Publicidade

Posts com a Tag contas

quarta-feira, 9 de setembro de 2009 azzurra | 12:27

O jogo que vale

Compartilhe: Twitter

Vamos deixar claro: o jogo que vale a classificação da Itália para a Copa de 2010 é o que acontece daqui a pouco (15h50), em Turim, contra a Bulgária. Se vencer, a Azzurra abre quatro pontos de vantagem sobre a vice-líder Irlanda, que tem um jogo a mais e por isso folga na rodada.

Com quatro pontos de folga, os italianos poderiam até perder dos irlandeses, na próxima rodada, fora de casa — o que, com o futebol que o time de Lippi vem apresentando, é bem possível.

Em caso de vitória hoje, bastaria uma nova vitória contra o Chipre, jogando em casa, na última rodada, para a Itália garantir a vaga na Copa da África do Sul. E ganhar do Chipre em casa, mesmo para esse timeco do Lippi, é obrigação.

Sobre o jogo de daqui a pouco, o time deve entrar em campo com quatro mudanças em relação à equipe que bateu a Georgia. Na defesa, Grosso no lugar de Criscito; no meio, Marchisio e De Rossi nas vagas de Marchionni e Palombo; e, no ataque, Gilardino na vaga de Rossi.

Pelas duas mudanças no meio-campo, dá pra dizer sem medo de errar, é um time bem melhor.

PS: Se o trabalho de Lippi vem sendo questionado, o mesmo não se pode fazer em relação a Fabio Capello, técnico da seleção inglesa. Como mostra o blog do PVC, o italiano pode hoje, com o melhor desempenho da história de um técnico do English Team, classificar matematicamente sua equipe ao Mundial.

Autor: Tags: , , , , ,

sexta-feira, 4 de setembro de 2009 azzurra, campeonato italiano, jogadores | 10:15

Caindo na real

Compartilhe: Twitter

Coluna desta sexta no Jornal Placar:

 

 

 

Em tempos de crise, o futebol italiano caiu na real. É o que mostra o saldo entre quanto os 20 times da Série A gastaram para comprar e quanto receberam por vender jogadores no último mercado. A cifra foi negativa, mas de apenas 13 milhões de euros: foram gastos, no total, 452 milhões, mas entraram no caixa dos clubes nada menos que 439 milhões. O balanço quase neutro, não tantos anos atrás, era algo impensável em um país que se notabilizava por torrar o que fosse preciso para contratar os melhores jogadores do planeta.

Tiveram peso decisivo nesse número o balanço final dos antes gastões clubes de Milão, Inter e Milan, que venderam Ibrahimovic e Kaká por 75 e 67 milhões de euros, respectivamente. A Inter ainda consumiu boa parte do dinheiro amealhado, encerrando o mercado com um saldo de pouco mais de 37 milhões; já o Milan preferiu deixar em seus cofres 55 milhões.

Como a Roma recebeu 20 milhões pela venda de Aquilani ao Liverpool e só gastou 3,5, foi a Juventus, entre os quatro principais times do país na última década, o único a gastar mais do que recebeu. Seu saldo foi de – 37,3 milhões e, destes, 24,5 foram gastos para tirar o meia Diego do Werder Bremen. Um investimento que, a julgar pelas duas primeiras rodadas do Italiano, será muito bem justificado.


***
Ao pedir demissão da Roma, Luciano Spalletti abriu mão dos 7,2 milhões de euros que ainda receberia até o fim do seu contrato, em 2011. Deixou de lado, também, a chance de trabalhar na Série A de 2009-10: na Itália, para evitar o troca-troca de técnicos, um treinador não pode dirigir duas equipes no mesmo campeonato.

***
Após dois ótimos jogos nas duas primeiras rodadas da Série A, cresceu o clamor pela convocação do atacante Cassano, da Sampdoria, para a seleção italiana. Em enquete promovida pelo site do jornal La Gazzetta dello Sport, 86% dos leitores disseram discordar da opção do técnico Marcelo Lippi de não convocá-lo.

Autor: Tags: , , , , ,