Publicidade

Posts com a Tag notas

terça-feira, 10 de fevereiro de 2009 azzurra | 19:15

As notas de Brasil 2 x 0 Itália

Compartilhe: Twitter

Foto Reuters
Pato não teve chance de levar uma notinha; Zambrotta foi o melhor da Itália

Daqui a pouco falo mais da partida, da arbitragem, do clima do estádio e (não resisto) da transmissão da Globo. Por enquanto, vamos às notas de Brasil 2 x 0 Itália, jogo que não apenas ‘salva’ (ou não) o pescoço de Dunga, como coloca o Brasil à frente dos italianos no retrospecto histórico (6 vitórias contra 5) e impede Marcelo Lippi de chegar sozinho ao recorde de 32 jogos invicto com a seleção italiana. Como se vê, foi bem mais que um amistoso…   

BRASIL

Júlio César 8
Esteve seguro mesmo sem ser muito exigido. Isso até os minutos finais, quando fez uma defesa espetacular que impediu uma pressão maior. Até quando vão discutir sua escalação?

Maicon 5,5
Esteve abaixo de sua média na qualidade de apoio ao ataque. Mas não deixou o lado esquerdo da Itália atacar, principalmente no primeiro tempo.

Juan 7,5
Não fosse um errinho no segundo tempo, teria tido uma atuação impecável. O melhor zagueiro em campo, pra variar.

(Thiago Silva, sem nota)

Lúcio 6
Esteve abaixo de Juan, o que não quer dizer que tenha jogado mal. Seguro.

Marcelo 6
Se arriscou mais que Maicon no ataque. Mas talvez por isso tenha deixado mais espaço na defesa.

Gilberto Silva 5,5
Menos presente do que o outro volante, Felipe Melo. Mas desempenhou seu papel, que não é lá um papel principal.

(Josué, sem nota)

Felipe Melo 6
Foi bem, marcou direitinho, mas também não vamos exagerar. Combinado?

Elano 7,5
O melhor em campo no primeiro tempo. Lúcido, atuante e preciso, fez um belo gol em jogada iniciada por ele mesmo. Mas caiu muito na segunda etapa.

(Daniel Alves, 5,5)

Ronaldinho Gaúcho 5,5
Duas firulas (uma errada), dois ou três bons passes (simples) e um sorriso pra alegrar o Galvão. Agora mesmo estou ouvindo, na TV, gente dizendo que “ele voltou”. Vai entender…

Robinho 8
um golaço e um belo passe para o gol de Elano. Foi só, mas precisa de mais em um jogo como esse?

(Júlio Baptista, sem nota)

Adriano 5
Não vi.

(Pato, sem nota, mas devia ter entrado antes, não?)


ITÁLIA

Buffon 6
Sem culpa nos gols, jogou como (bom) zagueiro por duas ou três vezes. No segundo tempo, não foi exigido.

Zambrotta 7
O melhor da Itália na defesa (no segundo gol a falha foi do Pirlo). E também no ataque, pelo menos antes da entrada de Rossi.

Legrotaglie 5
Como Cannavaro, errou bastante, especialmente no posicionamento, durante o primeiro tempo.

Cannavaro 5
Apesar no nome, não foi melhor que seu companheiro de zaga. Mal.

Grosso 6
No primeiro tempo, esteve mais presente no ataque e fez o gol mal anulado. No segundo, cansou, subiu menos e caiu de produção.

De Rossi 5,5
Muito abaixo do que costuma jogar, tanto na Roma como na seleção. Só um bom chute de longe.

(Aquilani, sem nota)

Pirlo 5,5
Bobeou feio e entregou o segundo gol, é verdade. Mas era quem criava todas as jogadas da Itália até então. No segundo tempo, saiu cansado, como já se previa.

(Dossena, 5 ou 4,5
Quando um time tem que tirar Pirlo para colocá-lo em campo…)

Montolivo 5
Sumido em campo, sua escalação desde o início foi surpreendente. Sua atuação, não.

(Perrotta 5,5
Sua única vantagem em relação a Montolivo foi ter aparecido mais. O que não quer dizer bem)

Pepe 5
Não vi, exceto quando torceu o pé.

(Camoranesi 5,5
Também apareceu mais do que Pepe. Não criou muito, mas pelo menos marcou mais)

Gilardino 5
É verdade que a bola precisaria chegar mais. Mas sua escolha para jogar no lugar de Toni foi justamente porque ele deveria buscar mais o jogo.

(Toni 5,5
Levou mais perigo que Gilardino, obrigou Júlio César a fazer ótima defesa, mas também beneficiado pela entrada de Rossi)

Di Natale 5
Depois de um ótimo começo pela seleção, sumiu. Como, aliás, tem acontecido na Udinese.

(Rossi 7
A melhora da Itália no segundo tempo se deve principalmente a ele, que criou quase todas as jogadas).

Autor: Tags: , , , , ,

segunda-feira, 25 de agosto de 2008 inter, roma | 15:43

Sobre Inter x Roma

Compartilhe: Twitter

cena comum na época de Mancini, aconteceu pela primeira vez com Mourinho. Que atribuiu o feito a Mancini.
A Inter comemora: cena comum na época de Mancini, aconteceu pela
primeira vez com Mourinho. Que atribuiu o feito a Mancini

Breves notas depois do 2 x 2 na final da Supercopa da Itália entre Inter e Roma, com vitória dos milaneses por 6 x 5 nos pênaltis.

> Não quero ser maldoso, mas acho que poucas vezes vi o Mancini, quando jogava na Roma, comemorar um gol do Totti com a mesma intensidade com que comemorou o erro do capitão romanista na disputa de pênaltis da final de ontem.

> A cada dia que passa acho Mourinho melhor, pelo menos fora de campo. Pegou super bem na Itália o fato dele ter dito que o título era também mérito de Mancini. Até aí, tudo bem, nada de anormal. Mas o português não o faz com hipocrisia ou só por diplomacia, como é costume em casos do gênero. “Quando eu era técnico do Porto, ganhei a Liga dos Campeões. Depois que saí eles ganharam um monte de Copas na sequência, mas ninguém se lembrou de mim”, disse, dando assim muito mais credibilidade aos elogios para o antecessor.

> Não sou de achar que jogos de torneios de verão, amistosos de pré-temporada e até mesmo a final de Supercopa valham para avaliar o que times ou jogadores farão na temporada. Mas, no caso das atuações de Balotelli pela Inter, estou achando que Adriano, Júlio Cruz e Crespo perigam acabar ficando para trás…

> As “estréias oficiais” de Mancini e Júlio Baptista não empolgaram os italianos. Sobre o jogador da Roma, o Corriere della Sera já soltou um (precipitado?) veredicto: “Parece que jogar como externo não é seu negócio”.

 
Tá certo: Totti realmente está sem condições de jogo. Mas isso não tem
nada a ver com o decisivo pênalti perdido na final contra a Inter

Depois das minhas, as notas da final segundo o Corriere della Sera:

Inter
Júlio César 6,5, Maicon 7, Burdisso 5,5 (Rivas s/n), Cambiasso 6, Maxwell 5,5, Zanetti 6,5, Stankovic 6, Muntari 7, Figo 5 (Balotelli 7,5), Ibrahimovic 6, Mancini 5,5 (Jimenez 5,5).

Roma
Doni 7, Cassetti 5, Mexès 6, Juan 6, Riise 5,5 (Tonetto s/n), De Rossi 6,5, Pizarro 7, Perrotta 6 (Totti 5,5), Aquilani 5,5 (Okaka 6,5), Julio Baptista 5, Vucinic 6.

Autor: Tags: , , ,

quinta-feira, 27 de março de 2008 azzurra, Sem categoria | 13:16

espanha 1 x 0 itália

Compartilhe: Twitter


O gol de Villa: se fosse na trave, o Buffon pegava… (Reuters)

Por enquanto, serei breve. Se conseguir um tempinho volto depois para falar mais do jogo, combinado?

O tom da imprensa italiana após a derrota por 1 x 0 para a Espanha foi de lamentação pelo gol mal anulado de Luca Toni e pela bola na trave e o gol perdido por Camoranesi. Mas a Gazzetta dello Sport, pelo menos, classificou como “merecida” a vitória dos espanhóis. As notas do jornal para as duas seleções foram as seguintes.

ITÁLIA
Buffon 6, Panucci 6,5 (Zambrotta 5), Cannavaro 6, Materazzi 5,5 (Barzagli 6) e Grosso 6,5 (o melhor); De Rossi 5,5 e Pirlo 6 (Gattuso 5,5); Camoranesi 6,5, Perrota 5 (Aquilani 5) e Di Natale 6; Toni 6 (Boriello 5). Técnico: Donadoni 5.

ESPANHA
Casillas 6, Sérgio Ramos 5,5 (Arbeloa s/n), Puyol s/n (Albiol 6), Marchena 6 e Capdevilla 6; Marcos Senna 6 (Xabi Alonso 6), Iniesta 6,5, Fábregas 6,5 (Luis Garcia 6), Xavi 6,5 e Silva 5,5 (Riera 6); Fernando Torres 6,5 (David Villa 7, o melhor). Técnico: Aragones 6

Autor: Tags: ,

quinta-feira, 13 de março de 2008 copa da uefa, Sem categoria | 15:35

uma foto e treze notas

Compartilhe: Twitter


De vermelho, a Viola vibra após classificação nos pênaltis

A Fiorentina quase conseguiu ser eliminada da Copa da Uefa mesmo depois de ter vencido o primeiro jogo, em Florença, por 2 x 0 — placar que considero quase irreversível para confrontos mata-mata em que o gol fora vale “mais”.

Só não foi por causa de Frey, que garantiu a vitória nos pênaltis na Inglaterra. Como quase todo domingo, me pergunto: Por que o chato do Domenech insiste em não chamá-lo para a seleção francesa, hein?

As notas da Gazzetta para a Fiorentina:
Frey 7,5, Ufjalusi 5, Gamberini 5,5, Dainelli 6,5 e Pasqual 4,5; Kuzmanovic 4,5 (Gobbi s/n), Donadel 6 e Montolivo 5; Jorgensen 6 (Santana s/n), Vieri 5 (Pazzini 6) e Osvaldo 5,5. Técnico: Cesare Prandelli 6

Autor: Tags: ,

quinta-feira, 6 de março de 2008 le ragazze, milan, roma, Sem categoria | 11:18

a bela e as notas

Compartilhe: Twitter

Antes, para começar bem o dia, uma foto da Sra. Totti assistindo ao jogo da Roma contra o Real, em Madri. Porque aqui é assim: num dia a gente agrada as moças; no outro, os marmanjos.


Ilary Blasi, a Sra. Totti (foto Reuters)

Agora, de volta ao trabalho. As notas da Gazzetta dello Sport para Milan 0 x 2 Arsenal e Real Madrid 1 x 2 Roma.

Milan
Kalac 5,5, Oddo 5,5, Nesta 6,5, Kaladze 6,5 e Maldini 7; Gattuso 6, Pirlo 5,5 e Ambrosini 6; Kaká 6; Pato 5 e Inzaghi 5 (Gilardino 5). Técnico: Carlo Ancelotti 5,5
Arsenal
Almunia 6,5, Sagna 6, Gallas 6,5, Senderos 6,5 e Clichy 6; Eboué 5,5 (Walcott 6), Fábregas 8, Flamini 7,5 e Diaby 6; Hleb 6 (Gilberto Silva s/n); Adebayor 7,5. Técnico: Arsenè Wenger 8

Real Madrid
Casillas 6, Salgado 6 (Miguel Torres 5), Pepe 5, Cannavaro 5,5 e Heinze 6; Diarra 5 (Drenthe 6) e Gago 5,5; Júlio Baptista 6 (soldado s/n), Guti 5 e Robinho 5; Raúl 6. Técnico: Bernd Schuster 5
Roma
Doni 6,5, Cicinho 7 (Panucci s/n), Mexes 7, Juan 7 e Tonetto 6; De Rossi 8 e Aquilani 7; Taddei 7,5, Perrotta 6 (Pizarro s/n) e Mancini 6 (Vucinic 8); Totti 6,5. Técnico: Luciano Spalletti 8

Autor: Tags: ,

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2008 inter, roma, Sem categoria | 12:27

só as notas

Compartilhe: Twitter

A avaliação da Gazzetta dello Sport para os jogadores de Inter 1 x 1 Roma.

Inter
Júlio César 7, Maicon 6, Burdisso 5,5, Chivu 6,5 e Maxwell 6,5; Zanetti 7,5, Figo 6 (Pelé 6), Vieira 6,5 e Cambiasso 5,5 (Balotelli 5,5); Stankovic 5 (Suazo 5,5) e Crespo 6,5. Técnico: Roberto Mancini 5,5

Roma
Doni 6,5, Cassetti 6, Ferrari 5,5, Mexes 5 e Tonetto 6,5; De Rossi 6,5, Pizarro 6 (Aquilani 6,5), Taddei 6 (Juan s/n), Perrotta 6 e Vucinic 6,5 (Giuly 5,5); Totti 7,5. Técnico: Luciano Spalletti 6

De acordo?

Autor: Tags:

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2008 liga dos campeões, roma, Sem categoria | 11:31

as não notas de roma x real

Compartilhe: Twitter

Ao contrário da Inter, a Roma tem tudo para estar otimista com seu futuro na Liga. Não só porque, contra os espanhóis, o time mostrou um pouco do futebol que não vinha mostrando havia quatro rodadas no Italiano. Não só porque Totti, o coração do time, voltou a mostrar (só parte do) seu futebol, imprescindível para o sucesso romanista.

A Roma tem motivos para estar otimista porque, em Madri, além de o retrospecto recente lhe ser favorável, o time jogará como mais gosta, nos contra-ataques. Aliás, os números do jogo de ontem comprovam que, para a Roma, dominar as ações da partida quer dizer pouco. No Olímpico, a Real teve 61% de posse de bola e chutou mais que os romanos tanto para fora (9×4) como em direção ao gol (4×3).

Resumindo: hoje acho Liverpool e Roma favoritos para passarem de fase. O que não quer dizer muito, se eu lhes confessar que, antes do início da rodada, apostaria minhas fichas em Inter e Real.

Sobre as notas de Roma x Real, peço desculpas: inexplicavelmente, nem o Corriere della Sera nem a Gazzetta dello sport publicaram, em suas “edições brasileiras”, as avaliações. Preferiram colocar duas vezes as notas de Liverpool x Inter. Vai entender…

Autor: Tags:

liga dos campeões, Sem categoria | 11:07

as notas de liverpool x inter

Compartilhe: Twitter

A Inter vinha sendo beneficiada pela arbitragem no Italiano. Não foi contra o Liverpool, porque, sinceramente, achei a expulsão do Materazzi ainda no primeiro tempo exagerada. A Inter vinha dando uma sorte danada no Italiano. Não deu contra o Liverpool: basta ver como saíram os gols do 2 x 0, já no fim do jogo, depois de a equipe ter segurando o resultado por tanto tempo com um a menos.

A Inter, até pelo que estão jogando seus rivais na Itália, praticamente já pode se considerar campeã italiana. Mas, para mim, também já pode computar um aninho a mais de fila na Europa. Porque nesse sistema onde os gols fora valem mais, perder por 2 x 0 na casa de um adversário como o bom Liverpool é praticamente irreversível. Ainda que a Inter tenha mais time.

As notas da Gazzetta dello Sport para as duas equipes:

LIVERPOOL
Reina s/n, Finnan 7, Carragher 6, Hyypia 6,5 e Fábio Aurélio 6; Lucas 6 (Crouch 5,5) e Mascherano 6,5; Kuyt 6,5, Gerrard 7 e Babel 5 (Pennant 6); Torres 5. Técnico: Rafa Benitez 6,5

INTER
Júlio César 7, Maicon 5,5, Cordoba 6,5 (Burdisso s/n), Materazzi 5 e Chivu 6; Zanetti 6,5, Stankovic 5, Cambiasso 6, Maxwell 6,5; Cruz 6 (Vieira 4) e Ibrahimovic 4,5. Técnico: Roberto Mancini 6

Daqui a pouco, as de Roma x Real.

Autor: Tags:

sexta-feira, 28 de dezembro de 2007 campeonato italiano, imprensa, Sem categoria | 12:00

OS 11 DO ITALIANO ATÉ AQUI

Compartilhe: Twitter

A Gazzetta dello Sport publicou na edição desta sexta-feira o time ideal do Campeonato depois de 17 rodadas. A seleção é baseada nas médias das notas dos jogadores, por posição.

Até aqui, só um brasileiro integra a lista. Não, nada de Kaká. O lateral-direito Maicon, da Inter, é o único representante tupiniquim na relação, que também tem o goleiro Frey, da Fiorentina (e agora desejado pelo Milan), no lugar de Buffon.

O time, e as médias de cada jogador:

Frey (Fiorentina) – 6,63

Maicon (Inter) – 6,15
Mexes (Roma) – 6,24
Cordoba (Inter) – 6,15
Zanetti (Inter) – 6,37

Figo (Inter) – 6,46
Cambiasso (Inter) – 6,43
Doni (Atalanta) – 6,44
Nedved (Juventus) – 6,33

Ibrahimovic (Inter) – 6,71
Totti (Roma) – 6,54

Os melhores:
Ibra é o “Bola de Ouro”, melhor jogador do campeonato. Mas vale ressaltar que o atacante Di Natale, da Udinese, é o terceiro melhor da competição, com média 6,52. Ele só não entra no time porque há apenas duas vagas de atacantes na equipe da Gazzetta.

Outros que ficaram entre os top 10, mas que não conseguiram uma vaguinha como “titulares” da seleção, são: Mutu (Fioretina), 6º, média 6,44; Fontana (Palermo), 9º, média 6,42; Buffon (Juventus), 10º, média 6,38.

Você concorda com a seleção da Gazzetta? Faltou algum outro nome entre os selecionados?

Autor: Tags: , , ,

quinta-feira, 6 de dezembro de 2007 inter, roma | 10:23

Reforços caseiros

Compartilhe: Twitter

Inter e Roma seguem sobrando no Italiano. Nesta quarta, ambas venceram nos jogos adiados que tinham a disputar e abriram vantagem no torneio. Os milaneses abriram três pontos sobre os romanos, que por sua vez estão cinco à frente da Juventus, terceira colocada.

E, como se já não bastasse a folga que têm na tabela, líder e vice-líder ganharam, nas últimas semanas, reforços importantes para a disputa do scudetto.

Não falo de contratações. Mas as notas da Gazzetta dello Sport comprovam que, apesar de há pouco tempo estarem quase ‘esquecidos’ em seus times, o argentino Jimenez e o brasileiro Taddei (autor dos dois gols contra o Cagliari!) foram, de novo, os destaques de Inter e Roma na rodada desta quarta.

As notas da Inter que bateu a Lazio por 3 x 0 em Milão:
Júlio César 6,5, Maicon 6,5, Burdisso 6, Samuel 6,5 e Maxwell 6,5; Pelé 6,5 (Materazzi s/n), Cambiasso 7, Zanetti 6,5, Jimenez 7,5 (Solari s/n), Ibrahimovic 7, Suazo 6,5 (Crespo 6).

As notas da Roma de fez 2 x 0 no Cagliari, na capital:
Doni 6,5, Panucci 6, Mexes 6, Juan 5,5 e Tonetto 6; De Rossi 7, Pizarro 7, Taddei 8 (Cicinho s/n), Totti 6,5 (Giuly 5,5), Mancini 6,5,; Vucinic 5,5 (Brighi s/n).

Autor: Tags:

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. Última