Publicidade

Posts com a Tag Diego

segunda-feira, 19 de outubro de 2009 campeonato italiano, vídeos | 10:27

A 8ª rodada

Compartilhe: Twitter

A rodada do fim de semana do Campeonato Italiano teve Ronaldinho Gaúcho como protagonista em Milão. Já em Turim, teve Diego apagado, Amauri quebrando jejum e Felipe Melo criticado. E, em Gênova, no jogo da líder, teve golaço do meio de campo. Leia (e assista) tudo nos comentários jogo por jogo:

MILAN 2 X 1 ROMA
Exagerada a choradeira da Roma. O time e o técnico Ranieri poderiam reclamar menos do árbitro (que de fato não marcou um pênalti em Menez) do que das muitas chances desperdiçadas no primeiro tempo. Se o jogo tinha tudo para terminar com um brasileiro como vilão — Thiago Silva, que falhou no gol romanista e ainda cometeu o pênalti em Menez —, acabou terminando com dois como heróis: Pato, autor do segundo gol milanista, e, principalmente, Ronaldinho Gaúcho, que deixou o campo justamente aplaudido, pois marcou o primeiro do Milan (de pênalti, existente), fez a bela jogada no segundo e, se Pato não tivesse desperdiçado, teria feito também a do terceiro.

GENOA 0 x 5 INTER
Mesmo sem seus dois principais atacantes, Eto’o e Milito, a líder (e novamente favoritíssima) do Italiano conseguiu um placar surpreendentemente largo, principalmente porque os jogadores do Genoa (Modesto, Zapater, Amelia…) falharam em todos, absolutamente todos, os gols. E contra um time como a Inter, quem erra assim não tem perdão. Abaixo, o vídeo do gol de Stankovic, que, apesar da falha do goleiro Amelia, foi um golaço:

JUVENTUS 1 x 1 FIORENTINA
Amauri conseguiu quebrar seu jejum de gols, e essa foi a única boa notícia para a Juve. Porque o bom futebol da equipe, aquele do comecinho do campeonato, parece ter sumido junto com as grandes atuações de Diego e de Felipe Melo — que já começa a ser criticado pela imprensa italiana. No fim, a Fiorentina se deu ao luxo de poupar o seu principal jogador em campo, Jovetic, pensando na Liga dos Campeões. Aliás, a melhor das hipóteses para os torcedores da Juve é a de que a atuação da equipe também tenha sido condicionada pela rodada da Liga que vem por aí. Mas, como o time já não vence há dois meses, não parece ter sido o caso.

LAZIO 1 X 1 SAMPDORIA
Pazzini, que mais tarde deixaria o campo com uma fratura no nariz, abriu o placar em Roma. Mas o brasileiro Matuzalem empatou, ainda no primeiro tempo. Como a Lazio não soube aproveitar os cerca de 20 minutos com um jogador a mais e como uma bela jogada de Cassano, já no fim do jogo, terminou na trave, o empate (justo) prevaleceu.

UDINESE 1 x 3 ATALANTA
Talvez subestimando a até então lanterna do Italiano, a Udinese começou seu jogo em casa com o artilheiro Di Natale no banco. Mas essa Atalanta do novo técnico Antonio Conte não é a mesma das primeiras rodadas. E assim, levada principalmente pela pontaria certeira de belos chutes de longa distância, a equipe de Bérgamo terminou a rodada duas posições acima da última colocação.

PARMA 1 x 0 SIENA
O búlgaro Bojinov não vingou na Inglaterra, mas aos poucos volta a brilhar na Itália. Foi dele, ainda no começo do jogo, o gol que levou esse surpreendente Parma ao 5º lugar do Italiano.

LIVORNO 1 x 2 PALERMO
Desde março, foi a primeira vitória do Palermo fora de casa. E de virada. Para isso, foi essencial o empate de Miccoli logo após a abertura de placar por parte do Livorno. Que, agora, é o novo lanterna e tem seu técnico com a corda no pescoço.

CATANIA 2 X 1 CAGLIARI
A entrada do atacante japonês Morimoto foi determinante para a vitória — ele não marcou gols, mas mudou o jogo e fez o passe para o gol da virada. O golaço da partida, porém, foi o do Cagliari, marcado por Daniele Dessena, de bicicleta.

NAPOLI 2 X 1 BOLOGNA
Na estreia do tecnico Mazzari, susbtituto de Donadoni, o Napoli não brilhou e tampouco jogou muito bem. Mas a enorme dedicação dos jogadores acabou recompensada com uma vitória de virada sobre o fraco Bologna. O gol dos visitantes foi marcado pelo brasileiro Adailton, de falta. Quagliarella e Maggio, este após bela jogada de Lavezzi que foi à linha de fundo pela esquerda, fizeram os gols da virada.

CHIEVO 1 x 2 BARI
Um gol logo no comecinho deste (também) surpreendente Bari foi determinante para a justa vitória fora de casa do agora 9º colocado do Italiano.

Autor: Tags: , , , ,

segunda-feira, 14 de setembro de 2009 campeonato italiano, inter, juventus, milan, roma, vídeos | 11:14

A terceira rodada

Compartilhe: Twitter

As breves linhas por jogo, sem perda de tempo:

Lazio 0 x 2 Juventus
Jogo mais fraco do que se esperava e resultado achado pela Juve, com um gol do lateral-direito estreante Cáceres abrindo o placar. Grosso também estreou na outra lateral, a esquerda, e ambos mostraram que devem ser os titulares do time. Diego voltou a se machucar, ficará 15 dias fora e agora só nos resta torcer que isso não vire uma rotina — conhecemos os departamentos médicos dos clubes italianos… Contra o Bordeaux, pela Liga, Del Piero também não terá condições de atuar. Giovinco deve ser titular e, pelo que mostrou contra a Lazio (que, aliás, teve um gol mal anulado quando o jogo estava 0 x 0), pode ser bem útil.

Livorno 0 x 0 Milan
O goleiro Storari, do Milan, talvez tenha sido o melhor em campo na equipe de Leonardo — e isso quer dizer muito. O time melhorou quando Pirlo entrou no lugar de Ronaldinho Gaúcho, com a função de armar as jogadas (a exemplo do que fez bem na seleção italiana; leia coluna no post de baixo). Uma bola no travessão em cobrança de falta de Pirlo foi o que de mais perigoso aconteceu no jogo. De mais curioso, houve o nome escrito errado na camisa do melhor jogador do Livorno: Candreva, rebatizado de “Cadreva” em seu equivocado uniforme.

Inter 2 x 0 Parma
Eto’o fez como Ibrahimovic: quando a Inter tinha sérias dificuldades de chegar ao gol adversário, resolveu. Achou um golaço de fora da área para abrir o placar, que mais tarde seria amplicado com o argentino Milito, após ótimo cruzamento de Balotelli. Vale registrar a ‘dunganização’ de Maicon: depois de um período de convivência com o técnico da seleção, o lateral, no melhor estilo do chefe, irritou-se com um princípio de vaias para Milito — após passe errado do argentino — e não perdoou a torcida: virou-se em direção aos torcedores e, irritadíssimo, bradou em português bem claro: “Não vaia, não! Bate palma pro cara, c…! Vai tomar no c…!” A imagem, por sorte sem tradução, ganhou destaque nos programas de TV do domingo à noite. 

Eis o gol de Eto’o (além de seu nome, entendi a palavra ‘calcio’ na narração):

E aqui, o chilique de Maicon:

Siena 1 x 2 Roma
Apesar de sua incompreensível (e covarde) escalação logo na estréia, o técnico Claudio Ranieri conseguiu deixar Siena com uma injusta vitória de virada. O resultado (e o melhor jogo), porém, só veio depois que o treinador colocou em campo Vucinic, para fazer companhia a um até então isolado Totti no ataque, e Riise, para dar mais força ofensiva pela esquerda, onde inicialmente havia escalado o zagueiro Burdisso. De Rossi, que chorou e foi muito abraçado pelos colegas depois do apito final, mostrou bem como estão os nervos dos jogadores romanistas. Vale registro o golaço de Maccarone para o Siena, depois do baile sobre Mexès.

Atalanta 0 x 1 Sampdoria
Vão anotando. Cassano, de novo, criou praticamente todas as jogadas do time de Gênova. Incluindo o lance do gol, em que driblou dois adversários (um deles com um toque por baixo das pernas) e chamou a marcação de nada menos que cinco (!) adversários antes de tocar para Mannini marcar, no segundo tempo, quando a Samp já tinha um jogador a menos em campo — Tissone foi expulso. O empate, contudo, só não veio porque a trave, por duas vezes, ajudou a equipe genovesa.

Palermo 1 x 1 Bari
Após longo tempo longe do time, afastado por lesão, Budan voltou a marcar, nos acréscimos, garantindo o (mau) empate pros donos  da casa. Antes, Miccoli já tinha criado uma série de chances para a equipe de Zenga empatar, mas sem conseguir superar o goleiro belga Gillet.

Bologna 0 x 2 Chievo
No jogo que parecia ser uma espécie de “decisão antecipada contra o rebaixamento”, os visitantes levaram a melhor com justiça. Dominaram praticamente todo o jogo, com exceção dos minutos finais. Di Vaio, estrela do Bologna, jogou, mas ainda não está em forma. E outra opção de gols era Zalayeta….

Udinese 4 x 2 Catania
Di Natale, para mim o segundo melhor atacante italiano do momento, marcou 3 gols (um deles num pênalti inexistente) e chegou a 6 na liderança isolada da artilharia do Campeonato Italiano. O golaço do dia, contudo, foi justamente o outro da Udinese, marcado por Floro Flores.

Fiorentina 1 x 0 Cagliari
Não sei exatamente o que isso indica, mas a Fiorentina não poupou ninguém visando o jogo de quarta-feira, contra o Lyon, pela Liga dos Campeões. E foi justamente por não ter poupado seu principal jogador, Gilardino, que o time de Florença chegou à vitória em um estádio apenas parcialmente tomado (coisa rara na cidade): o atacante marcou o gol da vitória, após (outra) bela jogada de Vargas pela esquerda.  O presidente Della Valle, especula-se que temendo críticas da torcida florentina, não deu as caras no Artemio Franchi.

Genoa 4 x 1 Napoli
Apesar da arbitragem contestada, a  briga entre dois dos candidatos a vaga na Liga dos Campeões foi o melhor jogo da rodada — e o placar, é preciso dizer, foi exagerado pelo primeiro tempo que fez o Napoli. As novidades do time de Gênova para a temporada continuam mandando bem: depois de Moretti e Zapater, agora foi a vez de Palacio, ex-Boca Juniors, fazer boa partida ao lado de Crespo, que marcou seu primeiro gol pelo time. Kharja, outra novidade, entrou e também marcou o seu, de pênalti. Mas o golaço do dia foi de Mesto. Hoje, este Genoa pode ser apontado como um favorito para chegar à Liga de 2010-11.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

sexta-feira, 4 de setembro de 2009 azzurra, campeonato italiano, jogadores | 10:15

Caindo na real

Compartilhe: Twitter

Coluna desta sexta no Jornal Placar:

 

 

 

Em tempos de crise, o futebol italiano caiu na real. É o que mostra o saldo entre quanto os 20 times da Série A gastaram para comprar e quanto receberam por vender jogadores no último mercado. A cifra foi negativa, mas de apenas 13 milhões de euros: foram gastos, no total, 452 milhões, mas entraram no caixa dos clubes nada menos que 439 milhões. O balanço quase neutro, não tantos anos atrás, era algo impensável em um país que se notabilizava por torrar o que fosse preciso para contratar os melhores jogadores do planeta.

Tiveram peso decisivo nesse número o balanço final dos antes gastões clubes de Milão, Inter e Milan, que venderam Ibrahimovic e Kaká por 75 e 67 milhões de euros, respectivamente. A Inter ainda consumiu boa parte do dinheiro amealhado, encerrando o mercado com um saldo de pouco mais de 37 milhões; já o Milan preferiu deixar em seus cofres 55 milhões.

Como a Roma recebeu 20 milhões pela venda de Aquilani ao Liverpool e só gastou 3,5, foi a Juventus, entre os quatro principais times do país na última década, o único a gastar mais do que recebeu. Seu saldo foi de – 37,3 milhões e, destes, 24,5 foram gastos para tirar o meia Diego do Werder Bremen. Um investimento que, a julgar pelas duas primeiras rodadas do Italiano, será muito bem justificado.


***
Ao pedir demissão da Roma, Luciano Spalletti abriu mão dos 7,2 milhões de euros que ainda receberia até o fim do seu contrato, em 2011. Deixou de lado, também, a chance de trabalhar na Série A de 2009-10: na Itália, para evitar o troca-troca de técnicos, um treinador não pode dirigir duas equipes no mesmo campeonato.

***
Após dois ótimos jogos nas duas primeiras rodadas da Série A, cresceu o clamor pela convocação do atacante Cassano, da Sampdoria, para a seleção italiana. Em enquete promovida pelo site do jornal La Gazzetta dello Sport, 86% dos leitores disseram discordar da opção do técnico Marcelo Lippi de não convocá-lo.

Autor: Tags: , , , , ,

terça-feira, 28 de julho de 2009 juventus | 16:23

Sem TVs

Compartilhe: Twitter

Adoraria comentar a estreia de Diego pela Juventus (agora o jogo está 1 x 0, gol de Iaquinta ele acaba de fazer o segundo gol do time). Mas não vai rolar, porque não consigo ver nada. Assim como não consegui ver nenhum dos amistosos recentes aqui na redação.

É tanta complicação pra conseguir a volta no sinal das TVs que começo a acreditar em um problema divino, sei lá. Não devia ter feito o post da sra. Kaká

Depois, quem sabe, falo aqui da repercussão dos amistosos de italianos pelo mundo. Peço desculpas, mas é o máximo que posso fazer. Até lá, quem quiser me contar o que achou dos jogos de Milan, Inter, Juve etc, fique à vontade.

Saco.

Atualização: Se a TV não funciona, o YouTube nunca nos trai. Eis o golaço de Diego. Que começo!

PS: Esqueci de avisar aqui. Depois dos blogs dedicados ao futebol inglês, futebol espanhol, futebol alemão e futebol francês (os links estão na barrinha à direita), temos um novo irmão: o Bola à Vista, blog de futebol português, tocado pelo timoneiro Bruno Soraggi.

PS: Outro aviso tardio, acho que não tinha colocado aqui, mas me rendi ao Twitter, fazer o que?: http://twitter.com/gianoddi

Autor: Tags: , , ,

sexta-feira, 24 de julho de 2009 fora dos campos, jogadores, juventus | 18:38

Questão de timing

Compartilhe: Twitter

A assessoria do meio-campista Diego soltou uma nota, hoje: “O meia brasileiro Diego está na Andaluzia, Espanha, para disputar a Peace Cup, com a camisa da Juventus e não em férias, como tem sido publicado por alguns veículos de imprensa. O jogador virou manchete de jornais sensacionalistas que afirmaram que ele estaria passando a temporada de verão em Ibiza. Desde o início do mês, quando se apresentou à Juventus, o meia está em concentração, participando da pré temporada”.

A explicação de Diego acontece por causa das fotos que você vê no vídeo abaixo, que flagraram o camisa 2+8 da Juve com a cantora alemã Sarah Connor:

“Estou focado na minha carreira e tenho concentrado 100% da minha energia nos treinamentos. Quero fazer valer a confiança que recebi da Juventus mostrando meu melhor futebol. Estive em Ibiza durante as férias, antes de minha apresentação à Juventus. Fui para o balneário com meus amigos e não marquei qualquer encontro com a cantora Sarah Connor. Não tenho nenhum compromisso ou relacionamento com ela”, disse o meia.

Como se vê nas fotos acima, não é que Diego não tenha ‘conhecido’ a cantora. Mas tudo aconteceu antes de sua apresentação à Juve. “Estas fotos tão dando uma dor de cabeça. Isso foi há três semanas, não sei porque apareceram agora”, conta a assessoria do atleta.

Neste exato momento, a Juve está vencendo o Sevilla por 1 x 0, pela Copa da Paz (a Sportv2 está mostrando), gol de Amauri. E que fique claro: agora, Diego não joga porque ainda se recupera de lesão, e não porque está com a tal da Sarah.

Se soubesse de toda a confusão que as fotos acima iriam lhe criar, Diego provavelmente teria ele mesmo soltado as fotos com a moça. Mas numa data menos comprometedora.

PS: Não sou de dar muita bola para esses amistosos de pré-temporada, muitos dos quais terminam com placares tipo 8 x 0. Mas esse Milan x Chelsea de hoje (21h, na Sportv2), com os dois times perto de suas escalações ideiais, promete ser legal.

PS: E o Vieri, coitado, acabou recusado pelo técnico do Blackburn. Sei não, mas tô achando que a foto daquele post aqui embaixo teve alguma influência na decisão.

Autor: Tags: , , , , ,

sexta-feira, 3 de julho de 2009 inter, juventus, milan, roma | 18:57

Giro d’Italia

Compartilhe: Twitter

Como não tem rodada no fim de semana, como raramente tem notícia relevante, como as movimentações do futebol italiano estão quase tão paradas fora como dentro de campo, vou dar uma passada geral pelos principais clubes do país. Comentando o que por lá se comenta. E também um pouco do que senti após a passagem pela Bota no mês passado.

INTER
Que trata-se, hoje, do melhor time da Itália ninguém duvida. Sobre o fato de terem sido boas as contratações de Milito e Thiago Motta, idem. Só fiquei surpreso, lá na Itália, com o peso que tem sido dado às possíveis contratações de Ricardo Carvalho e Deco. “Com Carvalho e Deco seria uma Inter Real”, chegou a estampar um jornal, comparando o time italiano com o do gastão Florentino Perez. Não dá. A Inter, aliás, tem esse probleminha há algum tempo: o de acreditar que bons jogadores (coisa que ela tem de monte) valem tanto quanto jogadores extraordinários e decisivos como Kaká, Cristiano Ronaldo e… o seu próprio Ibrahimovic, que, ao que parece, ela só vai conseguir segurar porque Real Madrid e Barcelona fizeram outras opções.

MILAN
O barulheira que se faz em torno da possível contratação de Dzeko, do Wolfsburg, (agora crescem as chances de Luis Fabiano) dá uma boa idéia de como está o mercado italiano na pré-temporada… A perda de Kaká será irreparável, e isso é um consenso, mas há uma clara divisão sobre em quem apostar como “compatriota sucessor” do novo astro do Real: uns apostam que Leonardo colocará suas fichas em Ronaldinho Gaúcho, pela bagagem que tem e qualidade que já mostrou um dia, e outros, como o próprio Kaká, preferem dizer que Pato será o novo ídolo milanista. Eu acho que Thiago Silva é quem pode fazer a diferença em relação à temporada passada, quando a defesa do time foi de doer. E acho também que, se Berlusconi deixar Pirlo ir para o Chelsea, vai merecer mais que nunca essa enorme queda que se prevê no número de carnês vendidos para 2009-10.

JUVENTUS
A contratação de Diego é, até agora, a principal da pré-temporada italiana. E a torcida, apesar da chegada do que eles chamam de “traíra” Fabio Cannavaro, parece animada com a temporada que vem por aí. Principalmente pela contratação do brasileiro, mas também porque o seu presidente, Cobboli Gigli, ainda promete grandes novidades (eu já acho que não serão tão grandes assim, vide patamar atual do mercado da Bota). O time tem vários jovens italianos promissores, deve se livrar do mala-sem-alça-e-criador-de-problemas Trezeguet e, com mais um ou outro bom reforço pode mesmo dar trabalho no Italiano.

ROMA
O adeus do Montella pode com razão entristecer torcedores saudosistas. Mas, para o time, não muda um cazzo. Aliás, só se fala de compra e venda por lá: não de jogadores, do clube. O tal do Fioranelli, um endinheirado (e representante de outros) a quem a família Sensi deve dinheiro, garante que vai comprar o clube. Até isso acontecer (se é que vai), fica difícil especular sobre o que será a próxima Roma. Mais fácil de avaliar é a infelicidade de um tal Nicola Irti, advogado ligado a Fioranelli, que, ontem, falou mais ou mesmo o seguinte: “A Roma tem que se livrar de Totti. Ele é a ruína do clube“. Não vou me meter na questão financeira, nem posso. Mas o tal do Irti parece nunca ter pisado na capital italiana para saber onde está mexendo. Sua frase fez a Roma colocar um comunicado em seu site, defendendo o capitão. E fez Totti pensar em processá-lo. Além disso — e principalmente — deve ter deixado com uma pulga atrás da orelha os muitos torcedores que se perguntam “quais as garantias que esse novo comprador pode dar de que formará um bom time?”. Por que, ao falar o que falou, Irti dá a pinta de nunca ter assistido a um joguinho da Roma…

Por questões de tempo, vou ficar na dívida em relação à Fiorentina, Lazio, Napoli e Sampdoria, para os quais eu também tinha algumas linhas a dedicar. Mas aos poucos, post a post, a gente vai colocando por aqui.

Autor: Tags: , , , , , , , , ,

sexta-feira, 8 de maio de 2009 jogadores, juventus | 14:34

Diego na Juve, e agora?

Compartilhe: Twitter

Ontem, em entrevista ao Magazine, programa do nosso blogueiro Sergio Patrick lá no Bandsports, Diego lamentava (e como) o fato de não poder jogar a final da Copa da Uefa pelo Werder Bremen por ter recebido um cartão amarelo besta durante a semifinal contra o Hamburgo, devido a uma discussão com o ex-são-paulino Alex Silva. Não confirmava, ainda, sua transferência para a Juventus — embora a Gazzetta dello Sport já desse o negócio como certo, por 25 milhões de euros.

Mas, hoje, o jornal Tuttosport, que é de Turim, “comemora”, como vocês podem ver ao lado. O pai (e procurador) de Diego confirmou ao Corriere dello Sport que o negócio está fechado. E a pergunta “Diego vai mesmo jogar na Juventus?” foi, enfim, respondida, embora falte uma liberação formal do Werder.

Surgem, então, novas dúvidas:

1) Sua chegada é mesmo indício da iminente saída do técnico Claudio Ranieri, sempre contrário à sua contratação porque com o brasileiro “teria que mudar a forma do time atuar”?

2) Conseguirá Diego, um meia clássico, desses que vestem a 10 e têm como virtude a ótima visão de jogo e o passe, continuar atuando dessa maneira na Juventus e no futebol italiano, onde o espaço é menor?

3) Será ele, daqui a algum tempo, transformado em atacante, como sempre acaba acontecendo com grandes meio-campistas italianos (Baggio, Totti, Del Piero…)?

4) Saberá Diego, na sua chegada, não tomar partido a favor de nenhum dos grupos que hoje, é praticamente público, estão rachados no elenco bianconero?

Respostas a partir de setembro (ou até antes, no caso de Ranieri). Mas se vocês quiserem deixar seus palpites, agradecemos…

Autor: Tags: ,

quarta-feira, 29 de abril de 2009 campeonato italiano, copa da itália, inter, jogadores, roma | 17:36

Giro d’Italia

Compartilhe: Twitter

Ciao, ragazzi. Enfim, consegui voltar. Então vamos correr. Primeiro, com a coluna de ontem no jornal Placar, que também voltou. Falando de Inter (e um pouquinho de Milan e Marilungo, sabem quem é?).

reprodução Jornal Placar
reprodução Jornal Placar
 

Aí, pra dar uma passada corrida em outros (ou nos mesmos) temas, vale também dizer que:

* O Milan na verdade, talvez devesse ver com bons olhos o confronto que tem contra a Roma. Afinal, entre os adversários mais importantes que enfrentou no Italiano, o time da capital já tomou de 4 da Lazio, da Fiorentina, da Inter, da Juventus…

* A informação teve que ser limada por falta de espaço na coluna, mas vale lembrar que o tal do Marilungo foi eleito o melhor jogador do último torneio de Viareggio, uma espécie de “Copa SP” dos Italianos. É mais uma credencial para acreditar no moleque, tanto ou até mais do que os dois gols do domingo passado. 

* A final da Copa será entre Sampdoria e Lazio, dois times dos quais se esperava um pouco mais no Italiano. Ambos tem, portanto, a chance de salvar a temporada. E eu ganho a chance de provar que tinha alguma razão ao escolher a Samp para contar com um destaque especial no último Guia dos Europeus da Placar (houve quem me criticasse por isso). Na verdade, me perdoem a imodéstia, já provei ter alguma razão, porque era um único nome, o de Cassano, que justificava aquele espaço especial. E, não sei se vocês concordam, mas Cassano provou ser, neste campeonato, o melhor jogador italiano da atualidade. Escolhas de Lippi à parte.

* Diiiiiiiizem, como diria Avalone, que o Berlusconi está insistindo para Leonardo ser o próximo técnico do Milan. Dizem que ele quer porque quer! E não só no Milan, mas na Itália, quando Berlusconi quer porque quer…  vale lembrar, porém, que se Leonardo quiser assumir o Milan em breve, terá que contar com um “técnico oficial de fachada” (Tassotti?), porque na Itália só quem tem o “diploma” de treinador pode dirigir times na Série A. E Leonardo é apenas um recém-matriculado na ‘scuola para mister’.

* Ao que parece, pelas notícias que chegam da Itália, a Juve resolveu fechar logo a contratação de Diego, nem que para isso tenha que pagar os 25 milhões de euros que o Werder Bremen pede. Não sei se isso é indicação de alguma coisa, mas vale lembrar que Claudio Ranieri, o (hoje contestadíssimo) técnico da Juve, sempre foi um dos menos entusiastas da chegada do meia. Dizia ele que, para contar com Diego, o time teria que “mudar o jeito de jogar”. Então, pelo jeito, vai mudar. Resta saber que técnico definirá essa nova forma. Se o próprio Ranieri ou não…

ps. Não sei se foi uma provocação do pessoal da placar essa bandeirinha na coluna. Mas o Rogério Andrade, presidente do Thank God For Football, me deu uma boa explicação: trata-se de uma homenagem à Inter e sua camisa comemorativa… então tá.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , ,

quinta-feira, 16 de abril de 2009 copa da uefa, jogadores | 19:43

Uefa, Diego, Machedamania

Compartilhe: Twitter

Então, nobres colegas, pela ordem:

Uefa
Pois é…. Como previa Pai Oddi, foi-se também a Udinese, última esperança italiana nas Copas Europeias. Como a eliminação depois do empate por 3 x 3 foi para o Werder Bremen e como o Hamburgo também passou às quartas da Uefa, a cada dia aumentam as chances de que, na Liga dos Campeões de 2010-11, tenhamos quatro alemães e apenas três italianos. As contas, como já disse, são bem cabeludas. E por isso mesmo vou esperar que a imprensa italiana as divulgue (como a situação está apertando isso logo deve acontecer) para repassar a vocês.

Diego
Não vi o segundo tempo do jogo. Soube, depois, que Diego perdeu um pênalti. Mas isso não quer dizer nada, ao passo que seu golaço no primeiro tempo, com certeza, quer dizer muito para a Juventus — de onde, aparentemente, o meia está cada vaz mais perto. Hoje, a coluna do amigo Sebastiano Vernazza na Gazzetta dello Sport enche a bola do brasileiro. Dizia o texto que, se Diego não jogasse, a Udinese teria alguma chance. Os italianos estão mesmo encantados com Diego — mais do que qualquer brasileiro e tanto quanto os alemães.

Machedamania
Eu disse aqui que a palavra “Macheda” era a que mais vinha trazendo gente do Google para este blog recentemente, lembram? Então resolvi verificar como foi o resultado de buscas por Macheda nos últimos 12 meses, comparando seu nome com estrelas bem maiores como Del Piero, Totti e Ibrahimovic. Vejam o impressionante resultado no gráfico abaixo (até este ano, obviamente, macheda nem aparecia no gráfico):

Reprodução Google

Autor: Tags: , , ,

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009 imprensa, inter, juventus, liga dos campeões, roma | 12:47

Tá tudo escancarado?

Compartilhe: Twitter

Está tudo aberto para Inter e Roma. É o que dizem, nesta quarta-feira, os principais jornais esportivos da Itália. Só o Tuttosport, que é de Turim, fez menção à ótima atuação de Júlio César logo na capa (mas seu destaque maior, claro, é para o jogo da Juve). E não se enganem com o fato de o Corriere, jornal romano, ter dado maior destaque à Inter do que à Roma. Por lá é como aqui: se a Roma tivesse vencido ou até mesmo empatado, a manchete seria outra. Mas nas derrotas, sacumé, não se vende muito.

Diego na Juve
E parece que o meia está mesmo cada vez mais perto da Juve, que teria aumentado a proposta ao Werder. Mas o mais legal dessa história foi o jogador ter alegado que seu pai viajou a Turim para resolver umas questões pessoais. Nada a ver com a transferência, sabem? Então tá. O Seu Djair deve mesmo ter muita “questão pessoal” pendente em Turim…

Autor: Tags: , , ,