Publicidade

Posts com a Tag eliminatórias

sexta-feira, 16 de outubro de 2009 azzurra, técnicos | 10:24

Movidos a fúria

Compartilhe: Twitter

Para encerrar o tema Azzura e voltar ao Italiano, a coluninha de hoje do jornal Placar.

coluna2

Marcelo Lippi, técnico da seleção italiana, achou vergonhosas as vaias, os gritos de “vão trabalhar” e os pedidos de convocação de Antonio Cassano que foi obrigado a escutar quarta-feira, em Parma, onde seu time perdia por 2 x 0 para o Chipre, pelas Eliminatórias da Copa. A Itália, já garantida no Mundial, entrou em campo cheia de reservas e só virou o jogo quando Gilardino marcou três gols nos 15 minutos finais. Lippi explicou: queria dar chance a todos os jogadores do seu grupo — que, ninguém nega, é uma união só. Mas apenas a união, nesse caso, não tem feito a força. Tanto que a virada italiana ocorreu depois que o técnico substituiu três de seus reservas por De Rossi, Camoranesi e Di Natale.

Após a partida, o jornal La Gazzetta dello Sport definiu a seleção como “cada vez mais ‘lippiana’: unida, orgulhosa, mas feinha”. O técnico, por sua vez, não escondeu a irritação: “Conseguimos a classificação antecipadamente, somos os campeões do mundo, jogamos um jogo que não vale nada com um time todo mudado e, em vez de apoiar, a torcida nos manda trabalhar? No fim, é fácil gritar Itália. Os garotos merecem mais respeito. Estou irritado como um animal!”. Historicamente, esse clima de desconfiança, contestação e irritação é positivo para a Azzurra. E, em 2010, se Lippi continuar abrindo mão de seus melhores jogadores, terá que voltar fazer a diferença.

Subs e subs
A Itália, que também abriu mão de seus melhores jogadores sub-20 no Mundial da categoria, resolveu escalá-los no último jogo das Eliminatórias do Europeu sub-21. Porém, mesmo com nomes como Balotelli e Macheda em campo, o time só empatou com a Bósnia e vive situação complicada para ir à fase final.

Que fases
Juventus x Fiorentina e Genoa x Internazionale são, pelo menos do ponto de vista da tabela, as duas grandes partidas da 8ª rodada do Campeonato Italiano, que acontece neste fim de semana. Mais um reflexo das melancólicas fases que vivem Milan e Roma, que se enfrentam no estádio San Siro, em Milão.

Autor: Tags: , , , ,

quarta-feira, 9 de setembro de 2009 azzurra | 12:27

O jogo que vale

Compartilhe: Twitter

Vamos deixar claro: o jogo que vale a classificação da Itália para a Copa de 2010 é o que acontece daqui a pouco (15h50), em Turim, contra a Bulgária. Se vencer, a Azzurra abre quatro pontos de vantagem sobre a vice-líder Irlanda, que tem um jogo a mais e por isso folga na rodada.

Com quatro pontos de folga, os italianos poderiam até perder dos irlandeses, na próxima rodada, fora de casa — o que, com o futebol que o time de Lippi vem apresentando, é bem possível.

Em caso de vitória hoje, bastaria uma nova vitória contra o Chipre, jogando em casa, na última rodada, para a Itália garantir a vaga na Copa da África do Sul. E ganhar do Chipre em casa, mesmo para esse timeco do Lippi, é obrigação.

Sobre o jogo de daqui a pouco, o time deve entrar em campo com quatro mudanças em relação à equipe que bateu a Georgia. Na defesa, Grosso no lugar de Criscito; no meio, Marchisio e De Rossi nas vagas de Marchionni e Palombo; e, no ataque, Gilardino na vaga de Rossi.

Pelas duas mudanças no meio-campo, dá pra dizer sem medo de errar, é um time bem melhor.

PS: Se o trabalho de Lippi vem sendo questionado, o mesmo não se pode fazer em relação a Fabio Capello, técnico da seleção inglesa. Como mostra o blog do PVC, o italiano pode hoje, com o melhor desempenho da história de um técnico do English Team, classificar matematicamente sua equipe ao Mundial.

Autor: Tags: , , , , ,

sexta-feira, 10 de outubro de 2008 azzurra, copa do mundo, fora dos campos, imprensa, roma | 15:03

A Itália anti-Bulgária

Compartilhe: Twitter

Amelia, Zambrotta, Cannavaro, Chiellini e Dossena; Gattuso, De Rossi, Motolivo; Pepe, Gilardino, Di Natale.

É esta a escalação inicialmente testada por Marcelo Lippi para enfrentar a Bulgária, no sábado. Mas Lippi ainda tem dúvidas: Gamberini pode jogar no lugar de Chiellini, que ainda não está 100% em forma; Perrotta pode entrar na vaga de Montolivo, o que reforçaria a marcação; e, apesar da fase melhor, Gilardino pode dar seu lugar a Toni.

Minhas preferências, só pra constar, são por Chiellini, Montolivo (ou mesmo Aquilani) e Toni.

E as de vocês?

Vale lembrar que Buffon e Camoranesi, inicialmente convocados, se machucaram e estão fora.

Sobre o post abaixo
,
Lupulus deixou nos comentários a seguinte nota, da Roma News:

“Ilary Blasi anuncia a ruptura com Totti. Ao contrário, não. Quem publicou a notícia foi o cotidiano espanhol AS, segundo o qual Ilary estaria cansada das traições de Francesco. A nota, porém, se referia à entrevista concedida pela showgirl ao semanal Vanity Fair, na qual se expressava com frases como “Sou a maior cornuda da Itália”. O responsável pelo artigo não levou em consideração, evidentemente, o sentido da frase, com o qual Ilary ironizava o tratamento da imprensa ao seu respeito. [Roma News]

Noticia da Gazzetta dello Sport sobre o tema, também desmentindo a separação, foi traduzida pelo Portale Romanista e está disponível neste link.

Autor: Tags: , , , , , ,

domingo, 7 de setembro de 2008 azzurra, copa do mundo, vídeos | 22:22

O começo da Copa, tão longe do fim

Compartilhe: Twitter

É claro que tem algo errado, e muito, quando uma seleção consegue fazer com que seu goleiro receba nota 9 depois de um jogo contra o Chipre. Foi o que aconteceu com a Itália, que teve Buffon eleito como melhor em campo na vitória por 2 x 1 sobre o Chipre, segundo a Gazzetta dello Sport.

Antes de continuar, as notas da Gazzetta foram estas:

Buffon 9
Zambortta 4,5
Gamberini s/n (Barzagli 5)
Cannavaro 5,5
Grosso s/n (Cassetti 4,5)
Camoranesi 6,5
Pirlo 5
De Rossi 6,5
Di Natale 7,5
Toni 4,5 (Gattuso 6)
Gilardino 6,5

A explicação para os 7,5 de Di Natale são os dois gols abaixo (e um outro que não está aí, também bonitinho, mas feito em impedimento)

Apesar dos belos gols, a repercussão da vitória na Itália foi muito ruim, claro. Porque nem o mais pessimista dos italianos esperava sofrer tanto para ganhar do pobre Chipre. E também porque a cultura da corneta na Itália é forte como aqui.

Mas não acho que seja o caso de exagerar nas cornetadas. Nem só porque os jogadores estão em início de temporada e esse é o primeiro jogo para valer da (nem tão) nova Itália de Lippi.

Que meu caro Alberto Helena não me ouça, mas a verdade é que, nesse formato de Eliminatórias, disputadas a dois anos do início da Copa, pouco vale a exibição, pouco valem as boas condições físicas e técnicas, pouco vale ver alguém comendo a bola. Porque nada disso é garantia de que, daqui a dois anos, quando for pra valer, tudo estará bem encaminhado. Às vezes, é até o contrário.

Nesse formato de Eliminatórias, o que vale mesmo é ganhar para não colocar a vaga em risco. Só.

E se já é normal que em dois anos as seleções mudem bastante, em uma seleção com média de idade alta como a italiana — e, acho eu, com boas revelações chegando por aí —, essa probabilidade é ainda maior.

Por falar em revelações, o último post mostrou-se premonitório (ó!). Hoje, entre as muitas matérias do pós-quase-vexame no Chipre, várias falam de Balotelli. Uma delas, da Gazzetta, tem o título “Todos apostam em Balotelli (menos um)”.

E a linha fina explica quem é o ‘menos um’: “Lippi freia: ‘Ele ainda não está pronto para a seleção‘”. Pode ser que Lippi tenha razão. Mas, como eu dizia, daqui a dois anos…

Autor: Tags: , , ,

domingo, 31 de agosto de 2008 copa do mundo | 23:02

A Copa vai começar

Compartilhe: Twitter

Marcelo Lippi convocou hoje os italianos que vão começar a disputar a Copa de 2010, nas Eliminatórias que começam no próximo sábado. O time vem sem Cassano, Materazzi e Panucci, todos por opção. E sem Chiellini, Perrotta e Montolivo, todo por lesão (imagina-se, pelo menos).

De surpresa, absolutamente nada. Até porque, pra derrotar Chipre (no sábado) e Georgia (dia 10) o elenco base do time campeão mundial deveria bastar. A lista completa:

Goleiros: Buffon (Juventus), Amelia (Palermo), De Sanctis (Galatasaray).

Defensores: Barzagli (Wolfsburg), Cannavaro (Real Madrid), Cassetti (Roma), Dossena (Liverpool), Gamberini (Fiorentina), Grosso (Lyon), Legrottaglie (Juventus), Zambrotta (Milan).

Meio-campistas: Aquilani (Roma), Camoranesi (Juventus), De Rossi (Roma), Gattuso (Milan), Palombo (Sampdoria), Pirlo (Milan).

Atacantes: Del Piero (Juventus), Di Natale (Udinese), Gilardino (Fiorentina), Iaquinta (Juventus), Toni (Bayern).

E aí? Faltou alguém?

Autor: Tags: ,