Publicidade

Posts com a Tag napoli

quarta-feira, 11 de março de 2009 campeonato italiano, técnicos | 14:45

Uma união legal

Compartilhe: Twitter

AFPSem entrar no mérito da questão técnica, é no mínimo legal esse casamento entre Roberto Donadoni e Napoli. Um time carismático, famoso no exterior por motivos óbvios, e um técnico que pode até não ser assim tão carismático, mas é um personagem importante do futebol italiano, o último técnico da seleção antes da volta de Lippi. Com ele, o Napoli voltará a ser notícia. Se para o bem ou para o mal, veremos logo mais.

Edy Reja caiu depois de levar o time de volta a Série A e, convenhamos, depois de quase cinco anos nesse balança mas não cai. Agora, talvez fosse mesmo a hora. Porque essa equipe do Napoli, eu insisto, é muito boa.

E talvez um técnico como Donadoni, que não é exatamente um disciplinador mas ao menos chega com a moral de colocar algumas “estrelas precoces” em seu lugar, seja justamente o que o clube precisa.

Atualizando: agora há pouco, achei no Youtube uma “homenagem a Reja” feita após sua saída, com a divertida paródia de uma musiquinha italiana daquelas bem conhecidas por aqui. Vamos lá:

Autor: Tags: , , ,

quinta-feira, 25 de dezembro de 2008 azzurra, campeonato italiano, copa da uefa, copa do mundo, inter, jogadores, juventus, milan, roma, técnicos | 12:40

20 perguntas para responder em 2009

Compartilhe: Twitter

É isso, 2008 praticamente já se foi. E como para o futebol europeu o ano começa em julho e acaba em junho, nem dá pra gente fazer muitos balanços. Porque, se o final da temporada passada não foi legal para o calcio — italianos fora da final da Liga, violência, prisões etc —, o começo da temporada 2008-09 foi bem promissor — vários candidatos ao título, Ronaldinho, Mourinho, Beckham etc.

Melhor, agora, é olhar para frente. Porque não faltam boas perguntas a serem respondidas sobre o futebol italiano neste ano que está prestes a começar. Vou colocar aqui 20 delas (quem tiver mais que mande) e, como não sou de ficar em cima do muro, vou dar meus palpites pra cada uma. Quem encarar que faça o mesmo. 

1) Amauri jogará mesmo pela seleção italiana ou Dunga, na hora H, não vai permitir, convocando-o para  a seleção brasileira para enfrentar justamente a Itália, no dia 11 de fevereiro?
Pelo jeito, Dunga tremeu com a possibilidade de enfrentar Amauri e levar cacetadas e mais cacetadas se o atacante viesse a marcar pela Azzurra contra o Brasil. Agora, parece, a convocação será para a seleção Brasileira (aliás, Dunga, precisava o Júlio César te avisar sobre as qualidades do Amauri?!). Resta saber o quanto ele jogará. Tenho dúvidas sobre o que seria melhor para o atacante…
 
2) Adriano terá a enésima chance de voltar à Inter? Ou será que Mourinho e, principalmente, Moratti terão enfim chegado ao limite?
Meu bom senso não me permite acreditar que a Inter dará outra chance a ele. Aposto numa saída já em janeiro…

3) A Inter, hoje líder com seis pontos de vantagem no Italiano, continuará sobrando rumo ao tetracampeonato?
Sobrando, não. Essa diferença, acho, ainda será reduzida em algum momento – e acredito mais no Milan do que na Juve como segunda força. No final das contas, porém, o título irá mesmo para a Inter, sabe-se lá com qual vantagem.

4) E a postura de Mourinho? O português irá enfim parar de brigar com a imprensa italiana? Dependerá dos resultados para isso?
Mourinho incorporou um personagem e não parece disposto a mudar. Se perder, mal-humorado, terá mais motivos para criticar tudo e todos no futebol italiano. Se ganhar, seu moral vai para as nuvens. E aí, com o ego (ainda mais) inflado, alguém acha mesmo que ele vai parar?

5) Ibrahimovic, Kaká ou Del Piero: qual deles será escolhido o melhor jogador do Italiano?
A história diz que o melhor do campeonato pertencerá sempre ao campeão, e até por isso coloquei apenas os três como candidatos. Seguindo a mesma lógica, portanto, fico com Ibra. De novo.

6) Os garotos da Juventus, Marchisio, De Ceglie e Giovinco, seguirão em alta até o fim do campeonato?
Nessa “alta” atual sim: os três já mostraram que sabem jogar, embora nenhum deles tenha tido a regularidade necessária para ser mantido como titular indiscutível. O problema é que se a Juve seguir na Liga dos Campeões essa regularidade pode ser imprescindível.

7) Beckham será só um (eficiente) garoto-propaganda no Milan ou terá importância em campo? E, se tiver, tem chances de ficar?
Beckham será útil nesses poucos jogos que fará pelo dilacerado meio-campo milanista. Mas não o suficiente para que o Milan cogite uma loucura (financeiramente falando) a ponto de tirá-lo do Galaxy já. Sua passagem, no fim das contas, terá sido útil tanto do ponto de vista do marketing (mais) como do ponto de vista esportivo (menos). 

8) Como o Milan irá (se é que irá) resolver seus problemas defensivos sem Thiago Silva?
Sem a perspectiva da escalação do brasileiro e nem da volta de Nesta, a solução definitiva fica para 2009-10. O que não quer dizer que o Milan, com o meio-campo e ataque que tem, não possa dar trabalho no Italiano e, ainda mais fácil, conquistar a Uefa.

9) Como será o balanço final da primeira temporada de Pato e Ronaldinho no Milan?
Nem decepcionante, nem excpecional. Para ambos, algo entre uma nota 6,5 e 7. E ambos podem estourar em 2009-10.

10) A disputa entre Milan e Juventus para ver quem conta com mais ‘elenco’ no departamento médico continuará acirrada?
Não faço a menor idéia. Mas, sem Nesta e Gattuso, o Milan deve sentir mais as ausências. Até porque a Juve, entre os seus lesionados, tem o Zebina (maldade…).

11) E por falar em lesões, a de Totti durará quanto tempo? Era um mês, já virou dois. Quem dá mais?
Dois meses sem Totti já podem bastar para tirar a Roma da Liga dos Campeões. O fato, triste, é que Totti, o melhor jogador de futebol italiano hoje, não consegue mais passar dois meses seguidos jogando futebol.

12) Para compensar a tristeza romanista, Menez vai mesmo deslanchar, como ameaçou neste fim de ano? E Brighi continuará jogando tudo o que ninguém achou que jogasse?
Menez já mostrou ser bem mais que aquele jogador bizarro do começo de temporada. E a “ex-surpresa” Brighi, acho, até veio para ficar, dentro das suas limitações. Mas nada disso basta para compensar a possível ausência de Totti. Sem ele, a Roma não vai.

13) Napoli, Lazio e Genoa vão mesmo dar trabalho na briga por uma das quatro vagas na Liga?
Não. Se a Roma ficar mesmo fora dessa disputa, a Fiorentina já pode comemorar: a quarta vaga na Liga é sua. E, pra ousar ainda mais: o Napoli vai para a Uefa.

14) Quem será o artilheiro do Italiano: Ibrahimovic, Amauri ou nda?
Ibra.

15) Quem vai cair?
Sem surpresas: Chievo, Reggina e Lecce. Se um deles não cair, o Siena vai.

16) Cannavaro, Toni, Rossi, Grosso, Oddo, Dossena… Quem será (se é que haverá) o destaque italiano fora da Itália na temporada?
O tempo passa, o tempo voa, as críticas vêm e eu sigo sempre com Luca Toni.

17) Cassano chegará a ser convocado por Marcelo Lippi em 2009 para ter alguma esperança de ir à Copa de 2010?
Não é minha vontade. Mas Cassano está fora da Copa, desde já.

18) A boa dupla Gilardino e Mutu, da Fiorentina, continuará fazendo mais sucesso que a boa dupla Di Natale e Quagliarela, da Udinese?
Em seus clubes, sim. Se não brigarem por vaidade (afinal, quem é a estrela do time?), Gila e Mutu vão longe. Até porque, o que quer a Udinese? Mas é bom lembrar que a dupla Di Natale e Quagliarela, com Amauri descartado e Toni em baixa na Azzuurra, poderá mostrar serviço também na seleção.

19) Quem será o melhor e o pior brasileiro ao fim do Italiano 2008-09?
Os melhores, Kaká e Maicon. O pior, Adriano, mesmo saindo agora.

20) Onde vão parar, se é que vão parar, os italianos na Liga dos Campeões?
A Inter vai pagar a bobeada na primeira fase e cai já nas oitavas, contra o Manchester. A Roma, com Totti, passa do Arsenal. E a Juve, surpresa, elimina o Chelsea! Depois disso, sem saber o que o sorteio reserva, dar qualquer palpite já seria abusar da sorte, né?

E aí? Não quer deixar também as suas previsões?

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quinta-feira, 2 de outubro de 2008 copa da uefa, milan | 18:44

Uefa: restam três

Compartilhe: Twitter

* Lindo passe de Ronaldinho, gol de Shevchenko. E assim, depois de ter recuperado o time como um todo, o Milan aos poucos recupera também suas estrelas. Não podia ter sido melhor o gol de decidiu a nova vitória (e a classificação) sobre o Zurich na Copa da Uefa.

* A eliminação do Napoli diante do Benfica, em Portugal, era mesmo o mais provável. Mas não precisava Lavezzi ter chilique na hora em que foi substituído. O legal desse Napoli é (ou era) justamente o fato de que o time tem bons jovens jogadores, ainda candidatos a astros. Mas se eles assumem esse estrelismo antes da hora…

* A Samp poupou, mas ainda assim ganhou (de novo) do fraco Kaunas, 2 x 1. E pelo jeito que o bom time de Gênova começou o Italiano, é bem provável que essa Uefa vire a menina dos olhos de dirigentes, torcedores e jogadores.

* E a Udinese? Depois de fazer 2 x 0 sobre o Borussia na Alemanha, consegui levar um gol aos 45 do primeiro tempo e outro aos 47 do segundo, ficando com a vitória no pênaltis — 4 x 3. Como dizem alguns, 2 x 0 é um “resultado perigoso”… hehehe

Autor: Tags: , , , , ,

quinta-feira, 18 de setembro de 2008 copa da uefa, milan | 18:14

Na Uefa, só deu Itália

Compartilhe: Twitter

Quatro jogos com italianos, quatro vitórias — mas com significados bem diferentes.

Milan 3 x 1 Zurich
Se o Milan estava mesmo pensando em emprestar Pato à Udinese, deve ter mudado de idéia. E não só pelo golaço do brasileiro, mas pela boa partida e disposição. Depois, no meio do segundo tempo, Boriello entrou no seu lugar e marcou logo de cara. Sei não, mas acho que não será surpresa se Ancelotti optar por transformar os dois em titulares do Milan logo logo. O que poderia até ter acontecido hoje.

Mas o técnico preferiu começar com Boriello no banco, porque ele ainda está voltando de lesão. E também, acho, porque era uma boa chance de Shevchenko voltar a marcar, ganhar confiança e voltar a ser o velho Sheva do Milan. Só que o ucrâniano ficou no quase. Quase fez dois golaços: um de bicicleta, bem defendido pelo goleiro, outro depois de uma bela jogando, livrando-se do zagueiro, mas que acabou no travessão.

Ronaldinho Gaúcho entrou no fim e, diriam os maldosos, depois disso o jogo foi 1 x 0 Zurich. O que não tem nada a ver, claro. E, sobre o Dida, parece que a escolha do Abbiati realmente não é a pior que Ancelotti poderia ter feito para ser titular do Milan hoje. Mas se é a melhor, como ainda há Kalac, não sabemos.


Shevchenko tenta voltar a ser o velho Sheva: quase deu, duas vezes (Reuters)

Napoli 3 x 2 Benfica
Com 60 mil pessoas no estádio San Paolo, o jogo foi o recorde de arrecadação dessa nova era do Napoli — a “Era De Laurentis”. Mas, em que pese o fato de o Napoli ter enfrentado o adversário mais difícil entre todos os italianos da Uefa, o resultado não foi tão bom quanto a grana recebida.

Os dois gols feitos fora de casa podem fazer a diferença para o Benfica, que com 1 x 0 ou 2 x 1 em Lisboa passa de fase. Embora também seja verdade que, com o ataque rápido e habilidoso que tem, jogar fora de casa, nos contra-ataques, com os gols “valendo mais”, pode ser uma boa para os napolitanos.

Um diretor do Napoli já avisou que, para eles, conseguir jogar a fase de grupos da Uefa já seria o máximo no torneio, porque o time faria várias partidas para se habituar de novo com os jogos internacionais. Não sei, mas talvez tenha ficado mais difícil chegar lá depois dos 3 x 2 de hoje…

Sampdoria 5 x 0 Kaunas
Foi o melhor resultado dos italianos, com “doppietas” de Bonazolli e Cassano. Mas era em casa e, principalmente, contra o Kaunas, né?

Borussia Dortmund 0 x 2 Udinese
Certamente o melhor resultado dos italianos na Uefa: contra um adversário de respeito, fora de casa e mesmo jogando sem suas principais estrelas, Di Natale e Quagliarella, que só entraram na segunda metade do segundo tempo — Floro Flores e Inler resolveram.

Autor: Tags: , , , , ,

segunda-feira, 15 de setembro de 2008 campeonato italiano, inter, juventus, milan, roma | 16:39

Repercussão da rodada

Compartilhe: Twitter

Voltei. Tarde e tendo visto só os melhores momentos dos jogos. Então, vou deixar aqui a repercussão italiana sobres os principais jogos da 2º rodada — Amauri entre os melhores, Ronaldinho entre os piores. É mais honesto que comentar. E os comentários ficam por conta de quem conseguiu assistir ao jogos completos, certo? Alguém aí?

PALERMO 3 x 1 ROMA
O melhor em campo: Miccoli, nota 8 segundo a Gazzetta dello sport (e na Roma, de novo, Doni foi ‘o melhor’. Sinal de que há mesmo algo errado na capital)
As decepções: Pizarro e Cicinho — o brasileiro deve inclusive perder a vaga para Cassetti no jogo da Liga dos Campeões, contra o Cluj, nesta terça.
O que repercutiu: O fato de que o jogo, é bom lembrar, marcou a estréia da Davide Ballardini no Palermo. Aquele mesmo técnico que pegou o Cagliari quase rebaixado e o salvou com uma brilhante campanha no segundo turno do último Italiano. É o treinador italiano da hora.

INTER 2 X 1 CATANIA
O melhor em campo:
O estreante Quaresma (Maicon e Materazzi também foram muito elogiados)
A decepção: Figo, de novo. E a boa entrada de Mancini deve fazer com que o veterano português vá para o banco logo logo.
O que repercutiu: As declarações de Mourinho, que disse “O resultado justo seria 5 x 1 para a Inter. Porque, se eu estivesse no gol no lugar do Júlio César, não faria diferença nenhuma”.

GENOA 2 X 0 MILAN
O melhor em campo:
Diego Milito, claro, numa ótima reestréia pelo Genoa. Um gol e assistência para o outro, de Sculli.
As decepções: No Milan, são tantas… Principalmente Ronaldinho e Shevchenko, respectivamente “parado” e “enferrujado” segundo o Corriere della Sera.
O que repercutiu: As declarações de Adriano Galliani e Silvio Berlusconi, garantido a permanência de Ancellotti. E os possíveis motivos da crise milanista: falta de preparação adequada (segundo Ancelotti e alguns comentaristas), contratações equivocadas (segundo torcedores) ou esquema tático ineficiente (“para jogar com três atacantes é preciso que o resto do time corra demais”, disse adversário zagueiro ‘genovês’ Ferrari — que, acreditem, foi bem)

JUVENTUS 1 x 0 UDINESE
Os melhores em campo: Camoranesi e Amauri, que ainda mereceu rasgados elogios do técnico Claudio Ranieri depois do jogo. “Ele se encaixa bem com qualquer outro atacante (leia-se Iqauinta, Trezegute e Del Piero). é o jogador que nos faltava”, afirmou. 
A decepção: Quagliarela. Pra quem foi cogitado para jogar na Juve…
O que repercutiu: A boa atuação de Chiellini, que se recuperou em tempo recorde de uma lesão nos ligamentos do joelho esquerdo. E assim vai se firmando como o melhor zagueiro italiano da atualidade.

NAPOLI 2 x 1 FIORENTINA
O melhor em campo: Na Fiorentina, vale citar, foi Gilardino. Mas em campo foi Ezequiel Lavezzi. Alguém viu a jogada dele no primeiro gol do Napoli? Se não, vou tentar colocar o vídeo aqui em breve (quando minha conexão com o Youtube permitir).
A decepção: O lateral-direito Zauri, recém-contratado pela Fiorentina.
O que repercutiu: As manifestações das ‘torcidas organizadas’ do Napoli, que protestaram contra a punição de não poder mais viajar para jogos fora de Nápoles (por causa das confusões criadas no último fim de semana, em Roma) e deixaram vazias as curvas do estádio San Paolo. Uma punição que quase só afeta aos próprios patetas. Um ótimo protesto.

Só para registro, os outros resultados:
Lazio 2 x 0 Sampdoria (e o argentino Zarate é o novo queridinho da torcida romana), Lecce 2 x 0 Chievo, 
Reggina 1 x 1 Torino, Siena 2 x 0 Cagliari e Bologna 0 x 1 Atalanta.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , ,

quinta-feira, 4 de setembro de 2008 campeonato italiano, vídeos | 16:35

O exemplo dos babacas

Compartilhe: Twitter

Não tinha comentado antes para esperar o veredicto.

E, dessa vez, a reação foi rápida. Depois da confusão criada pelos babacas organizados nas estações de trem de Nápoles e Roma (vídeo abaixo), os torcedores do Napoli não poderão mais acompanhar o time em nenhuma partida do Campeonato Italiano fora do estádio San Paolo.

 

A decisão, dura, foi tomada tão rapidamente para servir de exemplo para as demais torcidas. Se funcionasse, sobretudo por ninguém ter saído morto e nem ferido, os episódios de domingo teriam “valido a pena”. Principalmente por terem acontecido logo na primeira rodada.

Afinal, os cerca de 500 mil euros de prejuízo do episódio seriam poucos para acabar com a onda de violência no futebol italiano — hoje, provavelmente, a pior da Europa.

Mas alguém acredita nisso?

Autor: Tags: , ,

sexta-feira, 29 de agosto de 2008 copa da uefa, inter, juventus, liga dos campeões, milan, roma | 12:32

Os italianos na Europa

Compartilhe: Twitter

Vamos lá, pra registrar, a uma análise rapidinha dos sorteios que definiram os confrontos dos times italianos das primeiras fases da Liga dos Campeões e da Copa da Uefa 2008-09.

LIGA DOS CAMPEÕES
Conheça todos os confrontos

A Roma ficou no grupo A, com Chelsea-ING, Berdeaux-FRA e Cluji-ROM.
Se o primeiro lugar da chave ficou quase impossível, a classificação romanista é obrigatória.

A Inter caiu no grupo B, de Werder Bremen-ALE, Panathinaikos-GRE e Anortosis-CHP
Está rindo à toa com razão e, este blog aposta aquele almoço no Fornaio com quem quiser, passa em primeiro do grupo.

A Fiorentina ficou no grupo F, com Bayern Munique-ALE, Lyon-FRA e Steua Bucareste-ROM.
Sei não… embora a Gazzetta dello Sport considere, em sua capa de hoje, o grupo mais fácil que o da Juve, a missão viola me parece a mais difícil de todas. Além de enfrentar dois fortíssimos candidatos às duas vagas, fica, para a torcida, o desgosto de enfrentar Luca Toni.

A Juventus está no grupo H, com Real Madrid-ESP, Zenit-RUS e Bate Borivos-BLR.
O tal do Bate, que me desculpem o trocadilho infâme, não vai bater nem o Zenit. E o time russo, tudo bem, ganhou a Uefa, tem (ainda) o Arshavin… ótimo pra ser terceirão do grupo e brigar de novo pela Uefa.


COPA DA UEFA
Veja todos os confrontos

A Sampdoria pega o Kaunas, da Lituânia.
Se a Inter está rindo, os genoveses estão gargalhando.

O Milan enfrenta o Zurique, da Suíça.
É fácil, claro. Mas o que poderia ser considerado difícil para o Milan na Copa da Uefa?

O Napoli encara ninguém menos que o Benfica.
E os napolitanos vinham tão contentes depois da goleada por 5 a 0 sobre o Vllaznia… O sorteio não podia ser muito pior. Ainda assim, com Lavezzi e Hamsik, acho que os napolitanos têm boas chances de avançar.

A Udinese joga contra o Borussia Dortmund.
Deve ser outro confronto equilibrado, como o anterior, mas como o time de Udine têm mostrado que esse negócio de Copa Européia não é seu negócio…

Então, resumindo os palpites deste blog, que não é de ficar em cima do muro: na Liga, a Inter e a Juventus (surpresa!) passam em primeiro dos seus grupos, a Roma avança em segundo e a Fiorentina cai de cara. Na Uefa, passam quase todos os italianos, só a Udinese pára na primeira fase.

Podem cobrar. Outros palpites?

Autor: Tags: , , , ,

quinta-feira, 28 de agosto de 2008 campeonato italiano, mercado | 13:08

Os brasileiros da Série A

Compartilhe: Twitter

Por enquanto, faltando apenas quatro dias para o fim do mercado de jogadores europeus, são 46 os brasileiros que jogarão (ou não) na Série A do Campeonato Italiano.

A Roma é o time mais brasileiro da Itália, com sete jogadores — dois deles, contudo, provavelmente não pisarão em campo, porque são goleiros reservas. Os favoritos Milan e Inter vêm em seguida, com cinco brasileiros cada.

Só três times, Torino, Sampdoria e Catania, não têm brasileiros. Torino e Samp, aliás, já não tinham no ano passado.

Nem só de Kakás, Ronaldinhos, Patos e Adrianos vive o futebol brasileiro na Itália. Você já ouviu falar, por exemplo, de José Batista Inácio Piá? O cara é esse aqui:

Já o viu alguma vez? Ele começou nas categorias de base da Atalanta. Passou também por Ascoli, Treviso, Catania e Napoli, pelo qual vai jogar esta temporada ao lado de Fabiano Santacroce. Um outro brasileiro, apesar do nome. E que só jogou por Como e Brescia. São dois exemplos, entre muitos.

Abaixo, a lista completa de todos os brasileiros que vão disputar a Série A 2008-09:

ATALANTA
Adriano Ferreira Pinto, atacante

BOLOGNA
Coelho, lateral-direito
Adailton, atacante

CAGLIARI
Jeda, atacante

CATANIA
Não tem brasileiros

CHIEVO
César, zagueiro
Luciano, meia
Diego, atacante
Kerlon, atacante

FIORENTINA
Alex Costa, zagueiro
Felipe Melo, volante
Jefferson Andrade, atacante

GENOA
Rubinho, goleiro

INTER
Júlio César, goleiro
Maicon, lateral-direito
Maxwell, lateral-esquerdo
Mancini, meia
Adriano, atacante

JUVENTUS
Amauri, atacante

LAZIO
Cribari, zagueiro
Matuzalem, meia

LECCE
Ângelo, zagueiro
Fabiano, meia
Leonardo, atacante

NAPOLI
Fabiano Santacroce, zagueiro
João Batista Inácio Piá, meia

MILAN
Dida, goleiro
Emerson, volante
Ronaldinho Gaúcho, meia
Kaká, meia
Pato, atacante

PALERMO
Fabio Simplício, meia

REGGINA
Gleison, zagueiro
Joelson, atacante

SIENA
Rodrigo, zagueiro
Packer, meia

ROMA
Artur, goleiro
Doni, goleiro
Júlio Sérgio, goleiro
Cicinho, lateral-direito
Juan, zagueiro
Taddei, meia
Júlio Baptista, meia-atacante

SAMPDORIA
Não tem brasileiros

TORINO
Não tem brasileiros

UDINESE
Felipe, zagueiro
Vidal, zagueiro
Guilherme, meia

* Post atualizado em 2/9

Autor: Tags: , , ,

terça-feira, 29 de julho de 2008 imprensa, inter, juventus, milan, Sem categoria, vídeos | 01:06

Mais do último post

Compartilhe: Twitter

Olha lá, a TIM Cup de hoje (que vai ser divertida, isso é verdade) já virou uma “prévia da luta pelo scudetto”:

Aliás, uma reparação: ao comentar só os amistosos do fim de semana, acabei fazendo pior do que quem dá muito valor aos amistosos. Afinal, fosse para ter comentado uma só partida, deveria tê-lo feito sobre Napoli 1 x 0 Panionios-GRE, resultado que garantiu a volta do agora clube do produtor de cinema Aurelio De Laurentis (para quem conhece cinema, é o sobrinho do Dino) a uma competição européia.

Com a vitória na Intertoto, o Napoli voltará, enfim, a disputar uma Copa da Uefa. Ainda que, por enquanto, na fase preliminar (dias 14 e 28 de agosto).

Para reparar “nossa falha”, exibo abaixo um vídeo do gol de Hamsik — o recente xodó da torcida napolitana ao lado do argentino Lavezzi — que garantiu o feito. Esse efeitinho de aquarela atrapalha, eu sei. Mas a opção foi para manter de fundo a trilha com uma das novas músicas do grande Luciano Ligabue, de quem já falamos por aqui.

Autor: Tags: , ,

segunda-feira, 19 de maio de 2008 campeonato italiano, jogadores, Sem categoria, técnicos | 20:10

o balanço e as revelações

Compartilhe: Twitter


Não, não se trata de propaganda do PSDB, mas de uma das muitas revelações do Campeonato Italiano 2007-08: Mario Balotelli, da campeã Inter

O tempo está escasso. Mas por sorte recebi um email do Braitner Moreira, do ótimo blog Quattro Tratti, que me “convocava” para uma eleição que eles estão fazendo por lá sobre o balanço final do Italiano. Assim, con il permesso del signor Braitner, vou aproveitar minhas respostas à enquete deles para dizer aqui o que achei de alguns times e personagens da competição.

Gosto especialmente da parte de revelações, que, como já tinha antecipado o Gilson nos comentários do post anterior, foi um dos pontos positivos desse bom Campeonato Italiano. Há outros, dos quais a gente vai falando mais pra frente.

Comentem e dêem suas opiniões sobre o que quiserem. Mas outros candidatos a revelação são especialmente bem vindos, até porque quero fazer um post a respeito em breve. Valeu.

>> Craque do campeonato
Ibrahimovic, o cara que decidiu o campeonato.

>> Melhor técnico
Cesare Prandelli, que colocou a Fiorentina na Liga dos Campeões, seguido de perto pelo Spalletti, que fez a Roma jogar bonito e por pouco não tirou o título de uma Inter com muito mais elenco.

>> Melhor contratação
Se o Juan não tivesse se machucado tanto, estava bem encaminhado para sê-lo… pode ser polêmico, mas fico com o Cassano! Apesar das Cassanadas.

>> Pior contratação
Embora seja do meio da temporada passada, acho que não dá pra não citar o Ronaldo. Pela expectativa que havia em torno dele para esta temporada.

>> Revelação
É meu capítulo preferido. São muitas, e provavelmente vou me esquecer de alguns nomes. Mas de cara eu citaria Giovinco (Empoli), Hamsik (Napoli), Lavezzi (Napoli), Osvaldo (Fiorentina) e Balotelli (Inter). Se for pra escolher só um, ficaria entre o Hamsik e o Balotelli… Tá bom, fico com o Balotelli! Mesmo tendo jogado menos que os outros, fazer o que ele fez com apenas 17 anos, no Campeonato Italiano, não é fácil.

>> Decepção
Assim como o Ronaldo na “pior contratação”, não dá pra não dizer Milan. Mas citaria também o Palermo, de quem esperava bem mais com aquela boa base e a dupla Miccoli-Amauri.

>> Surpresa
O Napoli e seus garotos. Recém-chegado da Série B, o time já cavou uma vaguinha na Intertoto e, quem sabe, já jogue a Copa da Uefa. Dava pra esperar mais?

Autor: Tags: , , , , , , ,