Publicidade

Posts com a Tag cannavaro

quarta-feira, 16 de setembro de 2009 liga dos campeões, milan | 11:15

As estreias italianas

Compartilhe: Twitter
Time celebra com Cannavaro, após belo passe para gol da Juve

Time celebra com Cannavaro, após belo passe para gol da Juve: machucado, ele saiu de campo aplaudido

Foi decepcionante a estreia da Juventus na Liga, na mesma medida em que foi suspreendente o começo do Milan.

Em que pese o gol impedido do Bordeaux, a Juve não mereceu vencer. Foi inferior em todo o primeiro tempo e em boa parte do segundo. Diego fez muita falta, embora Giovinco até tenha criado algumas boas jogadas. Pior, como disse o Pedro nos comentários abaixo, foi (de novo) a atuação do Tiago, na vaga de Camoranesi: marcou pouco e criou menos ainda.

Destaques positivos foram dois: primeiro, a confirmação da ótima fase de Buffon, que já tinha ficado clara na seleção italiana. Depois, a volta por cima de Cannavaro, que deu o belo passe para o gol de Iaquinta (lembrou suas grandes atuações na Copa de 2006) e foi aplaudidíssimo pela torcida (aquela mesma que o vaiou em sua chegada) ao deixar o campo machucado.

Aliás, quando uma zaga em geral formada por Cannavaro e Chiellini passa a ter Zebina e Legrotaglie, as chances de o time sofrer um gol crescem aproximadamente 486%….

No outro confronto entre italianos e franceses, o Milan venceu o Olympique mesmo tendo feito pouco, muito pouco, na segunda etapa.

E é triste, mas a ausência de Ronaldinho Gaúcho foi determinante para a vitória. Afinal, o brasileiro deixou o time titular para a entrada de Inzaghi, que jogou ao lado de Pato no ataque. Inzaghi, como se sabe, marcou os dois gols da vitória por 2 x 1. Como se não bastasse, Seedorf, que atuou justamente na posição do campo em que Ronaldinho vinha atuando, criou as duas jogadas dos gols milanistas e foi o melhor em campo.

Diante disso, convenhamos, a expectativa de Ronaldinho “se consolidar” na reserva milanista é enorme.

Hoje
É claro que a partida entre Inter e Barça é de longe a mais aguardada dessa primeira fase da Liga. Mas, pensando em classificação, o jogo da Fiorentina, fora de casa contra seu provável “adversário direto” pela segunda vaga do grupo — o Lyon —, é provavelmente o mais importante dos italianos nessa primeira rodada.

Autor: Tags: , , , ,

quarta-feira, 12 de agosto de 2009 azzurra | 17:36

Unzinho, pelo menos

Compartilhe: Twitter

Reuters 
Urgh. Soc. Tum. Pow: Cenas de Suíça 0 x 0 Itália

Um sonolento 0 x 0 com a Suíça. Uma “renovação” que começou com as escalações de Criscito e Marchisio. De relevante mesmo, no amistoso desta tarde, apenas o fato de Fabio Cannavaro ter completado 127 partidas pela seleção italiana, superando o antigo recorde, de Paolo Maldini.

Depois do fiasco na Copa das Confederações, talvez tenha chegado a hora de Marcelo Lippi, ao invés de renovar, simplesmente fazer o óbvio: abrir mão da tradição italiana de não convocar os melhores jogadores do país para a seleção. No caso, os três melhores — tecnicamente falando.

Ainda que um deles tenha aberto mão da Azzurra para depois voltar atrás. Ainda que outro não tenha mostrado, na seleção, o mesmo excelente futebol que sempre mostrou em seu time. E ainda que o terceiro seja um maluco.

Dá pra chamar pelo menos unzinho deles, professor?

(se for preciso dar nome aos bois, consulte as tags do post)

Autor: Tags: , , ,

sexta-feira, 31 de julho de 2009 inter, juventus, milan, roma, Sem categoria | 19:41

Os amistosos (ou quase)

Compartilhe: Twitter

AP

Ô, o lixo da Sky voltou! E eu consegui ver Juventus 2 x 1 Real Madrid, pela Copa da Paz.

Antes, rapidamente, quero dar uma passadinha no que a Gazzetta dello Sport destacou nessa sexta:

* Destacou, do amistoso Inter 1 x 0 Monaco, que a dupla Milito + Eto’o promete. Ambos jogaram um só tempo juntos, gol do argentino. “Você vão ver, será um belo entrosamento com o Principe”, disse o Eto’o. Pode até ser, mas, pelo que a gente conhece do camaronês, é bom o Milito não começar a brilhar muito mais…

* Destacou, depois de Milan 1 x 1 Boca Juniors (derrota italiana nos pênaltis), as ótimas antecipações do Thiago Silva, melhor do time de acordo com o jornal. Disse que Ronaldinho até foi bem, nota 6,5. E que Pato foi só desilusão, errando tudo, inclusive o pênalti decisivo.

* Destacou, com a manchete “c’è sempre Totti. E la Roma rimonta”, a virada da Roma por 3 x 1, sobre o Gent, pela Liga Europa (enfim, um campeonato!). O capitão foi o melhor do time, nota 7,5. Será um indício do trabalho de pré-temporada que, enfim, Totti conseguiu fazer como o resto do elenco? A conferir.

Sobre o amistoso entre Juventus e Real devo dizer, antes de tudo, que não aguento mais esses amistosos e não vejo a hora dos campeonatos de verdade começarem. Que é engraçado ver justamente o Cannavaro fazendo gol contra seu ex-time, onde não jogou nem metade daquilo que jogara no Mundial de 2006. Que a Juventus ganhar do Real Madrid, convenhamos, não é nenhuma novidade. Que dá gosto pensar que o Giovinco está prestes a estourar. Que a falta absolutamente estúpida do Grygera em cima do Cristiano Ronaldo poderia ter dado ao amistoso uma importância que ele jamais teria (por sorte, não deu). Que foi uma pena o Diego, machucado, não participar da partida para que nós, da previsível imprensa, pudéssemos anunciar o resultado do “duelo” entre o brasileiro e o português.

E agora chega. Já são mais linhas do que um amistoso, ainda que entre Juve e Real, merece.

Autor: Tags: , , , , , , , ,

quarta-feira, 7 de janeiro de 2009 azzurra, fora dos campos, jogadores, música e cinema | 11:52

A Itália, Gomorra e os gays

Compartilhe: Twitter

Opa, voltei. Com duas declarações que fizeram barulho na Itália nos últimos dias. A primeira, de Fabio Cannavaro sobre o badalado filme Gomorra, de Matteo Garrone. A segunda, do técnico Marcelo Lippi sobre a (não) existência de gays no futebol.

Começando por Cannavaro:
“Para o cinema italiano, espero que Gomorra vença o Oscar. Mas não acho que o filme faça bem à imagem da Itália no mundo. Já temos muitas etiquetas negativas. Hoje mesmo um colga de clube me disse: ‘Italiano? Mafioso!’ É muito fácil que um problema local seja generalizado.”

O ótimo filme a que Cannavaro se refere, vencedor do Grande Prêmio do Juri em Cannes e candidato italiano na disputa pelo Oscar de melhor filme estrangeiro, é esse do vídeo abaixo — curiosidade: três dos atores que participam do filme já foram presos recentemente por, adivinhem, envolvimento com a máfia.

O livro, de Roberto Saviano, me parece ainda melhor — embora eu esteja apenas no começo. Para quem não sabe, o autor se infiltrou na máfia napolitana para escrever o livro que deu origem ao filme. Hoje, ameaçado de morte, vive sob forte proteção policial.

Agora, as declarações de Lippi:
“Honestamente, acho que não existem jogadores gays. Em 40 anos, nunca os conheci. Ninguém que tenha trabalhado comigo em todo este tempo e em tantos clubes me disse algo a respeito. Alguns jogadores podem até ter esta tendência, mas não saem por aí fazendo propostas ou manifestos, o que quer dizer não viver à luz da própria homossexualidade. No mundo existe só uma raça, a humana. Por isso não excluiria um gay ou um negro da seleção italiana. Mas acho que seria difícil, pela maneira como são os jogadores, que um homossexual possa viver nesta profissão de maneira natural. Quando treino, não gosto de fazer o papel de pai, de aconselhar. Sou um treinador, mas aprecio que os jogadores saibam que, se quiserem me confessar algo, estou à disposição. Se alguém me confessar que é gay, eu o aconselharia a viver plenamente esta realidade e, com inteligência, não modificar sua relação com os colegas. Sugeriria que ele fosse leal com sua profissão e fizesse aquilo que quisesse na vida privada.”

Para encerrar, o vídeo da entrevista completa:

Autor: Tags: , , , ,

quinta-feira, 25 de dezembro de 2008 azzurra, campeonato italiano, copa da uefa, copa do mundo, inter, jogadores, juventus, milan, roma, técnicos | 12:40

20 perguntas para responder em 2009

Compartilhe: Twitter

É isso, 2008 praticamente já se foi. E como para o futebol europeu o ano começa em julho e acaba em junho, nem dá pra gente fazer muitos balanços. Porque, se o final da temporada passada não foi legal para o calcio — italianos fora da final da Liga, violência, prisões etc —, o começo da temporada 2008-09 foi bem promissor — vários candidatos ao título, Ronaldinho, Mourinho, Beckham etc.

Melhor, agora, é olhar para frente. Porque não faltam boas perguntas a serem respondidas sobre o futebol italiano neste ano que está prestes a começar. Vou colocar aqui 20 delas (quem tiver mais que mande) e, como não sou de ficar em cima do muro, vou dar meus palpites pra cada uma. Quem encarar que faça o mesmo. 

1) Amauri jogará mesmo pela seleção italiana ou Dunga, na hora H, não vai permitir, convocando-o para  a seleção brasileira para enfrentar justamente a Itália, no dia 11 de fevereiro?
Pelo jeito, Dunga tremeu com a possibilidade de enfrentar Amauri e levar cacetadas e mais cacetadas se o atacante viesse a marcar pela Azzurra contra o Brasil. Agora, parece, a convocação será para a seleção Brasileira (aliás, Dunga, precisava o Júlio César te avisar sobre as qualidades do Amauri?!). Resta saber o quanto ele jogará. Tenho dúvidas sobre o que seria melhor para o atacante…
 
2) Adriano terá a enésima chance de voltar à Inter? Ou será que Mourinho e, principalmente, Moratti terão enfim chegado ao limite?
Meu bom senso não me permite acreditar que a Inter dará outra chance a ele. Aposto numa saída já em janeiro…

3) A Inter, hoje líder com seis pontos de vantagem no Italiano, continuará sobrando rumo ao tetracampeonato?
Sobrando, não. Essa diferença, acho, ainda será reduzida em algum momento – e acredito mais no Milan do que na Juve como segunda força. No final das contas, porém, o título irá mesmo para a Inter, sabe-se lá com qual vantagem.

4) E a postura de Mourinho? O português irá enfim parar de brigar com a imprensa italiana? Dependerá dos resultados para isso?
Mourinho incorporou um personagem e não parece disposto a mudar. Se perder, mal-humorado, terá mais motivos para criticar tudo e todos no futebol italiano. Se ganhar, seu moral vai para as nuvens. E aí, com o ego (ainda mais) inflado, alguém acha mesmo que ele vai parar?

5) Ibrahimovic, Kaká ou Del Piero: qual deles será escolhido o melhor jogador do Italiano?
A história diz que o melhor do campeonato pertencerá sempre ao campeão, e até por isso coloquei apenas os três como candidatos. Seguindo a mesma lógica, portanto, fico com Ibra. De novo.

6) Os garotos da Juventus, Marchisio, De Ceglie e Giovinco, seguirão em alta até o fim do campeonato?
Nessa “alta” atual sim: os três já mostraram que sabem jogar, embora nenhum deles tenha tido a regularidade necessária para ser mantido como titular indiscutível. O problema é que se a Juve seguir na Liga dos Campeões essa regularidade pode ser imprescindível.

7) Beckham será só um (eficiente) garoto-propaganda no Milan ou terá importância em campo? E, se tiver, tem chances de ficar?
Beckham será útil nesses poucos jogos que fará pelo dilacerado meio-campo milanista. Mas não o suficiente para que o Milan cogite uma loucura (financeiramente falando) a ponto de tirá-lo do Galaxy já. Sua passagem, no fim das contas, terá sido útil tanto do ponto de vista do marketing (mais) como do ponto de vista esportivo (menos). 

8) Como o Milan irá (se é que irá) resolver seus problemas defensivos sem Thiago Silva?
Sem a perspectiva da escalação do brasileiro e nem da volta de Nesta, a solução definitiva fica para 2009-10. O que não quer dizer que o Milan, com o meio-campo e ataque que tem, não possa dar trabalho no Italiano e, ainda mais fácil, conquistar a Uefa.

9) Como será o balanço final da primeira temporada de Pato e Ronaldinho no Milan?
Nem decepcionante, nem excpecional. Para ambos, algo entre uma nota 6,5 e 7. E ambos podem estourar em 2009-10.

10) A disputa entre Milan e Juventus para ver quem conta com mais ‘elenco’ no departamento médico continuará acirrada?
Não faço a menor idéia. Mas, sem Nesta e Gattuso, o Milan deve sentir mais as ausências. Até porque a Juve, entre os seus lesionados, tem o Zebina (maldade…).

11) E por falar em lesões, a de Totti durará quanto tempo? Era um mês, já virou dois. Quem dá mais?
Dois meses sem Totti já podem bastar para tirar a Roma da Liga dos Campeões. O fato, triste, é que Totti, o melhor jogador de futebol italiano hoje, não consegue mais passar dois meses seguidos jogando futebol.

12) Para compensar a tristeza romanista, Menez vai mesmo deslanchar, como ameaçou neste fim de ano? E Brighi continuará jogando tudo o que ninguém achou que jogasse?
Menez já mostrou ser bem mais que aquele jogador bizarro do começo de temporada. E a “ex-surpresa” Brighi, acho, até veio para ficar, dentro das suas limitações. Mas nada disso basta para compensar a possível ausência de Totti. Sem ele, a Roma não vai.

13) Napoli, Lazio e Genoa vão mesmo dar trabalho na briga por uma das quatro vagas na Liga?
Não. Se a Roma ficar mesmo fora dessa disputa, a Fiorentina já pode comemorar: a quarta vaga na Liga é sua. E, pra ousar ainda mais: o Napoli vai para a Uefa.

14) Quem será o artilheiro do Italiano: Ibrahimovic, Amauri ou nda?
Ibra.

15) Quem vai cair?
Sem surpresas: Chievo, Reggina e Lecce. Se um deles não cair, o Siena vai.

16) Cannavaro, Toni, Rossi, Grosso, Oddo, Dossena… Quem será (se é que haverá) o destaque italiano fora da Itália na temporada?
O tempo passa, o tempo voa, as críticas vêm e eu sigo sempre com Luca Toni.

17) Cassano chegará a ser convocado por Marcelo Lippi em 2009 para ter alguma esperança de ir à Copa de 2010?
Não é minha vontade. Mas Cassano está fora da Copa, desde já.

18) A boa dupla Gilardino e Mutu, da Fiorentina, continuará fazendo mais sucesso que a boa dupla Di Natale e Quagliarela, da Udinese?
Em seus clubes, sim. Se não brigarem por vaidade (afinal, quem é a estrela do time?), Gila e Mutu vão longe. Até porque, o que quer a Udinese? Mas é bom lembrar que a dupla Di Natale e Quagliarela, com Amauri descartado e Toni em baixa na Azzuurra, poderá mostrar serviço também na seleção.

19) Quem será o melhor e o pior brasileiro ao fim do Italiano 2008-09?
Os melhores, Kaká e Maicon. O pior, Adriano, mesmo saindo agora.

20) Onde vão parar, se é que vão parar, os italianos na Liga dos Campeões?
A Inter vai pagar a bobeada na primeira fase e cai já nas oitavas, contra o Manchester. A Roma, com Totti, passa do Arsenal. E a Juve, surpresa, elimina o Chelsea! Depois disso, sem saber o que o sorteio reserva, dar qualquer palpite já seria abusar da sorte, né?

E aí? Não quer deixar também as suas previsões?

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

terça-feira, 2 de setembro de 2008 azzurra, copa do mundo, Sem categoria | 16:37

A camisa, o ‘scudetto’ e a Copa

Compartilhe: Twitter

Duas fotos (AP) e uma notícia (EFE) do dia. Vejam, leiam e me respondam.
Por que o Blatter tinha tanta certeza que seria vaiado? 

ROMA (Itália) – A camisa da Itália, atual campeã mundial de futebol, será a primeira a receber um emblema dourado relativo à conquista da Copa do Mundo. O suíço Joseph Blatter, presidente da Fifa, apresentou hoje a camisa com o novo escudo em cerimônia realizada na concentração da seleção da Itália, na cidade de Coverciano…

O zagueiro Fabio Cannavaro, capitão da seleção italiana, aproveitou a cerimônia em Coverciano para pedir a Blatter que fizesse uma entrega simbólica da taça da Copa. Na final do Mundial de 2006, o jogador recebeu o troféu das mãos do sueco Lennart Johansson, então presidente da Uefa. “Presidente, quero fazer um pedido: vamos fechar definitivamente aquela história. Por favor, entregue-me a taça da Copa do Mundo”, pediu Cannavaro.

Blatter aceitou o pedido do zagueiro e explicou que não esteve presente à final para não receber vaias do público alemão.

Autor: Tags: , , , ,

segunda-feira, 2 de junho de 2008 azzurra, Sem categoria | 16:27

porca miseria

Compartilhe: Twitter


Foto Reuters

Supersticiosos de plantão aqui na redação até conseguiram achar o lado bom da lesão de Cannavaro, que perderá a Eurocopa por ter machucado o tornozelo hoje, no treino da Itália. Dizem eles que, antes da Copa, Nesta se machucou e Materazzi virou uma das estrelas do Mundial.

Têm até alguma razão. Mas daí a achar que o mesmo Materazzi (provável novo titular*) ou Bonera ou Gamberini (prováveis novos convocados) vão terminar a Euro do mesmo jeito que o desafeto de Zidane (escrevo assim só para alguns comentarem me xingando) terminou a Copa, é muito otimismo.

O fato é que, fase no Real Madrid à parte, a Itália perderá um de seus melhores jogadores, seu capitão e o melhor jogador da última Copa do Mundo. Não é pouco. Venha quem vier.

* Atualizada às 16h45 (eu dava Barzagli como provável substituto no time titular, mas a imprensa italiana garante que ele já jogaria de qualquer forma na estréia contra a Holanda, ao lado de Cannavaro, a exemplo do que já ocorreu no amistoso contra a Bélgica).

Autor: Tags: ,