Publicidade

Arquivo da Categoria jogadores

segunda-feira, 13 de julho de 2009 inter, jogadores, mercado, milan | 18:12

Pelo fim das focas

Compartilhe: Twitter

Coluna (ou não) desta terça no Jornal Placar:

 

 

 

Kerlon tem só 21 anos. Somando os Brasileiros que jogou pelo Cruzeiro, não fez nem 20 partidas. Sua grande conquista foi o Sul-Americano sub-17 de 2005 — do qual foi artilheiro e eleito melhor jogador. Na última temporada, atuou pela primeira vez por um clube europeu: fez quatro jogos, todos saindo do banco, pelo Chievo. Também na Itália, chamam-no de Foquinha, apelido que ganhou em Minas pela capacidade de levar a bola adiante com a cabeça.

Ronaldinho tem oito anos a mais. No currículo, uma Copa do Mundo, dois Espanhóis, uma Liga dos Campeões e dois prêmios de “melhor do mundo” da Fifa. Alguns detratores chamam-no de “foca amestrada”, uma alusão aos lances plásticos mas pouco produtivos que insiste em exibir em alguns jogos.

Kerlon, apesar das seguidas seguidas lesões que vêm atrapalhando sua carreira, terá no próximo Italiano a oportunidade da sua vida: na semana passada, assinou contrato com a poderosa Inter de Milão até 2012.

Ronaldinho, no rival Milan, terá talvez a última chance de recomeçar em um dos gigantes do futebol europeu. E de provar que ainda tem condições de ir à Copa.

Os momentos são absolutamente diferentes, mas tanto Kerlon como Ronaldinho poderão, no Italiano, viver marcos positivos de suas carreiras. Para isso, porém, precisarão ser bem mais que foquinhas.

** 

O Milan diz que só cogita contratar um atacante: Luis Fabiano. O procurador do atacante afirma que até existem outras propostas para o Sevilla, mas garante que o brasileiro só quer um time: o Milan. Conseguirão os espanhois resistir e impedir essa linda história de amor à primeira sondagem?

**

José Mourinho disse que sonhava com outra Inter, que o time não está entre os maiores da Europa e que ele não é Harry Potter para ganhar a Liga dos Campeões. Eu concordaria com o técnico, se ele não achasse que as chegadas de Deco e Ricardo Carvalho é que deixariam a Inter entre os maiores.

DICA: Pra quem quer ficar ligado nos torneios amistosos dos principais times europeus, vale muito a pena conferir o Guia da pré-temporada da revista Trivela: aqui.

Autor: Tags: , , ,

terça-feira, 7 de julho de 2009 jogadores, roma, Sem categoria | 16:06

Valores e valores

Compartilhe: Twitter

Segue a coluninha desta terça no Jornal Placar…

Há meses que a torcida da Roma só fala da possível venda do clube. Há meses que um empresário endinheirado chamado Vinicio Fioranelli tenta convencer os donos da Roma (seus devedores) de que, se lhe derem o clube, ele abaterá 200 milhões de euros da dívida e transformará o time em um gigante da Europa. Há meses que os torcedores tentam se convencer disso. Até que…

Um advogado do tal Fioranelli, Nicola Irti, disse a uma rádio que “A Roma precisa se livrar de Totti, porque ele é a ruína do clube, como Raúl é do Real Madrid”. Talvez a gente não entenda, pois é duro imaginar a idolatria por Totti em Roma, mas a frase teve repercussão colossal e fez até prefeito e governador manifestarem-se a favor do jogador. Como fez Fioranelli: “Estou cercado de gente que fala demais. Foram frases gratuitas e estúpidas. Certas pessoas só querem fazer publicidade própria”, disse. O estrago, porém, estava feito. E há quem diga que também por isso o negócio esfriou.

Domingo, Totti anunciou que renovará seu contrato com a Roma, o único clube pelo qual jogou, até 2014 — quando pretende parar, aos 38.

E aos engravatados interessados em lucrar com o futebol, ficou a lição: nesse mundo, por sorte, ainda existem valores e relações que não tem a ver só com dinheiro. Como as de Totti e Raúl…

A volta do 10
Na mesma entrevista em que anunciou a renovação de contrato, Totti se disse disposto a voltar à seleção italiana, da qual abrira mão após a Copa de 2006: “Se Lippi quiser conversar, eu vou”. Jornalistas italianos desconfiam que a conversa com o técnico já ocorreu. E que a volta é praticamente certa.

A ida do 22
Resposta de Silvio Berlusconi, dono do Milan, sobre quem fará mais falta ao time, Kaká, Maldini ou Ancelotti: “Maldini, porque jogou aqui até os 41 anos e foi uma bandeira do clube”. Sobre Kaká, nem uma palavra. Será mágoa pelos votos que ele diz ter perdido nas eleições devido à venda do meia?

Autor: Tags: , , , , , ,

quarta-feira, 1 de julho de 2009 jogadores, milan | 14:01

Perfeito, Kaká

Compartilhe: Twitter

Escrevi ontem, na coluna do post de baixo publicada pelo jornal Placar, sobre o esforço (bem sucedido) que Kaká fez para deixar a Itália de bem com a torcida do Milan.

Esforço que também prevaleceu durante sua apresentação ao Real Madrid, para mais de 40 mil pessoal, no Santiago Bernabéu.

Kaká foi impecável no mega-evento: primeiro, pelo esforço em falar espanhol. Depois, pela esperteza em citar ‘os donos do vestiário’ merengue como Raúl e Guti (e ainda fazer uma referência aos “holandeses”, que estariam insatisfeito com essa nova fase galáctica do clube). E terceiro, na coletiva de imprensa, por lembrar que não eram apenas os espanhóis a ouvi-lo.

“Eu sempre disse que SE UM DIA TIVESSE QUE SAIR…”; “Sempre falei que NO CASO DE TER QUE DEIXAR o Milan”; “O Real sempre foi minha prioridade SE EU DEIXASSE o Milan”. Foram essas algumas das frases de Kaká que, ao deixar bem clara sua preferência pelo Real em relação a outros clube, não disse ter essa preferência também em relação ao Milan.

Sua vontade de permanecer no Milan poderia até ser verdadeira, hoje já não importa. Mas, no grandioso evento de ontem, não seria surpresa se num deslize de populismo, para agradar seus novos fãs, Kaká dissesse algo na linha de “Sempre sonhei jogar aqui” ou “Este é o máximo que um jogador pode atingir”.

Se o mérito é todo seu ou se meu amigo Diogo Kotscho, seu assessor, tem participação na performance eu não sei. Mas Kaká foi perfeito, pois agradou a gregos e troianos.

Tanto que, hoje, a Gazzetta dello Sport destaca justamente a ‘fidelidade’ de Kaká e o fato de ele “não ter se desmentido” ontem. Ao lado do relato da apresentação há uma coluna, assinada por Alessandra Bocci, que termina assim:

“Agora que ele se foi, esperemos que continue como é. Um homem que não inventou o futebol, como destacou o seu ex-empregador Berlusconi, mas que inventou o seu estilo. E como ontem ele já beijou duas vezes Florentino Perez [presidente do Real], esperemos que pelo menos não beije tão cedo a camisa branca. Nem por engano.”

Autor: Tags: , , ,

terça-feira, 30 de junho de 2009 jogadores, milan | 20:04

Pato, o sucessor?

Compartilhe: Twitter

Segue a coluninha desta terça-feira no Jornal Placar.
Sobre a sucessão de Kaká: fora de campo, Pato está pronto?


Autor: Tags: , , ,

segunda-feira, 29 de junho de 2009 imprensa, jogadores, vídeos | 11:39

Erro de avaliação?

Compartilhe: Twitter

Vocês já viram os (supostos) bastidores da gravação do comercial de TV de um guaraná, onde Ronaldo bate uma bolinha vestido de monstro?

Se não tinham visto, agora viram (aqui você vê a versão em que o monstro, ainda sem ‘ser revelado como Ronaldo’, aparece fazendo gol e derrubando os colegas em campo por causa do seu peso).

Pois bem: a Gazzetta dello Sport divulga esse vídeo, hoje, em seu site, sob o título “Ronaldo causa discussão – Dragão ou dinossauro?“. E logo abaixo do título, acrescenta: “Seu rendimento em campo, porém, é sempre instável: ontem o técnico não o escalou para dar lugar aos reservas, ainda que por causa do jogo de volta da copa nacional”.

Passei cerca de três semanas na Itália recentemente e voltei com a impressão de que a competente Gazzetta tem cometido reiterados erros de avaliação ao analisar o desempenho de Ronaldo no futebol brasileiro — mesmo os mais críticos têm que admitir, trata-se de um desempenho muito bom.

A discussão que Ronaldo tem causado no Brasil é, no máximo, se ele voltará ou não à seleção brasileira até a Copa de 2010.

E a maneira de certa forma irônica com que a Gazzetta divulga o vídeo acima me deixou com uma dúvida: será mesmo desinformação sobre a forma como Ronaldo conquistou a torcida corintiana? Ou será um pouco de birra com o atacante, sabe-se lá por quê?

PS: Eu tive (fazer o q?) que me render ao twitter: http://twitter.com/gianoddi . Sigam-me os bons

Autor: Tags: , , ,

terça-feira, 12 de maio de 2009 jogadores | 13:10

Os piores brasilianos

Compartilhe: Twitter

Vamos à coluninha de hoje (em versão estendida) do Jornal Placar.

O Brasil que dá errado

Semana passada, já em clima de fase final de campeonato (decidido), usamos este espaço para eleger os 10 principais brasileiros do Italiano. Como o panorama não mudou, faremos agora o inverso, escolhendo os 10 que, de um jeito ou de outro, deixaram seus torcedores a ver navios. Vamos a eles:

1) Adriano (Inter):
Como a paciência do clube parecia infinita, ele mesmo tratou de pedir o boné, consolidando a queda definitiva de seu “império” em Milão;

2) Ronaldinho (Milan):
No início, até lembrou o velho jogador do Barcelona. Rapidinho, porém,voltou a ser o Ronaldinho da seleção. Temporada decepcionante, tanto que sua saída já é cogitada;

3) Mancini (Inter):
No início da temporada, era para ser um dos principais reforços do time de José Mourinho. Virou um reserva pouco prestigiado;

4) Emerson (Milan):
Em sua segunda temporada pelo time de Milão, apesar da lesão de Gattuso, atuou apenas em mais 12 joguinhos (a maioria entrando do banco) e anunciou seu adeus. Não deixará saudades;

5) Doni (Roma):
Na temporada passada foi um dos destaques do torneio, chegando a ser convocado para a seleção. Neste ano, falhou bem mais e passou a ser um goleiro discutido para o próximo Italiano;

6) Kerlon (Chievo):
Mais uma vez, sofreu com lesões. Mas para quem esperava muitos malabarismos…. Foram só três jogos do Foquinha no Italiano, todos saindo do banco;

7) Coelho (Bologna):
No início do ano, o lateral-direito disse “não” ao Palmeiras porque se diz feliz na Itália. Mas jogos como titular pelo ameaçado time de Bolonha foram só dois;

8) César (Bologna):
Está definitivamente em decadência. Lembrou muito mais os recentes tempos de Internazionale do que os bons momentos de destaque na Lazio;

9) Cicinho (Roma):
Para quem chegou com status de superstar, recebido por centenas de torcedores no aeroporto do Roma, deixou a desejar (e ainda criou algumas confusões);

10) Dida (Milan):
Quando Abbiati se machucou, viu uma pequena chance de voltar a ser titular da equipe. Mas… logo voltou ao banco, de Kalac, que foi o primeiro titular do ano e também havia deixado a posição por causa de lesão.

Autor: Tags: , , , , , , , , , ,

sexta-feira, 8 de maio de 2009 jogadores, juventus | 14:34

Diego na Juve, e agora?

Compartilhe: Twitter

Ontem, em entrevista ao Magazine, programa do nosso blogueiro Sergio Patrick lá no Bandsports, Diego lamentava (e como) o fato de não poder jogar a final da Copa da Uefa pelo Werder Bremen por ter recebido um cartão amarelo besta durante a semifinal contra o Hamburgo, devido a uma discussão com o ex-são-paulino Alex Silva. Não confirmava, ainda, sua transferência para a Juventus — embora a Gazzetta dello Sport já desse o negócio como certo, por 25 milhões de euros.

Mas, hoje, o jornal Tuttosport, que é de Turim, “comemora”, como vocês podem ver ao lado. O pai (e procurador) de Diego confirmou ao Corriere dello Sport que o negócio está fechado. E a pergunta “Diego vai mesmo jogar na Juventus?” foi, enfim, respondida, embora falte uma liberação formal do Werder.

Surgem, então, novas dúvidas:

1) Sua chegada é mesmo indício da iminente saída do técnico Claudio Ranieri, sempre contrário à sua contratação porque com o brasileiro “teria que mudar a forma do time atuar”?

2) Conseguirá Diego, um meia clássico, desses que vestem a 10 e têm como virtude a ótima visão de jogo e o passe, continuar atuando dessa maneira na Juventus e no futebol italiano, onde o espaço é menor?

3) Será ele, daqui a algum tempo, transformado em atacante, como sempre acaba acontecendo com grandes meio-campistas italianos (Baggio, Totti, Del Piero…)?

4) Saberá Diego, na sua chegada, não tomar partido a favor de nenhum dos grupos que hoje, é praticamente público, estão rachados no elenco bianconero?

Respostas a partir de setembro (ou até antes, no caso de Ranieri). Mas se vocês quiserem deixar seus palpites, agradecemos…

Autor: Tags: ,

quarta-feira, 6 de maio de 2009 jogadores | 13:14

Os melhores brasileiros do Italiano

Compartilhe: Twitter

Vamos à coluninha de ontem no Jornal Placar, na qual escolhi os 10 melhores brasileiros deste Campeonato Italiano que está prestes a acabar. Fiquem à vontade para cornetar: mudar a ordem, acrescentar nomes, excluir outros… depois, se for o caso, podemos discutir mais por aqui.

Autor: Tags: , , , , , , , , ,

domingo, 3 de maio de 2009 imprensa, jogadores | 21:17

A visão italiana

Compartilhe: Twitter

Reprodução

 

Sempre de olho em Ronaldo, o site do jornal italiano La Gazzetta dello Sport diz que, depois de ter iluminado o jogo de ida da final do Campeonato Paulista 2009,  o atacante foi apenas um “espectador” no Pacaembu. Mas…

…o jornal justifica a sumida atuação do corintiano neste domingo lembrando que Ronaldo jogou “limitado pelas dores nas costelas” e que, bem mais curioso, “os deuses só se mexem quando é necessário”.

Clique aqui para ler a matéria da Gazzetta em italiano.

 

Autor: Tags: , , ,

quarta-feira, 29 de abril de 2009 campeonato italiano, copa da itália, inter, jogadores, roma | 17:36

Giro d’Italia

Compartilhe: Twitter

Ciao, ragazzi. Enfim, consegui voltar. Então vamos correr. Primeiro, com a coluna de ontem no jornal Placar, que também voltou. Falando de Inter (e um pouquinho de Milan e Marilungo, sabem quem é?).

reprodução Jornal Placar
reprodução Jornal Placar
 

Aí, pra dar uma passada corrida em outros (ou nos mesmos) temas, vale também dizer que:

* O Milan na verdade, talvez devesse ver com bons olhos o confronto que tem contra a Roma. Afinal, entre os adversários mais importantes que enfrentou no Italiano, o time da capital já tomou de 4 da Lazio, da Fiorentina, da Inter, da Juventus…

* A informação teve que ser limada por falta de espaço na coluna, mas vale lembrar que o tal do Marilungo foi eleito o melhor jogador do último torneio de Viareggio, uma espécie de “Copa SP” dos Italianos. É mais uma credencial para acreditar no moleque, tanto ou até mais do que os dois gols do domingo passado. 

* A final da Copa será entre Sampdoria e Lazio, dois times dos quais se esperava um pouco mais no Italiano. Ambos tem, portanto, a chance de salvar a temporada. E eu ganho a chance de provar que tinha alguma razão ao escolher a Samp para contar com um destaque especial no último Guia dos Europeus da Placar (houve quem me criticasse por isso). Na verdade, me perdoem a imodéstia, já provei ter alguma razão, porque era um único nome, o de Cassano, que justificava aquele espaço especial. E, não sei se vocês concordam, mas Cassano provou ser, neste campeonato, o melhor jogador italiano da atualidade. Escolhas de Lippi à parte.

* Diiiiiiiizem, como diria Avalone, que o Berlusconi está insistindo para Leonardo ser o próximo técnico do Milan. Dizem que ele quer porque quer! E não só no Milan, mas na Itália, quando Berlusconi quer porque quer…  vale lembrar, porém, que se Leonardo quiser assumir o Milan em breve, terá que contar com um “técnico oficial de fachada” (Tassotti?), porque na Itália só quem tem o “diploma” de treinador pode dirigir times na Série A. E Leonardo é apenas um recém-matriculado na ‘scuola para mister’.

* Ao que parece, pelas notícias que chegam da Itália, a Juve resolveu fechar logo a contratação de Diego, nem que para isso tenha que pagar os 25 milhões de euros que o Werder Bremen pede. Não sei se isso é indicação de alguma coisa, mas vale lembrar que Claudio Ranieri, o (hoje contestadíssimo) técnico da Juve, sempre foi um dos menos entusiastas da chegada do meia. Dizia ele que, para contar com Diego, o time teria que “mudar o jeito de jogar”. Então, pelo jeito, vai mudar. Resta saber que técnico definirá essa nova forma. Se o próprio Ranieri ou não…

ps. Não sei se foi uma provocação do pessoal da placar essa bandeirinha na coluna. Mas o Rogério Andrade, presidente do Thank God For Football, me deu uma boa explicação: trata-se de uma homenagem à Inter e sua camisa comemorativa… então tá.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , ,

  1. Primeira
  2. 3
  3. 4
  4. 5
  5. 6
  6. 7
  7. 10
  8. Última