Publicidade

Posts com a Tag jogo por jogo

segunda-feira, 19 de outubro de 2009 campeonato italiano, vídeos | 10:27

A 8ª rodada

Compartilhe: Twitter

A rodada do fim de semana do Campeonato Italiano teve Ronaldinho Gaúcho como protagonista em Milão. Já em Turim, teve Diego apagado, Amauri quebrando jejum e Felipe Melo criticado. E, em Gênova, no jogo da líder, teve golaço do meio de campo. Leia (e assista) tudo nos comentários jogo por jogo:

MILAN 2 X 1 ROMA
Exagerada a choradeira da Roma. O time e o técnico Ranieri poderiam reclamar menos do árbitro (que de fato não marcou um pênalti em Menez) do que das muitas chances desperdiçadas no primeiro tempo. Se o jogo tinha tudo para terminar com um brasileiro como vilão — Thiago Silva, que falhou no gol romanista e ainda cometeu o pênalti em Menez —, acabou terminando com dois como heróis: Pato, autor do segundo gol milanista, e, principalmente, Ronaldinho Gaúcho, que deixou o campo justamente aplaudido, pois marcou o primeiro do Milan (de pênalti, existente), fez a bela jogada no segundo e, se Pato não tivesse desperdiçado, teria feito também a do terceiro.

GENOA 0 x 5 INTER
Mesmo sem seus dois principais atacantes, Eto’o e Milito, a líder (e novamente favoritíssima) do Italiano conseguiu um placar surpreendentemente largo, principalmente porque os jogadores do Genoa (Modesto, Zapater, Amelia…) falharam em todos, absolutamente todos, os gols. E contra um time como a Inter, quem erra assim não tem perdão. Abaixo, o vídeo do gol de Stankovic, que, apesar da falha do goleiro Amelia, foi um golaço:

JUVENTUS 1 x 1 FIORENTINA
Amauri conseguiu quebrar seu jejum de gols, e essa foi a única boa notícia para a Juve. Porque o bom futebol da equipe, aquele do comecinho do campeonato, parece ter sumido junto com as grandes atuações de Diego e de Felipe Melo — que já começa a ser criticado pela imprensa italiana. No fim, a Fiorentina se deu ao luxo de poupar o seu principal jogador em campo, Jovetic, pensando na Liga dos Campeões. Aliás, a melhor das hipóteses para os torcedores da Juve é a de que a atuação da equipe também tenha sido condicionada pela rodada da Liga que vem por aí. Mas, como o time já não vence há dois meses, não parece ter sido o caso.

LAZIO 1 X 1 SAMPDORIA
Pazzini, que mais tarde deixaria o campo com uma fratura no nariz, abriu o placar em Roma. Mas o brasileiro Matuzalem empatou, ainda no primeiro tempo. Como a Lazio não soube aproveitar os cerca de 20 minutos com um jogador a mais e como uma bela jogada de Cassano, já no fim do jogo, terminou na trave, o empate (justo) prevaleceu.

UDINESE 1 x 3 ATALANTA
Talvez subestimando a até então lanterna do Italiano, a Udinese começou seu jogo em casa com o artilheiro Di Natale no banco. Mas essa Atalanta do novo técnico Antonio Conte não é a mesma das primeiras rodadas. E assim, levada principalmente pela pontaria certeira de belos chutes de longa distância, a equipe de Bérgamo terminou a rodada duas posições acima da última colocação.

PARMA 1 x 0 SIENA
O búlgaro Bojinov não vingou na Inglaterra, mas aos poucos volta a brilhar na Itália. Foi dele, ainda no começo do jogo, o gol que levou esse surpreendente Parma ao 5º lugar do Italiano.

LIVORNO 1 x 2 PALERMO
Desde março, foi a primeira vitória do Palermo fora de casa. E de virada. Para isso, foi essencial o empate de Miccoli logo após a abertura de placar por parte do Livorno. Que, agora, é o novo lanterna e tem seu técnico com a corda no pescoço.

CATANIA 2 X 1 CAGLIARI
A entrada do atacante japonês Morimoto foi determinante para a vitória — ele não marcou gols, mas mudou o jogo e fez o passe para o gol da virada. O golaço da partida, porém, foi o do Cagliari, marcado por Daniele Dessena, de bicicleta.

NAPOLI 2 X 1 BOLOGNA
Na estreia do tecnico Mazzari, susbtituto de Donadoni, o Napoli não brilhou e tampouco jogou muito bem. Mas a enorme dedicação dos jogadores acabou recompensada com uma vitória de virada sobre o fraco Bologna. O gol dos visitantes foi marcado pelo brasileiro Adailton, de falta. Quagliarella e Maggio, este após bela jogada de Lavezzi que foi à linha de fundo pela esquerda, fizeram os gols da virada.

CHIEVO 1 x 2 BARI
Um gol logo no comecinho deste (também) surpreendente Bari foi determinante para a justa vitória fora de casa do agora 9º colocado do Italiano.

Autor: Tags: , , , ,

segunda-feira, 21 de setembro de 2009 campeonato italiano, inter, jogadores, juventus, milan, roma | 18:43

Jogo por jogo

Compartilhe: Twitter

Um pouco tarde — eu sei —, a quarta rodada em linhas. 

Cassano: de novo, melhor em campo

Antonio Cassano: de novo, o melhor em campo

Napoli 0 x 0 Udinese
Várias chances, nenhum gol. Ou melhor, um gol mal anulado de Di Natale, que chegaria a 7 na artilharia do Italiano. No Napoli, Lavezzi foi o melhor: criou, criou, mas Hamsik, duas vezes cara a cara, desperdiçou. E Donadoni, cada dia mais pressionado, já começa a balançar de acordo com parte da imprensa italiana.

Juventus 2 x 0 Livorno
Mais uma vez nesta temporada, Buffon mostrou que voltou a ser o velho Buffon. Mas, convenhamos,  algo não vai bem se o goleiro está se destacando em todos os jogos — especialmente em um contra o Livorno, em Turim. Sem Diego, Camoranesi assumiu a função de garçom: deu os dois passes dos gols de Iaquinta e desse ótimo Marchisio, que é a cada dia menos promessa e mais realidade.  

Milan 1 x 0 Bologna
Seedorf resolveu de novo, mas desta vez nem jogava tanto como fez em Marselha, na Liga dos Campeões. No jogo pouco empolgante contra um candidato ao rebaixamento, houve também duas bolas na trave para os milanistas: uma num chute de Pato, outra em outro de Inzaghi. Ronaldinho Gaúcho? Leia o post abaixo, só dele…


Bari 4 x 1 Atalanta

Jogo de um time só, o Bari. Candidato ao rebaixamento no início do torneio, a equipe está invicta no Italiano, com três empates e uma vitória. Já a pobre a Atalanta, com seu astro Doni inicialmente no banco (recuperando-se de lesão), ainda não pontuou e já demitiu o técnico Gregucci. Antonio Conte assume seu lugar.

Cagliari 1 x 2 Inter
De novo, a Inter sofreu demais para ganhar. E só ganhou, de virada, graças a duas bobeiras da defesa do Cagliari em menos de5 minutos. Bobeiras que o argentino Milito soube aproveitar. O atacante brasileiro Nenê até que estreou bem entrando no meio do jogo para o time da casa, que teve seu gol marcado por outro brasileiro, o bom e velho Jeda, de pênalti.

Catania 1 x 1 Lazio
Em uma Lazio dilacerada, Foggia foi, de novo, o melhor — nasceu dele a jogada do gol de empate, marcado pelo ex-interista Julio Cruz, que saiu do banco. Para o Catania, o resultado foi ingrato: o time perdeu muitas chances tanto quando vencia por 1 x 0 como quando o jogo já estava 1 x 1. Poderiam ter sido três, e não apenas um, seus primeiros pontinhos no torneio.

Chievo 3 x 1 Genoa
Foi a única surpresa da rodada. Mesmo em Verona, a derrota para os até então líderes do Italiano não era esperada. Pelo menos não era até a escalação inicial, com seis mudanças em relação ao time que estreou com o pé direito na Liga Europa. O resultado foi justo, e o grande confronto entre Genoa e Juve, na próxima quinta, perdeu um pouco da graça.

Parma 1 x 0 Palermo
Gol marcado pelo campeão do mundo Zaccardo ( alguém não lembra dele na Copa? Não culpo). O jovem Paloschi desta vez não marcou, mas acertou o travessão. E, no segundo tempo, com a entrada de Miccoli, o Palermo foi melhor — só não deu para chegar ao empate.

Sampdoria 4 x 1 Siena
Para parecer que sou só eu quem diz, vou reproduzir aqui a frase da Gazzetta dello Sport sobre Cassano, eleito ontem, pela enésima vez, o melhor em campo em mais uma vitória da líder do campeonato. A explicação para a nota 7,5: “O que precisamos explicar? Assistam os highlights do FantAntonio e vocês entenderão. Futebol puro”. Tem sido sempre assim.

Roma 3 x 1 Fiorentina
O que Cassano foi para a Samp ontem, Totti foi para a Roma. Com uma diferença: dois gols marcados. Também ficou claro que o time da capital precisa muito de Vucinic ou de algum “similar”, que hoje, em seu elenco, não há. A Fiorentina sumiu no primeiro tempo. E Mutu, com o problema dos 17 milhões de euros a pagar ao Chelsea, sumiu nas últimas semanas. Preocupante para a equipe de Florença, que não pode prescindir do romeno.

Autor: Tags: , , , , , , , , , ,