Publicidade

Arquivo da Categoria fora dos campos

sexta-feira, 24 de julho de 2009 fora dos campos, jogadores, juventus | 18:38

Questão de timing

Compartilhe: Twitter

A assessoria do meio-campista Diego soltou uma nota, hoje: “O meia brasileiro Diego está na Andaluzia, Espanha, para disputar a Peace Cup, com a camisa da Juventus e não em férias, como tem sido publicado por alguns veículos de imprensa. O jogador virou manchete de jornais sensacionalistas que afirmaram que ele estaria passando a temporada de verão em Ibiza. Desde o início do mês, quando se apresentou à Juventus, o meia está em concentração, participando da pré temporada”.

A explicação de Diego acontece por causa das fotos que você vê no vídeo abaixo, que flagraram o camisa 2+8 da Juve com a cantora alemã Sarah Connor:

“Estou focado na minha carreira e tenho concentrado 100% da minha energia nos treinamentos. Quero fazer valer a confiança que recebi da Juventus mostrando meu melhor futebol. Estive em Ibiza durante as férias, antes de minha apresentação à Juventus. Fui para o balneário com meus amigos e não marquei qualquer encontro com a cantora Sarah Connor. Não tenho nenhum compromisso ou relacionamento com ela”, disse o meia.

Como se vê nas fotos acima, não é que Diego não tenha ‘conhecido’ a cantora. Mas tudo aconteceu antes de sua apresentação à Juve. “Estas fotos tão dando uma dor de cabeça. Isso foi há três semanas, não sei porque apareceram agora”, conta a assessoria do atleta.

Neste exato momento, a Juve está vencendo o Sevilla por 1 x 0, pela Copa da Paz (a Sportv2 está mostrando), gol de Amauri. E que fique claro: agora, Diego não joga porque ainda se recupera de lesão, e não porque está com a tal da Sarah.

Se soubesse de toda a confusão que as fotos acima iriam lhe criar, Diego provavelmente teria ele mesmo soltado as fotos com a moça. Mas numa data menos comprometedora.

PS: Não sou de dar muita bola para esses amistosos de pré-temporada, muitos dos quais terminam com placares tipo 8 x 0. Mas esse Milan x Chelsea de hoje (21h, na Sportv2), com os dois times perto de suas escalações ideiais, promete ser legal.

PS: E o Vieri, coitado, acabou recusado pelo técnico do Blackburn. Sei não, mas tô achando que a foto daquele post aqui embaixo teve alguma influência na decisão.

Autor: Tags: , , , , ,

sexta-feira, 3 de abril de 2009 fora dos campos, inter, técnicos | 10:42

Extra, extra: Mourinho gargalhou!

Compartilhe: Twitter

Algum tempo atrás coloquei aqui o inusitado vídeo em que uma moça “tentava seduzir” Fabio Capello dançando durante o programa de TV Chiambretti Night, lembram? Pois agora foi a vez do técnico da Inter, José Mourinho, participar do mesmo programa. Pelo que soube, uma moça genérica fez o mesmo com o português marrento, mas ainda não encontrei esse trecho do programa na tonelada de vídeos do programa postados no Youtube ontem.

Em compensação, achei uma cena tão ou mais inusitada do que a dança: José Mourinho gargalhando! Isso mesmo: gar-ga-lhan-do. Pros seus padrões, claro.

Eu não conheço o tal do Chiambretti, mas que o apresentador tem seus méritos é inegável. No programa com Mourinho ele conseguiu equilibrar super bem o humor com o jornalismo (“eu não sou jornalista”, dizia). Fez uma entrevista bem interessante com o português (o que não é grande novidade), mas ao mesmo tempo conseguiu mostrar um lado do técnico que a gente não está muito acostumado a ver (“você não é antipático, faz tipo de”, dizia o tal do Chiambretti).

Para vocês imaginarem, o cara começa o programa contando ao próprio Mourinho a seguinte piada:
“Sabe qual a diferença entre Mourinho e Deus? É que Deus nunca se sentiu Mourinho”. E Mourinho ri.

As cenas da entrevista no Youtube são quase todas imperdíveis para quem entende italiano. Para quem não entende, vou colocar aqui um trechinho em que Mourinho sorri (no minuto 4’50”, por aí), justamente porque o programa preparou um vídeo sobre a dificuldade que o português tem em sorrir.

Autor: Tags: ,

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009 azzurra, fora dos campos, política | 16:23

Caso Battisti, de novo

Compartilhe: Twitter

Como este blog segue de perto o caso Battisti e sua repercussão no mundo da bola, não poderia deixar de linkar a matéria do iG Esporte consolidando tudo que já saiu sobre o tema relacionando esse imbróglio diplomático com o amistoso Brasil x Itália. É só clicar aqui para ler a matéria.

Em tempo: o Parlamento Europeu, como era de se esperar, acaba de aprovar a resolução de apoio à Itália no caso, e assim as consequências vão tomando proporções sempre maiores. Sei não, mas nesse duelo Brasil x Itália — o que será decidido pelo STF, não o de terça que vem — estou cada vez mais propenso a apostar na coluna 2. Façam as suas apostas.

Autor: Tags: , , ,

terça-feira, 3 de fevereiro de 2009 fora dos campos, imprensa, jogadores | 16:25

Quem manda lá em casa

Compartilhe: Twitter

Não interessava se Beckham dizia que adoraria ficar no Milan. Não interessava se Adriano Galliani manifestara o interesse em mantê-lo no elenco mesmo depois do fim do empréstimo que acaba em março. Não interessava se Berlusconi estava disposto a liberar a grana para contratá-lo de vez e tirá-lo Los Angeles Galaxy.

Tudo isso, a gente sabe, dizia pouco sobre o destino de Beckham e a chance dele trocar o futebol de mentirinha dos EUA pelo Campeonato Italiano.

Mas eis que agora, quem diria, a revista Vanity Fair italiana publica a entrevista que pode sim encher de esperanças a torcida milanista:

“Estou feliz que ele esteja bem no Milan. É muito bom vê-lo fazer gols no campeonato de vocês. Pulo de alegria toda vez que ele marca… Gosto muito de Milão, conheço muita gente, sobretudo do mundo da moda: Dolce e Gabbana, Armani e o seu staff, Cavalli, Berardi… A cidade é vibrante, cheia de energia e paixão. Come-se bem. Não há motivos para não apreciar Milão”, disse Victoria Beckham (foto, óbvio) à publicação.

Sendo assim…

Eu era bem cético sobre as chances de David — que aliás está jogando muito bem — ficar no Milan, mas agora acredito. Porque a gente, e o mundo todo, sabe bem quem manda lá na casa dos Bekcham, né?

Autor: Tags: , , ,

sexta-feira, 9 de janeiro de 2009 campeonato italiano, fora dos campos, fotos | 17:15

Futebol? Voltemos aos poucos…

Compartilhe: Twitter


Esse elas acham sexy…


… mas preferem esse como amante

Não postei ontem para não cair na tentação de repercutir a relevantíssima pesquisa feita pela revista Novella 2000, segundo a qual Gattuso é o jogador de futebol que as mulheres italianas mais gostariam de ter como amante (Amauri foi segundão, vejam só).  Mas falta notícia de futebol nessa época… Então…

O engraçado é que, diante do mesmo eleitorado, Luca Toni foi escolhido o mais sexy entre a categoria. Aí eu pergunto para alguma moça que porventura se aventure por aqui: partindo do pressuposto que a função primordial de um amante é justamente o sexo, o que leva as italianas a escolherem um cara como mais sexy e outro como um amante dos bãos? Hã?

Se ninguém me responder, tudo bem. Eu compreendo. E também não vou perder o sono.

********

E pra não ficar só colocando foto de “homem sexy”, vamos dar uma canja também para a sra. Beckham. Pra quem ainda não sabe, ela ficou putinha porque o Milan não estendeu-lhe um tapete vermelho e tampouco reservou-lhe um camarote na estreia (argh, estréia sem acento dói; aliás, dói continua com acento?) do marido, na última terça.

O Milan não sabe o risco que corre. É capaz de a moça se enfezar e obrigar o banana do David a voltar i-me-dia-ta-men-te pra Los Angeles. Ela já conseguiu tirar o cara do futebol sério pra sustentar sua carreira de ex-spice-girl e criadora de tendências nos cortes de cabelos femininos do planeta (uma amiga minha jura que isso é um mérito) nos EUA.

Agora, se o Milan não se comportar direitinho, David correrá o risco de não poder mais jogar no clube italiano. E consequentemente ficar fora da seleção inglesa e da Copa de 2010, como Fabio Capello já antecipou.

Isso deveria ser uma piada, mas não é.

********

Agora chega de palhaçada, né? Vamos a um pouco de futebol, com as prováveis escalações de Roma x Milan, o grande jogo da primeira rodada de 2009 do Campeonato Italiano. Segundo a Gazzetta dello Sport, as equipes devem jogar assim, ambas no esquema 4-3-2-1, no estádio Olímpico da capital italiana, domingo, às 17h30 (horário de Brasília, com transmissão da ESPN):

ROMA
Doni, Cassetti, Mexes, Juan e Riise; Perrotta, De Rossi e Brighi; Pizarro e Aquilani; Vucinic.

MILAN
Abbiati, Zambrotta, Maldini, Kaladze e Jankulovski; Flamini, Pirlo e Ambrosini; Ronaldinho e Kaká; Pato.

Para saber mais sobre o clássico entre Roma e Milan e conhecer quais os outros jogos da 18ª rodada do Italiano, clique aqui.

Autor: Tags: , , , , ,

quinta-feira, 8 de janeiro de 2009 azzurra, charges, fora dos campos | 10:29

Futebol & arte

Compartilhe: Twitter

Sobre o post abaixo, mais uma ótima charge de Milton Trajano:

Autor: Tags: , , ,

quarta-feira, 7 de janeiro de 2009 azzurra, fora dos campos, jogadores, música e cinema | 11:52

A Itália, Gomorra e os gays

Compartilhe: Twitter

Opa, voltei. Com duas declarações que fizeram barulho na Itália nos últimos dias. A primeira, de Fabio Cannavaro sobre o badalado filme Gomorra, de Matteo Garrone. A segunda, do técnico Marcelo Lippi sobre a (não) existência de gays no futebol.

Começando por Cannavaro:
“Para o cinema italiano, espero que Gomorra vença o Oscar. Mas não acho que o filme faça bem à imagem da Itália no mundo. Já temos muitas etiquetas negativas. Hoje mesmo um colga de clube me disse: ‘Italiano? Mafioso!’ É muito fácil que um problema local seja generalizado.”

O ótimo filme a que Cannavaro se refere, vencedor do Grande Prêmio do Juri em Cannes e candidato italiano na disputa pelo Oscar de melhor filme estrangeiro, é esse do vídeo abaixo — curiosidade: três dos atores que participam do filme já foram presos recentemente por, adivinhem, envolvimento com a máfia.

O livro, de Roberto Saviano, me parece ainda melhor — embora eu esteja apenas no começo. Para quem não sabe, o autor se infiltrou na máfia napolitana para escrever o livro que deu origem ao filme. Hoje, ameaçado de morte, vive sob forte proteção policial.

Agora, as declarações de Lippi:
“Honestamente, acho que não existem jogadores gays. Em 40 anos, nunca os conheci. Ninguém que tenha trabalhado comigo em todo este tempo e em tantos clubes me disse algo a respeito. Alguns jogadores podem até ter esta tendência, mas não saem por aí fazendo propostas ou manifestos, o que quer dizer não viver à luz da própria homossexualidade. No mundo existe só uma raça, a humana. Por isso não excluiria um gay ou um negro da seleção italiana. Mas acho que seria difícil, pela maneira como são os jogadores, que um homossexual possa viver nesta profissão de maneira natural. Quando treino, não gosto de fazer o papel de pai, de aconselhar. Sou um treinador, mas aprecio que os jogadores saibam que, se quiserem me confessar algo, estou à disposição. Se alguém me confessar que é gay, eu o aconselharia a viver plenamente esta realidade e, com inteligência, não modificar sua relação com os colegas. Sugeriria que ele fosse leal com sua profissão e fizesse aquilo que quisesse na vida privada.”

Para encerrar, o vídeo da entrevista completa:

Autor: Tags: , , , ,

quarta-feira, 17 de dezembro de 2008 fora dos campos, fotos, imprensa, jogadores | 15:30

O menino de Belen

Compartilhe: Twitter

O penúltimo post, da cueca de Mirko, rendeu a este blog algumas críticas — algo que sempre ocorre quando, sempre por algum motivo estritamente jornalístico, damos espaço a um homem de cueca por aqui.

Entre as críticas, as mais construtivas clamavam por um post compensatório, sobre o fim do romance entre o atacante Boriello, do Milan, e a modelo-atriz-e-big-sister Belen Rodriguez. Um pedido justo.

Afinal, a gente sabe como problemas afetivos podem levar o desempenho de alguns jogadores pro buraco. E pouco importa se Boriello só voltará a jogar em 2009 porque está machucado. Esses problemas às vezes perduram. Daí a importância jornalística do fato. (E aí? Convenci alguém?)

O babado (hihi), resumidamente, é o seguinte: a tal da Belen participou da Isola dei Famosi, que é (mais) uma espécie de Big Brother italiano, numa ilha. Lá, é claro, engraçou-se com um tal de Rossano Rubicondi. Boriello não gostou e acabou com tudo.

Agora, numa entrevista à revista Vanity Fair que saiu hoje, o jogador do Milan abriu o coração. Disse ele: “Não tenho nenhuma intenção de voltar. Quero colocar uma pedra sobre esses anos belíssimos que vivi”; “Posso ser um napolitano tradicionalista, mas imagino uma mãe diferente para os meus filhos”; “Ela brinca com esse jeito de fêmea latina e isso sempre foi motivo de discussão. Não é questão de chifres ou de orgulho ferido, ainda que não me agrade ver a Itália inteira tirando sarro de mim. Mas o problema é outro: Belen está convencida que tudo isso faz parte do seu trabalho. E eu não quero isso”; “Devo agradecer aos meus colegas de Milan, que nunca tocaram nesse assunto, nem para fazer uma piadinha no vestiário”.

Pronto. A história tá contada. E agora, enfim, atendendo aos pedidos, “la Belen” (que é argentina). Quem quiser mais, que recorra ao bom e já velho Google.

Autor: Tags: , , , ,

segunda-feira, 17 de novembro de 2008 fora dos campos, opinião, vídeos | 17:17

A briga pública de Zenga

Compartilhe: Twitter

Eu bem que tento falar dos jogos. Mas, apesar do equilíbrio, o futebol italiano tem estado bem mais divertido fora de campo nas últimas semanas.

Eles até já fizeram as pazes, mas ainda assim eu quero registrar aqui, com outro vídeo, a briga entre Walter Zenga, técnico do Catania, e o jornalista da RAI Enrico Variale.

Em linhas gerais, o problema foi o seguinte: semana passada, após o jogo do Catania, Zenga recusou-se a dar entrevistas. Calou-se, lançando mão do famoso “silenzio stampa”, aquele mesmo que, dizem alguns, garantiu o título da Copa de 1982 aos italianos.

Não era, no caso, boicote a nenhuma TV específica. Zenga não queria falar com ninguém.

Enrico Varriale, na RAI, atacou o técnico com a seguinte frase: “Zenga não pode se esquecer que a Rai o tirou de um certo esquecimento e lhe propôs uma função de apreciado comentarista”.

Pelo que entendi, errou na critica: criticar Zenga por não dar entrevistas faria sentido. Não só porque há patrocinadores que pagam aos clubes para aparecer nestas coletivas, mas porque na Itália é muito respeitado o direito que tem o torcedor de ouvir um representante do time após os jogos.

Mas o tal do Varriale queria que a RAI tivesse privilégios por ter um dia empregado Zenga. Ele queria que o técnico do Catania retribuísse o fato de a TV ter encerrado com seu suposto “esquecimento”. Tsc tsc tsc…

O fato é que Zenga não gostou e, neste domingo, deu as caras no programa de Varriale. Pediu-lhe que não falasse pelas costas e que “pensasse na sua família”. Não acho que Zenga estivesse ameaçando bater na vovó do jornalista, mas a frase não pegou bem. “Cuidado com as ameaças que faz”, respondeu Varriale.

O resultado é que ambos foram mal. Varialle quase levou uma bronca no ar. Zenga, mesmo depois de ter feito as pazes, tomou um pito público do presidente de Catania e ainda será multado.

Se somarmos toda a polêmica com a “jogada ensaiada” do último post, dá pra concluir que Zenga está aos poucos se juntando a Cassano e Mourinho como os grandes personagens do futebol italiano… o que não necessariamente tem a ver com o esporte.

Autor: Tags: , ,

terça-feira, 28 de outubro de 2008 fora dos campos, fotos, imprensa, jogadores, milan | 12:42

A suíte de Beckham em Milão

Compartilhe: Twitter

Primeiro, leiam a notícia que recebemos aqui no iG Esporte da Agência Ansa:

Milan: Beckham vai morar em ‘bairro famoso pelas prostitutas’, diz jornal

LONDRES – Recentemente anunciado como novo reforço do Milan, o meia inglês David Beckham está de malas prontas para Milão, onde já encontrou uma nova casa: segundo o tablóide inglês The Sun, o atleta alugou um “luxuoso apartamento a um passo do bairro da luz vermelha” em Milão.

A região da cidade em que Beckham irá viver, nos arredores de Via Amedeo d’Aosta, foi indicada pelo capitão do Milan, Paolo Maldini, conhecido pelo bom comportamento dentro e fora do campo.

No entanto, segundo o tablóide inglês, é uma região “famosa pelas prostitutas e travestis, cafetões e traficantes”. “É considerada uma das áreas mais perigosas de Milão”, garante o The Sun.

Essa opinião foi confirmada por Michael Day, 39 anos, inglês e residente em Milão, que foi entrevistado pelo tablóide.

“A escolha de Beckham é certamente bizarra, porque aquela é uma região com hordas de prostitutas e drogados e os moradores reclamam todas as noites”, disse Day.

Bom… mas como a gente conhece bem o The Sun, resolvi perguntar a uma amiga jornalista que mora em Milão e é casada com um repórter da Gazzetta dello Sport se a notícia fazia algum sentido. Afinal, seria um pouco estranho que Beckham, com a grana que tem, fosse morar “numa das áreas mais perigosas de Milão” (ainda que esse perigo, em Milão, possa não dizer muito pros nossos padrões tupiniquins).

A resposta da minha amiga: 

“Gian, ele deve ficar em uma suite do Hotel Principe di Savoia, um cinco estrelas. O hotel fica na Piazza della Repubblica, a cinco minutos da Stazione Centrale (Estação Ferroviária). Naquele bairro sim é ‘risca faca’…”

Aí fui entrar no site do tal hotel pra limpar a barra do Beck e desfazer essa imagem de bairrro de prostitutas e tal e coisa. “Vou pegar uma bela foto da suíte do hotel e colocar no blog”, pensei. Aí eu entro no site e logo na home aparece a “foto da suíte”, vejam só:

Mas tem uns maldosos aqui do lado dizendo que não consegui desfazer por completo a idéia da notícia do The Sun, imaginem só…

Autor: Tags: , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. Última