Publicidade

Arquivo da Categoria inter

domingo, 21 de novembro de 2010 inter, jogadores, vídeos | 14:06

Eto’o como Zidane

Compartilhe: Twitter

A fase da Internazionale de Rafa Benitez já não é das melhores, mas tem tudo para ficar pior. É que Samuel Eto’o, de longe o principal jogador do time na temporada, resolveu se inspirar em Zinedine Zidane e fazer o seguinte na partida recém-encerrada contra o Chievo, que venceu os milaneses por 2 a 1 pelo Campeonato Italiano:

O episódio ocorreu com o zagueiro César, pouco depois de os dois jogadores se desentenderem em um outro lance da partida (que você também viu no vídeo acima). No jogo, os lances saíram barato para Eto’o, que não levou sequer o cartão amarelo e ainda acabou marcando o gol da Inter na partida.

Fora de campo, porém, a “zidanada” de Eto’o deve custar caro, já que a imprensa italiana dá como certa uma severa punição ao atacante da Inter. Que, só pra lembrar, marcou nada menos que 16 dos 25 da Inter entre Campeonato Italiano e Liga dos Campeões…. Vai fazer falta?

Autor: Tags: , , , , ,

segunda-feira, 13 de setembro de 2010 inter, milan, notas dos jogadores | 12:03

Ibra, um orfão de fãs

Compartilhe: Twitter


Zlatan Ibrahimovic era muito respeitado na Juventus, pela qual conquistou dois títulos nacionais – depois cassados pelo escândalo de manipulação de arbitragem. Com o rebaixamento imposto à Juve, resolveu deixar o clube (ao contrário de ídolos como Buffon e Del Piero) e terminou de maneira amarga sua relação com a torcida de Turim.

Foi então para a Internazionale, pela qual seria artilheiro do Italiano e conquistaria, na condição de principal jogador do time, nada menos que três scudettos. Foi insuficiente para que não deixasse o clube vaiado pela própria torcida em seus últimos jogos, graças à insistência com que falava sobre a vontade de deixar a Inter.

Teve seu desejo realizado e foi para o Barcelona, onde, acreditava, poderia se sagrar o melhor jogador do mundo segundo a Fifa. Passou longe do objetivo: após atuações discretas e um desentendimento com o técnico Guardiola, trocou o time catalão pelo Milan sem deixar saudade.

Sua estreia no Milan, depois de ter afirmado que vestiria, enfim, “a mais bela camisa de sua carreira”, foi pífia: perdeu um pênalti na derrota por 2 a 0 para o modesto Cesena. O começo ruim, claro, não quer dizer muita coisa.

Até porque é bem mais por causa dos desfechos (e não dos começos) que Ibrahimovic poderá encerrar sua bela carreira sem ser querido por torcida alguma no planeta.

Autor: Tags: , ,

segunda-feira, 30 de agosto de 2010 inter | 11:09

O dirigente traído (mais uma vez)

Compartilhe: Twitter

Ibra: de volta a Milão, agora no Milan

O falecido Candido Cannavò, mais importante jornalista esportivo italiano da história, certa vez definiu Massimo Moratti, dono da Inter de Milão, como “mestre na arte de justificar seu próximo mesmo quando não existem justificativas”.

Referia-se, naquela ocasião, ao fato de o generoso Moratti ter compreendido a “traição” do amigo Ronaldo: o atacante brasileiro, após longo tempo no estaleiro da Inter, deixara o clube de Milão para jogar no Real Madrid justamente depois de ter comprovado sua recuperação física na Copa de 2002. Mais tarde, pior, Moratti ainda veria Ronaldo com a camisa do rival Milan. 

A relação do dirigente com Adriano não era muito diferente: o ex-atacante do Flamengo chegou a classificar Moratti como uma espécie de pai, tamanho foi seu carinho e compreensão com as pisadas na bola do Imperador. Hoje, Adriano joga na Roma, principal perseguidora da Inter nos últimos anos de calcio, e foi muito vaiado por sua antiga torcida na final da Supercopa da Itália.

No último sábado, por fim, o Milan oficializou a contratação de Ibrahimovic, o astro dos scudettos conquistados pela Inter em 2007, 2008 e 2009. Pessoalmente, Moratti não gostava do sueco como dos brasileiros. Mas esta terceira traição, pelo menos em termos de desempenho técnico, tem tudo para ser a mais dolorosa.

Autor: Tags: , , , , ,

terça-feira, 24 de agosto de 2010 inter, roma | 11:58

Mais do mesmo

Compartilhe: Twitter

Júlio César operando belas e decisivas defesas. Maicon jogando bem na Inter mesmo depois de tentar forçar uma ida para o Real Madrid. Lúcio fazendo mais do que lhe cabe e criando belas jogadas no ataque. Francesco Totti e Wesley Sneijder deliciando o público presente com passes e finalizações precisas e surpreendentes. Adriano entrando em campo visivelmente fora de forma e sem condições de jogo.  Eto’o resolvendo jogos com gols quando porventura Milito não os fizer.  Torcedores organizados protestando contra novas medidas de segurança. Os mesmos torcedores atirando fogos de artifício e outros objetos em campo. Inter e Roma decidindo um título. Um jogo equilibrado, bom e divertido entre as duas equipes. O time de Milão levando a melhor no placar final. A Roma entregando partidas bem jogadas em falhas individuais ou lances de nervosismo. A Inter levantando uma taça como campeã.

Se a final da Supercopa italiana entre Inter e Roma, vencida pela Inter por 3 a 1 no último sábado, foi um aperitivo do que vem por aí no Campeonato Italiano, já sabemos que o próximo torneio não terá muito de novo. Terá mais do mesmo, para o bem e para o mal.

Autor: Tags: , , , , , , , ,

terça-feira, 25 de maio de 2010 inter, liga dos campeões | 16:08

O choro de Mourinho

Compartilhe: Twitter

Para quem duvidou de Massimo Moratti, dono da Internazionale, quando ele disse que José Mourinho tinha “chorado muito” depois da final da Liga dos Campeões contra o Bayern, no Santiago Bernabéu, eis a prova em vídeo. Aliás, o abraço e o choro comovido no adeus a Marco Materazzi também dão boa dimensão da ligação do técnico português com seus jogadores.

A emoção, Mourinho explicou logo na coletiva depois da partida, era um misto de felicidade pela tão sonhada conquista da Liga e tristeza pelo adeus, que já era uma certeza. Assista:

Autor: Tags: , , , , ,

sábado, 22 de maio de 2010 inter, liga dos campeões | 18:02

Inter ao cubo

Compartilhe: Twitter

A ótima sacada do site da Inter depois da conquista da Liga dos Campeões. Comentários, depois.

A manchete de versão em italiano do site da Uefa também não é ruim:

E a versão em alemão certamente não foi perfekt (entendo muito) para os alemães, que com o resultado continuarão com apenas 3 vagas na Liga dos Campeões 2011-12, na qual a Itália seguirá com 4 representantes:

Na imprensa italiana, Gazzetta e Corriere dello Sport (abaixo, respectivamente), seguiram a mesma linha:

Na espanhol Marca, claro, o foco foi outro: José Mourinho, o provável-novo-técnico do Real:

Assim como a visão argentina não poderia ser outra que não esta (se bem que a atuação de Cambiasso…):

Autor: Tags: , , , , , , , ,

sexta-feira, 21 de maio de 2010 campeonato italiano, inter, jogadores, liga dos campeões, técnicos | 11:19

O peso dos campeões

Compartilhe: Twitter

A Inter chegou lá. Depois de ganhar a Copa da Itália, e com mais dificuldade do que há algum tempo aparentava que teria, conquistou o pentacampeonato italiano no último domingo. Um clichê, “a força do conjunto”, tem sido apontado pela imprensa italiana como a principal qualidade do time.

Pode até ser, mas o jornal La Gazzetta dello Sport não se eximiu de atribuir notas a todos os jogadores que participaram da conquista. Um exercício que nos ajuda bem a entender a importância individual de cada um dos campeões italianos.

Vamos às notas: o artilheiro Milito, único “perfeito”, 10. Sneijder ficou com um 9,5, seguido pelo 9 do capitão Zanetti, que completou o “pódio” dos mais importantes. Depois do trio, vieram, juntos, Eto’o, Maicon, Samuel e Lúcio, todos com nota 8. Júlio César e Thiago Motta ficaram com 7,5. Balotelli, Cordoba, Chivu, Pandev e Stankovic receberam 7. Materazzi, Mariga e Vieira, 6,5. Tanto a Muntari como a Santon coube um 6. Quaresma ficou com 5,5 e, por fim, o brasileiro Mancini, que não deixou saudades ao trocar o time pelo rival Milan, 5. Khrin, Arnautovic, Suazo e Stevanovic, que jogaram pouco, e os goleiros Toldo e Orlandoni, que nem jogaram, não receberam notas.

As avaliações referem-se apenas ao Campeonato Italiano. Não levam em conta os jogos da Liga dos Campeões, cuja final acontece no sábado, em Madri, entre Inter e Bayern. E não se enganem: em caso de vitória italiana no torneio europeu, pelo qual a Inter é absolutamente obcecada após 45 anos sem título, a maior nota não será atribuída a um jogador. Mas a um técnico que, definitivamente, não precisaria de mais elogios…

Autor: Tags: , , , , , ,

sexta-feira, 7 de maio de 2010 copa da itália, inter, jogadores, roma | 11:24

Maus perdedores

Compartilhe: Twitter

Primeiro, o vídeo:

O lance em que Francesco Totti aplicou um maldoso chute por trás em Mario Balotelli, a poucos minutos do fim da decisão da Copa da Itália contra a Internazionale, é mais um indício de que o time da Roma não sabe perder. Totti, capitão do time, e De Rossi, conhecido no clube como Capitan Futuro, são os melhores exemplos disso: são excepcionais, mas não suportam perder. E, pior, consideram os jogos perdidos antes mesmo de finalizados.

Foi assim no clássico contra a Lazio, quando ambos levaram cartões amarelos ainda no 1º tempo — a Roma perdia por 1 x 0. Nervosos, foram bem substituídos no intervalo, e a Roma virou o jogo. Na final contra a Inter, o time da capital ainda pressionava e restavam alguns minutos quando Totti agrediu Balotelli e foi expulso. A chance de empatar foi por água abaixo. O desequilíbrio dos líderes, não raro, contamina outros jogadores. Na final contra a Inter, foi o caso de Taddei, que saiu distribuindo bordoadas sem dó, inclusive no compatriota Thiago Mota.

Totti foi muito criticado e, diz a Gazzetta dello Sport, depois do episódio viu suas chances de jogar a Copa diminuírem muito. O capitão assumiu o erro, mas reclamou das críticas: afirmou que Balotelli é um “provocador sistemático”. É verdade. Mas um jogador de 33 anos, capitão da Roma e campeão do mundo, não deveria cair nas “provocações sistemáticas” de um adolescente. No time da Roma, a aversão por perder diminui a chance de vencer.

Autor: Tags: , , , , , , , ,

sexta-feira, 30 de abril de 2010 inter, liga dos campeões, técnicos | 10:37

Nas mãos de Mourinho

Compartilhe: Twitter

“Pensei que tinha chegado ao máximo da empatia possível com os torcedores do Chelsea. Mas minha empatia com os da Inter é ainda maior. Estou apaixonado pelo clube e por estes torcedores, mas não pelo futebol italiano: este eu respeito, mas não amo”. Assim José Mourinho comentou aquilo que classificou como a “melhor derrota da sua vida”: Barcelona 1 x 0 Internazionale, resultado que levou a Inter, depois de 38 anos, a uma final de Liga dos Campeões da Europa.

Não é a primeira vez que Mourinho faz questão de dizer “não amar” o futebol italiano. A recíproca, porém, não tem sido verdadeira. Depois da classificação da Inter, os italianos, de novo, caíram de amores pelo português. Claudio Ranieri, seu desafeto e técnico da concorrente Roma no Campeonato Italiano, chamou de “espetacular” a classificação interista. Silvio Berlusconi, dono do Milan, brindou pelo feito do rival. Jornais do país não pouparam elogios ao português, acima de todos. Na Itália, Mourinho virou o símbolo de uma classificação heróica.

Agora, na final contra o Bayern de Munique, a Inter jogará por todo o futebol italiano. Não apenas simbolicamente: se vencer no tempo normal ou na prorrogação, manterá a Itália com 4 vagas na Liga dos Campeões da Europa de 2011-12. Se empatar ou perder da decisão, os italianos perderão uma vaga para o futebol alemão. Ironia do destino, o calcio está nas mãos de José Mourinho. O que hoje em dia, apesar da “falta de amor” do português, parece um ótimo negócio.

Autor: Tags: , , , , ,

quarta-feira, 28 de abril de 2010 inter, liga dos campeões | 12:35

Itália x Alemanha, a briga pela vaga

Compartilhe: Twitter

Caros, é a Lei de Murphy: de todas as trabalhosas que havia feito para a versão inicial (já excluída) deste post, apenas em uma ocasião, a derrota da Inter por 1 x 0 sobre o Barcelona, eu me equivoquei, ignorando o ponto de bônus que o time italiano recebeu por passar à final.

O ranking da Uefa, neste momento, depois de Barcelona 1 x 0 Inter, está da seguinte forma:

1 Inglaterra: 81.142
2 Espanha: 79.329
3 Alemanha: 64.207
4 Itália: 64.052

Faltam dois ou três jogos (depende de o Hamburgo ir à final da Liga Europa) para definir que país ficará com  4 vaga para a Liga dos Campeões da Europa 2011-12. E a situação ficou do seguinte jeito:

* Se o Hamburgo perder do Fulham nesta quinta-feira, na Inglaterra, a Inter ainda poderá manter a Itália com a vaga. Para isso, precisará derrotar o Bayern na final (no tempo normal ou prorrogação) e levar o coeficiente italiano a 64,337, superando os alemães, que neste caso permaneceriam com 64,207.

Com qualquer outro resultado no jogo entre Hamburgo e Fulham nesta quinta-feira, aí sim a vaga ficará irreversivelmente com a Alemanha (porque, mesmo com um empate, o Hamburgo levaria o coeficiente alemão para  64,373, marca à qual os italianos não têm mais como chegar.

Está explicado. É isso. Desculpem o equívoco. E a Itália é Fulham nesta quinta-feira.

Autor: Tags: , , , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. 4
  6. 5
  7. 10
  8. Última