Publicidade

Posts com a Tag mancini

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010 jogadores, milan, roma, técnicos | 10:45

O primeiro ministro e o dirigente

Compartilhe: Twitter

berluscaEsclareço desde já: não tenho simpatia política pelo primeiro ministro italiano Silvio Berlusconi. Pelo contrário. Mas é inegável que, como dono do Milan, Berlusconi é daqueles dirigentes que dão ao noticiário esportivo, muitas vezes monótono e cheio de clichês, um tempero especial — assim como José Mourinho na categoria dos técnicos. Ao contrário da justiça desportiva italiana, Berlusconi não achou ruim quando o zagueiro Materazzi comemorou a vitória da Inter sobre o Milan usando uma máscara de… Berlusconi! O cartola é indiscutivelmente querido por seus jogadores pela maneira informal como os trata. Até na hora de dar declarações sobre o clube, o político-dirigente não é de embromar. Disse sobre a recente contratação do brasileiro Mancini, ex-Internazionale: “Não entendi sua contratação. É mais um meio-campista, quando precisávamos de alguém que finalizasse. O Mancini está parado há dois anos! Não concordo com sua contratação e já falei ao [Adriano] Galliani [vice-presidente do Milan]”. O caso parece exagerado — um erro, até. Mas, num time vencedor como o Milan, mostra que dirigentes nem sempre precisam se esconder atrás de dissimulações e mentiras para ter sucesso. No caso específico de Berlusconi, talvez o futebol funcione para dar vazão aos seus arroubos de sinceridade: nos estádios, eles são bem menos nocivos do que em um parlamento.

*   E o prestígio do brasileiro Mancini não é mesmo dos maiores na Itália atualmente. Sobre a transferência de seu ex-jogador, o técnico da Inter, José Mourinho, disse o seguinte, com um sorriso irônico no rosto: “Estou muito muito muito satisfeito que Mancini tenha ido ao Milan”.

*   Não há por que duvidar do Corriere della Sera, o jornal mais importante da Itália, quando ele informa que Ronaldinho Gaúcho fez festa em um hotel às vésperas do derby contra a Inter. Mas é curioso como as tais festas tinham cessado apenas quando o Milan estava vencendo, não?

*   Aliás, no momento em que as notícias no Milan voltam a ser as festas de Ronaldinho, Buffon diz que o objetivo da Juventus é chegar à Liga dos Campeões, e Ranieri afirma que não pretende iludir seus torcedores sobre chances de título da Roma. Ou seja: segundo seu próprios rivais, parece, a Inter já pode comemorar o penta.

*   Marcelo Lippi disse que não é surpresa a força que seu colega Fabio Capello conseguiu dar à em geral desacreditada seleção inglesa. Mas, de olho na Copa, lançou um desafio: “Gostaria de uma bela final entre Itália e Inglaterra para ver como ele se comportará na hora do hino italiano”.

*   Comentário do jornal La Gazzetta dello Sport sobre a entrada de Julio Baptista nos 2 x 0 contra a Udinese, ontem, pela Copa da Itália: “Se mexe como um cavalo louco: generoso, mas improdutivo”. De Rossi, em grande fase, foi de novo determinante com o ótimo lançamento para o gol de Vucinic.

*   Mario Balottelli recebeu multa de 22 mil euros por indisciplina, desta vez por xingar José Mourinho ao ser substituído durante o jogo contra a Fiorentina, quarta-feira, pela Copa da Itália. Apesar de sua pouca idade (19), cada dia mais tenho menos esperanças de ver Balotelli virar, de fato, um grande jogador. É o efeito Cassano.

Autor: Tags: , , , , , , ,

terça-feira, 12 de maio de 2009 jogadores | 13:10

Os piores brasilianos

Compartilhe: Twitter

Vamos à coluninha de hoje (em versão estendida) do Jornal Placar.

O Brasil que dá errado

Semana passada, já em clima de fase final de campeonato (decidido), usamos este espaço para eleger os 10 principais brasileiros do Italiano. Como o panorama não mudou, faremos agora o inverso, escolhendo os 10 que, de um jeito ou de outro, deixaram seus torcedores a ver navios. Vamos a eles:

1) Adriano (Inter):
Como a paciência do clube parecia infinita, ele mesmo tratou de pedir o boné, consolidando a queda definitiva de seu “império” em Milão;

2) Ronaldinho (Milan):
No início, até lembrou o velho jogador do Barcelona. Rapidinho, porém,voltou a ser o Ronaldinho da seleção. Temporada decepcionante, tanto que sua saída já é cogitada;

3) Mancini (Inter):
No início da temporada, era para ser um dos principais reforços do time de José Mourinho. Virou um reserva pouco prestigiado;

4) Emerson (Milan):
Em sua segunda temporada pelo time de Milão, apesar da lesão de Gattuso, atuou apenas em mais 12 joguinhos (a maioria entrando do banco) e anunciou seu adeus. Não deixará saudades;

5) Doni (Roma):
Na temporada passada foi um dos destaques do torneio, chegando a ser convocado para a seleção. Neste ano, falhou bem mais e passou a ser um goleiro discutido para o próximo Italiano;

6) Kerlon (Chievo):
Mais uma vez, sofreu com lesões. Mas para quem esperava muitos malabarismos…. Foram só três jogos do Foquinha no Italiano, todos saindo do banco;

7) Coelho (Bologna):
No início do ano, o lateral-direito disse “não” ao Palmeiras porque se diz feliz na Itália. Mas jogos como titular pelo ameaçado time de Bolonha foram só dois;

8) César (Bologna):
Está definitivamente em decadência. Lembrou muito mais os recentes tempos de Internazionale do que os bons momentos de destaque na Lazio;

9) Cicinho (Roma):
Para quem chegou com status de superstar, recebido por centenas de torcedores no aeroporto do Roma, deixou a desejar (e ainda criou algumas confusões);

10) Dida (Milan):
Quando Abbiati se machucou, viu uma pequena chance de voltar a ser titular da equipe. Mas… logo voltou ao banco, de Kalac, que foi o primeiro titular do ano e também havia deixado a posição por causa de lesão.

Autor: Tags: , , , , , , , , , ,

terça-feira, 16 de setembro de 2008 inter, liga dos campeões, roma | 18:09

Cluj e Culio, Mancini e Adriano

Compartilhe: Twitter

Não tem erro no título, não. Explico: com dois gols de Culio, acredite, o Cluj bateu a Roma, em Roma, na estréia dos dois times da Liga dos Campeões. E por pouco um apropriado Peralta ainda não amplia no fim para os romenos — acertou o travessão.


Spalletti para um lado, Totti pro outro. E a Roma tá meio perdida… (Reuters)

Tá certo que a Roma estava em campo com três “laterais-direitos”, dois deles formando a zaga (Juan e Mexes estão sempre machucados) e que Totti jogou sem condições, só no segundo tempo. Mas não há desculpa que justifique uma derrota dessas. Mais do que colocar em risco (e como) a classificação à segunda fase, o resultado põe a Roma em uma crise que ela não atravessava há, no mínimo, cinco anos.

Não sei o que, porque a saída de Luciano Spalletti (sempre a solução mais fácil) ainda não é (ou não era, com razão) cogitada, mas alguma coisa vai acontecer nos próximos dias em Trigoria. Alguém tem um palpite?

Enquanto isso…
A Inter de Mourinho, pra muita gente favorita à conquista da Liga, vence o Panathinaikos fora de casa com gols do ex-romanista Mancini e de Adriano. E não foram os únicos destaques brasileiros, porque Júlio César também foi muito bem — sinal de que nem tudo são flores pros lados de milaneses.


Adriano abraça Ibrahimovic: “Valeu, cara, eu precisava mais que você” (Reuters)

Ué, mas não era o Ibrahimovic o grande craque da Inter? Era, e é. Quem não viu os gols pela TV que não se engane: foram do sueco as duas jogadas decisivas.Não é a mesma coisa, sobretudo pra mim, porque no bolão do pessoal da Placar apostei em Ibra como artilheiro (e Inter campeã, embora tenha cravado Chelsea nos palpites do Guia dos Europeus). Mas é mesmo Ibrahimovic o grande trunfo da Inter na briga pela Liga.

Autor: Tags: , , , , , ,

segunda-feira, 28 de julho de 2008 imprensa, inter, juventus, milan, roma, Sem categoria | 12:23

O incrível valor dos amistosos

Compartilhe: Twitter

Convenhamos: amistoso de pré-temporada é importante como treino, só isso, mas não serve para nada se a intenção é prever o que vai acontecer com as equipes quando o bicho começar a pegar de fato.

Mas, sacumé, como a ausência de notícias e fatos relevantes é marcante, esses jogos acabam ganhando grande destaque na imprensa italiana. E dão a impressão de que o caminho de cada uma das equipes no Italiano está traçada. Se tomarmos isso como verdade, então, podemos supor que:

>> A Inter, de Mourinho, agora vai também na Champions. Ninguém segura esse time, sobretudo porque Adriano, autor de um gol de pênalti — sofrido por Mancini — nos 2 x 0 sobre o Bari, voltará a ser dono de um império.


Adriano marca, de pênalti, contra o Bari. Mas até a altura da arquibancada entrega:
se é pra medir poder de fogo, um jogo assim não diz muito. Agora reparem no Mancini,
de costas para o lance: é nervoso ou pouco caso mesmo?

>> A Juve, apesar do descrédito inicial, virou a grande favorita para o scudetto. Afinal, bateu o Borussia Dortmund fora de casa, por 3 x 1. Com grandes atuações dos recém-contratrados Poulsen e Amauri. Sobre o brasileiro, aliás, a Gazzetta diz, em sua capa de hoje: “Ele não erra um lance”. Ó.

Enquanto isso, Totti é só lamentação: depois de dizer que sem uns dois ou três reforços a Roma será apenas a “quarta força” do torneio, ele chora a ausência de Mutu. “Com esse eu já contava”, afirmou.

Já o Milan perderá Borriello por um mês e meio, diz que manterá Palloschi em seu elenco (apesar de sua discreta atuação no Europeu sub-19, no qual a Itália acabou vice) e vê Flamini dizendo que o objetivo do time é ganhar o scudetto imediatamente.

Pobre Flamini… não deve ter visto os amistosos de Inter e Juve para sonhar tão alto. ; )

PS: Ah, amanhã tem a TIM Cup, uma espécie de “Torneio Início” italiano. E então os prognósticos podem, de uma hora para outra, mudar radicalmente. Estejam preparados.

Autor: Tags: , , ,

terça-feira, 15 de julho de 2008 inter, jogadores, Sem categoria, técnicos | 15:32

Mancini & Mourinho

Compartilhe: Twitter

Taí. Só para registro. Mancini enfim foi apresentado à Inter. Na foto, aparece cumprimentando o técnico português José Mourinho, que, creio eu, será fundamental para o sucesso do brasileiro na equipe. Porque, fosse o técnico interista o mesmo da temporada passada, seu xará Roberto Mancini, o Mancini brasileiro teria tudo para, pelo jeitão marrento de ser, acabar se tornando mais um da turma que costumava deixar o campo xingando o ex-treinador (como Vieira, Figo, Adriano, Ibrahimovic…).

Com o técnico português, Mancini sabe bem, não há espaço para isso. Além do quê, como primeiro reforço da “Era Mourinho”, o brasileiro pode acabar virando uma espécie de homem de confiança do técnico, que, já anunciou, fará dos jogos pelas laterais um ponto forte do seu time — e trata-se também de um ponto forte de Mancini.

Na entrevista que deu ao site da Inter, Mancini foi ponderado e não disse nada fora do convencional, agredecendo à Roma e aos romanistas pelo tempo passado lá. Mas, aposto com quem quiser, é só esperar algumas semaninhas para começarem a pipocar críticas ao time da capital ou, no mínimo, a Francesco Totti.

Autor: Tags: ,

sexta-feira, 11 de julho de 2008 campeonato italiano, jogadores, mercado, Sem categoria | 19:35

Os reforços (que contam)

Compartilhe: Twitter

Depois de um bom tempo ausente, o mínimo que posso fazer para correr atrás do prejuízo é dar uma repassada nas contratações do mercadão — que, afinal, foi só o que houve de relevante no futebol italiano nos últimos dias.

Listarei assim os principais nomes contratados por cada uma das 20 equipes que disputarão o próximo Italiano. Se for relevante, incluo abaixo até as voltas de empréstimos, como é o caso de Adriano à Inter. Mas nem adianta pedir: carinha que, por exemplo, chegou da reserva da Triestina não entra aqui.

Aliás, uma ressalva: a lista contém reforços de 17 (e não 20) equipes. Porque com Cagliari, Chievo e Lecce, nem com alguma generosidade consegui listar alguém. Mas ainda há tempo. Porque o mercado, vale lembrar, vai até 31 de agosto.

Até agora, segundo a Gazzetta dello Sport, quem melhor se reforçou foi a Fiorentina (nota 8), seguida de Roma, Catania e Torino (todos nota 7). Não concordo muito. Você concorda?

Aliás, pergunta ainda mais legal: para você, da lista abaixo (não só das fotos), qual a melhor contratação até agora?


Mancini (Inter), Gilardino (Fiorentina), Amauri (Juventus), Riise (Roma) e Flamini (Milan):
dinheiro à parte, qual das contratações vale mais?

ATALANTA
Cristrian Vieri, ex-Fiorentina (A)

BOLOGNA
Sergio Volpi, ex-Sampdoria (M)
Coelho, ex-Atlético-MG (D)
Cristian Zenoni, ex-Sampdoria (D)

CATANIA
Ledesma, ex-Boca Juniors (M)

FIORENTINA
Stevan Jovetic, ex-Partinzan (M)
Felipe Melo, ex-Almeria (M)
Alberto Gilardino, ex-Milan (A)
Juan Manuel Vargas, ex-Catania (D)

GENOA
Raffaele Palladino, ex-Juventus (A)
Andrea Gasbarroni, ex-Parma (A)
Francesco Modesto, ex-Reggina (D)
Giandomenico Mesto, ex-Udinese (D)

INTERNAZIONALE
Mancini, ex-Roma (A)
Victor Obinna, ex-Chievo (A)
Adriano, ex-São Paulo (A)

JUVENTUS
Amauri, ex-Palermo (A)
Olof Mellberg, ex- Aston Villa (D)
Sebastian Giovinco, ex-Empoli (M)

LAZIO
Juan Pablo Carrizo, ex-River Plate (G)
Simone Inzaghi, ex-Atalanta (A)
Pasquale Foggia, ex-Cagliari (M)
Mauro Zarate, ex-Birmingham (A)

MILAN
Mathieu Flamini, ex-Arsenal (M)
Marco Boriello, ex-Genoa (A)
Gianluca Zambrotta, ex-Barcelona (D)

NAPOLI
Leandro Rinaudo, ex-Palermo (D)
Christian Maggio, ex-Sampdoria (M)
German Denis, ex-Independiente (A)

PALERMO
Túlio de Melo, ex-Le Mans (A)
Fabio Liverani, ex-Fiorentina (M)
Antonio Nocerino, ex-Juventus (M)
Igor Budan, ex-Parma (A)
Marco Amelia, ex-Livorno (G)
Cesare Bovo, ex-Genoa (D)

REGGINA
Fabiano, ex-Genoa (D)
Santos, ex-Geona (D)
Daniel Pudil, ex-Slavia Praga (A)

ROMA
Vincenzo Montella, ex-Sampdoria (A)
Arne Riise, ex-Liverpool (D)
Alessio Cerci, ex-Pisa (A)
simone Loria, ex-Siena (D)

SAMPDORIA
Marius Stankevicius, ex-Brescia (D)

SIENA
Gianluca Curci, ex-Roma (G)
Ahmed Barusso, ex-Roma (M)
Emanuele Calaiò, ex-Napoli (A)

TORINO
Nicola Amoruso, ex-Reggina (A)

UDINESE
Antonio Langella, ex-Atalanta (A)
Giovanni Pasquale, ex-Livorno (D)

Autor: Tags: , , , ,

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2008 le ragazze, Sem categoria | 01:05

momento ‘babado’

Compartilhe: Twitter

Não é minha especialidade, vocês sabem, mas vou arriscar meu momento Nelson Rubens aqui.

‘Fofoqueiros profissionais’ da Itália garantem que a morena acima, a lindíssima Manuela Arcuri, é um dos ‘motivos’ da boa fase do brasileiro Mancini na Roma. Ela nega, apesar de chamá-lo de “figo” – não, nada a ver com o meia português e nem com a fruta; trata-se de um elogio à aparência do moço.

Quando eu soube, resolvi recorrer ao bom e já velho Google para dar uma espiada na tal da Arcuri. E descobri que ela, além de ter namorado com o ex-lateral da seleção italiana e eterno baladeiro Francesco Coco (lembram dele?) também já posou para fotos ao lado de um certo outro Francesco. Justamente um ‘ex-desafeto’ de Mancini. Ó:

Eu não invento. Nem aumento. Mas chega. Prometo voltar ao futebol (fiquei devendo a Copa da Itália, aliás. Ou pelo menos falar de Balotelli, que já está sendo chamado de “o Pato da Inter”. Em breve.)

Autor: Tags: , , ,