeito o ambiente da diretoria e torcida continuassem em sintonia. Porém, não é o caso. Sinceramente, as chances de permanecer aqui são muito remotas”, diz.

Sempre segundo sua assessoria, de acordo com a qual a Lazio teria vetado o empréstimo de Cribari para o Milan no início desta temporada, Palermo e um clube grego já lhe procuraram para a próxima temporada.

Autor: Tags: , ,

quarta-feira, 29 de abril de 2009 campeonato italiano, copa da itália, inter, jogadores, roma | 17:36

Giro d’Italia

Compartilhe: Twitter

Ciao, ragazzi. Enfim, consegui voltar. Então vamos correr. Primeiro, com a coluna de ontem no jornal Placar, que também voltou. Falando de Inter (e um pouquinho de Milan e Marilungo, sabem quem é?).

reprodução Jornal Placar
reprodução Jornal Placar
 

Aí, pra dar uma passada corrida em outros (ou nos mesmos) temas, vale também dizer que:

* O Milan na verdade, talvez devesse ver com bons olhos o confronto que tem contra a Roma. Afinal, entre os adversários mais importantes que enfrentou no Italiano, o time da capital já tomou de 4 da Lazio, da Fiorentina, da Inter, da Juventus…

* A informação teve que ser limada por falta de espaço na coluna, mas vale lembrar que o tal do Marilungo foi eleito o melhor jogador do último torneio de Viareggio, uma espécie de “Copa SP” dos Italianos. É mais uma credencial para acreditar no moleque, tanto ou até mais do que os dois gols do domingo passado. 

* A final da Copa será entre Sampdoria e Lazio, dois times dos quais se esperava um pouco mais no Italiano. Ambos tem, portanto, a chance de salvar a temporada. E eu ganho a chance de provar que tinha alguma razão ao escolher a Samp para contar com um destaque especial no último Guia dos Europeus da Placar (houve quem me criticasse por isso). Na verdade, me perdoem a imodéstia, já provei ter alguma razão, porque era um único nome, o de Cassano, que justificava aquele espaço especial. E, não sei se vocês concordam, mas Cassano provou ser, neste campeonato, o melhor jogador italiano da atualidade. Escolhas de Lippi à parte.

* Diiiiiiiizem, como diria Avalone, que o Berlusconi está insistindo para Leonardo ser o próximo técnico do Milan. Dizem que ele quer porque quer! E não só no Milan, mas na Itália, quando Berlusconi quer porque quer…  vale lembrar, porém, que se Leonardo quiser assumir o Milan em breve, terá que contar com um “técnico oficial de fachada” (Tassotti?), porque na Itália só quem tem o “diploma” de treinador pode dirigir times na Série A. E Leonardo é apenas um recém-matriculado na ‘scuola para mister’.

* Ao que parece, pelas notícias que chegam da Itália, a Juve resolveu fechar logo a contratação de Diego, nem que para isso tenha que pagar os 25 milhões de euros que o Werder Bremen pede. Não sei se isso é indicação de alguma coisa, mas vale lembrar que Claudio Ranieri, o (hoje contestadíssimo) técnico da Juve, sempre foi um dos menos entusiastas da chegada do meia. Dizia ele que, para contar com Diego, o time teria que “mudar o jeito de jogar”. Então, pelo jeito, vai mudar. Resta saber que técnico definirá essa nova forma. Se o próprio Ranieri ou não…

ps. Não sei se foi uma provocação do pessoal da placar essa bandeirinha na coluna. Mas o Rogério Andrade, presidente do Thank God For Football, me deu uma boa explicação: trata-se de uma homenagem à Inter e sua camisa comemorativa… então tá.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 4 de março de 2009 azzurra, campeonato italiano, copa da itália, inter, jogadores, milan, roma, vídeos | 17:30

Um pouco de tudo

Compartilhe: Twitter

Faltei ontem, então vamos dar uma passada rapidinha em tudo hoje.

* Começando pelo inacreditável monólogo de José Mourinho, cujo vídeo reproduzo abaixo. Não vou, ainda, entrar no mérito das questões — acho que ele tem algumas, não todas, razões. Mas Mourinho, desde que chegou à Itália, tem feito o futebol italiano parar para pensar sobre si (se pudessem começar pelo fim da “moviola”, a insuportável e interminável série de replays de lances polêmicos com os quais os programas de TV tomam 40% de seu tempo, já seria uma boa). Aliás, sua frase “il mondo del calcio, che non è il mio” deixa claro o quanto Mourinho não gosta mesmo do que cerca o futebol italiano. E o fato de dizer isso, sem meias palavras, não deixa de ser um mérito. É justamente o que faz o calcio parar para pensar — tenho lido, na imprensa italiana, debates interessantes sobre temas lançados pela fúria de Mourinho.

* Diante das dúvidas sobre as condições físicas de Totti (só pra variar), a Roma só não deve ter uma dúvida: a de não escalá-lo no Campeonato Italiano e poupá-lo para o jogo contra o Arsenal. O jogo que, quem sabe, poderia colaborar para num futuro improvável tirar a razão de Mourinho ao afirmar (também no vídeo acima) que a Roma terminará a temporada com “zero título”. Sonhar não custa nada. E a Roma, contra a Inter, mostrou que também pode jogar bem sem Totti.

* Por mais que me esforce, não consigo entender o que teria levado Ancelotti a dar as declarações de que Beckham é melhor do que Kaká (confesso não ter lido na Itália, e certas vezes as traduções…). Mas suponhamos que foi isso mesmo. Qual seria a intenção? Afagar o inglês para que ele fique no time? Irritar o brasileiro para que ele force a ida ao Real e ajude Berlusconi a economizar? Ou seria apenas sinceridade? Nada faz muito sentido.

* Faz mais sentido a boa resposta de Bruce Arena, técnico do Los Angeles Galaxy, ao comentar as declarações de Beckham, segundo o qual “o Milan tem jogadores extraordinários, é um dos times mais fortes do mundo e tem um dos melhores técnicos”. O comentário do norte-americano: “É óbvio que é assim. Se não fosse, com aquilo que gasta, o Milan seria um dos clubes mais estúpidos do mundo”. É boa, vai…

* A mulher de Amauri é, enfim, cidadã italiana. Agora sabereremos se ele também quer ser. O que, vale lembrar, não tem nada a ver com saber se ele vai querer ou não jogar pela Azzurra. Isso só saberemos, talvez, daqui a seis meses. Quando Amauri deve receber sua cidadania, se a pedir.

* Ainda não havia sido divulgado, quando escrevi o post anterior, que tinham sido manifestações racistas a fazer com que Balotelli mandasse a torcida da Roma calar a boca depois de marcar o gol no domingo. Se foi mesmo assim, mudo de opinião: fez bem o garoto. Manifestações estúpidas desse gênero não podem ficar sem resposta.

* Ontem a Lazio bateu a Juve por 2 x 1, em Roma, na semifinal da Copa da Itália. Agora, enquanto escrevo, a Sampdoria vai derrotando a Inter por 3 x 0, ainda no primeiro tempo, com gols de Cassano e Pazzini (2). A dupla que já havia marcado na vitória sobre o Milan e que muita gente pede na seleção italiana. Pelo jeito, o lobby só tende a crescer…

Autor: Tags: , , , , , , , , , ,

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008 copa da itália, milan | 10:36

Dida sim. Milan não

Compartilhe: Twitter

O jogo tinha tudo pra ser o das recuperações no Milan. A de Dida, que jogou muito bem, e também a de Shevchenko, que apesar de ter perdido gols que outrora não perderia vinha decidindo a partida com um belo lance individual.

Mas aí o ex-laziale Favalli fez um pênalti bobo no fim do segundo tempo. E dessa vez Dida nada pôde fazer. Como não poderia fazer (mais do que o milagre que fez) no gol da virada romana, já na prorrogação. Lazio 2 x 1, nas quartas da Copa da Itália. Milan eliminado.

Que a Lazio queria muito mais a vitória do que o Milan eu não tenho dúvidas — as reações dos técnicos Carlo Ancelotti e Delio Rossi escancaravam isso. Mas é aquela velha história: se a vitória não empolgaria os milanistas, a derrota em um jogo único em casa, com um time cheio de titulares e depois de uma cacetada diante do Palermo no Italiano tem seu peso.

Nas notas da Gazzetta de hoje, entrentanto, Dida salvou-se: mereceu um 7, melhor do time, com a seguinte explicação: “Volta a viver a noite de um grande goleiro. Sempre atento e ótimo três vezes, em lances de Pandev, Kolarov e Foggia. Não teve culpa nos gols”.

Já Sheva levou um 5,5. Com a fraca partida que fez, seu belo gol só valeria mais se fosse o decisivo…

* Para registro: a Udinese avançou na Copa da Uefa ao bater o Dínamo Zagreb num jogo tumultuado. Já a Sampdoria, pensando no derby de domingo contra o Genoa (cinco titulares no banco), levou uma cacetada, 3 x 0 do Standar Liege, e agora precisa derrotar o Sevilla, na última rodada em Udine, para não ser eliminada.

Torcida do Zagreb em Udine: dois jogadores do time croata foram pedir para os caras pararem e acabaram levando de tudo na cabeça. O jogo chegou a ser interrompido. E três torcedores do Dínamo, dizem as notícias, caíram das arquibancadas. Olhando a foto, não entendo muito de onde eles podem ter caído. Mas que caíram, isso caíram.

Autor: Tags: , ,

quarta-feira, 21 de maio de 2008 copa da itália, Sem categoria | 19:50

vou ali e já volto

Compartilhe: Twitter

A temporada foi cansativa e eu, junto com os jogadores do Milan, vou dar um tempinho. Bem menor que o deles, diga-se: volto no domingão, ou no máximo na segunda, depois do feriado. Eu sei, eu sei que tem final da Copa da Itália no sabadão, às 16 horas, com transmissão da RAI e da ESPN Brasil.

Mas falarei disso na volta. E vocês bem que podem ir antecipando os comentários sobre o jogo aqui. Eu agradeço.

Autor: Tags: