Publicidade

Posts com a Tag quagliarella

quinta-feira, 25 de dezembro de 2008 azzurra, campeonato italiano, copa da uefa, copa do mundo, inter, jogadores, juventus, milan, roma, técnicos | 12:40

20 perguntas para responder em 2009

Compartilhe: Twitter

É isso, 2008 praticamente já se foi. E como para o futebol europeu o ano começa em julho e acaba em junho, nem dá pra gente fazer muitos balanços. Porque, se o final da temporada passada não foi legal para o calcio — italianos fora da final da Liga, violência, prisões etc —, o começo da temporada 2008-09 foi bem promissor — vários candidatos ao título, Ronaldinho, Mourinho, Beckham etc.

Melhor, agora, é olhar para frente. Porque não faltam boas perguntas a serem respondidas sobre o futebol italiano neste ano que está prestes a começar. Vou colocar aqui 20 delas (quem tiver mais que mande) e, como não sou de ficar em cima do muro, vou dar meus palpites pra cada uma. Quem encarar que faça o mesmo. 

1) Amauri jogará mesmo pela seleção italiana ou Dunga, na hora H, não vai permitir, convocando-o para  a seleção brasileira para enfrentar justamente a Itália, no dia 11 de fevereiro?
Pelo jeito, Dunga tremeu com a possibilidade de enfrentar Amauri e levar cacetadas e mais cacetadas se o atacante viesse a marcar pela Azzurra contra o Brasil. Agora, parece, a convocação será para a seleção Brasileira (aliás, Dunga, precisava o Júlio César te avisar sobre as qualidades do Amauri?!). Resta saber o quanto ele jogará. Tenho dúvidas sobre o que seria melhor para o atacante…
 
2) Adriano terá a enésima chance de voltar à Inter? Ou será que Mourinho e, principalmente, Moratti terão enfim chegado ao limite?
Meu bom senso não me permite acreditar que a Inter dará outra chance a ele. Aposto numa saída já em janeiro…

3) A Inter, hoje líder com seis pontos de vantagem no Italiano, continuará sobrando rumo ao tetracampeonato?
Sobrando, não. Essa diferença, acho, ainda será reduzida em algum momento – e acredito mais no Milan do que na Juve como segunda força. No final das contas, porém, o título irá mesmo para a Inter, sabe-se lá com qual vantagem.

4) E a postura de Mourinho? O português irá enfim parar de brigar com a imprensa italiana? Dependerá dos resultados para isso?
Mourinho incorporou um personagem e não parece disposto a mudar. Se perder, mal-humorado, terá mais motivos para criticar tudo e todos no futebol italiano. Se ganhar, seu moral vai para as nuvens. E aí, com o ego (ainda mais) inflado, alguém acha mesmo que ele vai parar?

5) Ibrahimovic, Kaká ou Del Piero: qual deles será escolhido o melhor jogador do Italiano?
A história diz que o melhor do campeonato pertencerá sempre ao campeão, e até por isso coloquei apenas os três como candidatos. Seguindo a mesma lógica, portanto, fico com Ibra. De novo.

6) Os garotos da Juventus, Marchisio, De Ceglie e Giovinco, seguirão em alta até o fim do campeonato?
Nessa “alta” atual sim: os três já mostraram que sabem jogar, embora nenhum deles tenha tido a regularidade necessária para ser mantido como titular indiscutível. O problema é que se a Juve seguir na Liga dos Campeões essa regularidade pode ser imprescindível.

7) Beckham será só um (eficiente) garoto-propaganda no Milan ou terá importância em campo? E, se tiver, tem chances de ficar?
Beckham será útil nesses poucos jogos que fará pelo dilacerado meio-campo milanista. Mas não o suficiente para que o Milan cogite uma loucura (financeiramente falando) a ponto de tirá-lo do Galaxy já. Sua passagem, no fim das contas, terá sido útil tanto do ponto de vista do marketing (mais) como do ponto de vista esportivo (menos). 

8) Como o Milan irá (se é que irá) resolver seus problemas defensivos sem Thiago Silva?
Sem a perspectiva da escalação do brasileiro e nem da volta de Nesta, a solução definitiva fica para 2009-10. O que não quer dizer que o Milan, com o meio-campo e ataque que tem, não possa dar trabalho no Italiano e, ainda mais fácil, conquistar a Uefa.

9) Como será o balanço final da primeira temporada de Pato e Ronaldinho no Milan?
Nem decepcionante, nem excpecional. Para ambos, algo entre uma nota 6,5 e 7. E ambos podem estourar em 2009-10.

10) A disputa entre Milan e Juventus para ver quem conta com mais ‘elenco’ no departamento médico continuará acirrada?
Não faço a menor idéia. Mas, sem Nesta e Gattuso, o Milan deve sentir mais as ausências. Até porque a Juve, entre os seus lesionados, tem o Zebina (maldade…).

11) E por falar em lesões, a de Totti durará quanto tempo? Era um mês, já virou dois. Quem dá mais?
Dois meses sem Totti já podem bastar para tirar a Roma da Liga dos Campeões. O fato, triste, é que Totti, o melhor jogador de futebol italiano hoje, não consegue mais passar dois meses seguidos jogando futebol.

12) Para compensar a tristeza romanista, Menez vai mesmo deslanchar, como ameaçou neste fim de ano? E Brighi continuará jogando tudo o que ninguém achou que jogasse?
Menez já mostrou ser bem mais que aquele jogador bizarro do começo de temporada. E a “ex-surpresa” Brighi, acho, até veio para ficar, dentro das suas limitações. Mas nada disso basta para compensar a possível ausência de Totti. Sem ele, a Roma não vai.

13) Napoli, Lazio e Genoa vão mesmo dar trabalho na briga por uma das quatro vagas na Liga?
Não. Se a Roma ficar mesmo fora dessa disputa, a Fiorentina já pode comemorar: a quarta vaga na Liga é sua. E, pra ousar ainda mais: o Napoli vai para a Uefa.

14) Quem será o artilheiro do Italiano: Ibrahimovic, Amauri ou nda?
Ibra.

15) Quem vai cair?
Sem surpresas: Chievo, Reggina e Lecce. Se um deles não cair, o Siena vai.

16) Cannavaro, Toni, Rossi, Grosso, Oddo, Dossena… Quem será (se é que haverá) o destaque italiano fora da Itália na temporada?
O tempo passa, o tempo voa, as críticas vêm e eu sigo sempre com Luca Toni.

17) Cassano chegará a ser convocado por Marcelo Lippi em 2009 para ter alguma esperança de ir à Copa de 2010?
Não é minha vontade. Mas Cassano está fora da Copa, desde já.

18) A boa dupla Gilardino e Mutu, da Fiorentina, continuará fazendo mais sucesso que a boa dupla Di Natale e Quagliarela, da Udinese?
Em seus clubes, sim. Se não brigarem por vaidade (afinal, quem é a estrela do time?), Gila e Mutu vão longe. Até porque, o que quer a Udinese? Mas é bom lembrar que a dupla Di Natale e Quagliarela, com Amauri descartado e Toni em baixa na Azzuurra, poderá mostrar serviço também na seleção.

19) Quem será o melhor e o pior brasileiro ao fim do Italiano 2008-09?
Os melhores, Kaká e Maicon. O pior, Adriano, mesmo saindo agora.

20) Onde vão parar, se é que vão parar, os italianos na Liga dos Campeões?
A Inter vai pagar a bobeada na primeira fase e cai já nas oitavas, contra o Manchester. A Roma, com Totti, passa do Arsenal. E a Juve, surpresa, elimina o Chelsea! Depois disso, sem saber o que o sorteio reserva, dar qualquer palpite já seria abusar da sorte, né?

E aí? Não quer deixar também as suas previsões?

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

sexta-feira, 31 de outubro de 2008 campeonato italiano, imprensa, jogadores | 11:36

Os 5 do barulho

Compartilhe: Twitter

Completamos dois meses de Campeonato Italiano. Destaques? Nem Ibrahimovic, nem Totti, nem Del Piero, nem Ronaldinho. Tem a ótima recuperação de Gilardino, o bom início de Amauri na Juve e a dupla sempre eficiente formada por Di Natale e Quagliarella na Udinese. Tem também a argentinada dos ‘ascendentes’ jogando muito: Zárate, Dênis, Lavezzi, Milito…

Mas, convenhamos, na Itália, notícia mesmo continuam sendo os figurões. Por isso, o “Data Bola na Bota” resolveu, pouco antes dessa 10ª rodada e baseado no método nada científico do ‘impressionismo’, destacar os personagens que mais têm feito barulho na imprensa esportiva italiana desse começo de temporada. A eles, pela ordem:

1. José Mourinho
Ninguém ganhou mais páginas que ele. Mas Massimo Moratti provavelmente preferia que ele tivesse ganho mais pontos. Com frases polêmicas e diretas, atitudes contundentes, um salário astronômico e um timaço nas mãos, o português é certamente o campeão de audiência. Desperta amor e ódio e, consequência disso, suas vitórias e derrotas repercutem o triplo das vitórias e derrotas dos rivais.

2. Ronaldinho Gaúcho
Ele está muito bem no Milan? Não. Então está mal? Também não. Ronaldinho faz um início de torneio regular, eu diria nota 6,5. Mas, assim como Mourinho, Ronaldinho é uma novidade ‘galáctica’ no futebol italiano. E fazer do brasileiro um “capítulo à parte” nas coberturas dos jogos do Milan virou quase obrigação para jornais, tevês e rádios italianas. Resta saber como a novela vai acabar.

3. Beckham
A capacidade do inglês virar notícia é mesmo notável. O cara nem chegou, tem 33 anos, joga atualmente num campeonato meia-boca, deve ficar não mais do que três meses no Milan e mesmo assim, dia após dia, é destaque na imprensa italiana. Isso é só um registro, não uma crítica. Até porque eu já disse que o inglês até pode ser útil ao Milan. Esportivamente, digo. Porque para divulgação de marca ninguém tem dúvida.

4. Totti
Desfalque, dores e mais dores no joelho, placa no tornozelo, hérnia, busca do melhor preparo físico e até separação da mulher. Ele foi notícia sempre, como é em todos os anos, mas até aqui foram palavras como essas que a gente encontrou na imprensa da Bota quando o capitão da Roma foi assunto nesta temporada. No domingo, contra a Juventus, será assim de novo. Ele não joga. Uma pena pro campeonato.

5. Adriano
A repercussão do seu desempenho dividiu-se em duas fases: uma, até mais ou menos o começo desta semana, quando ouvíamos falar de suas boas atuações, de sua recuperação e da até então boa relação que o brasileiro tinha com Mourinho. Outra, de lá pra cá, sobre baladas, atrasos, indisciplina e suspensão. E, como sempre em sua carreira, foi essa segunda parte que fez mais barulho. Outra pena pro campeonato.

E aí? quem mais poderia entra nessa lista?

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , ,

segunda-feira, 15 de setembro de 2008 campeonato italiano, inter, juventus, milan, roma | 16:39

Repercussão da rodada

Compartilhe: Twitter

Voltei. Tarde e tendo visto só os melhores momentos dos jogos. Então, vou deixar aqui a repercussão italiana sobres os principais jogos da 2º rodada — Amauri entre os melhores, Ronaldinho entre os piores. É mais honesto que comentar. E os comentários ficam por conta de quem conseguiu assistir ao jogos completos, certo? Alguém aí?

PALERMO 3 x 1 ROMA
O melhor em campo: Miccoli, nota 8 segundo a Gazzetta dello sport (e na Roma, de novo, Doni foi ‘o melhor’. Sinal de que há mesmo algo errado na capital)
As decepções: Pizarro e Cicinho — o brasileiro deve inclusive perder a vaga para Cassetti no jogo da Liga dos Campeões, contra o Cluj, nesta terça.
O que repercutiu: O fato de que o jogo, é bom lembrar, marcou a estréia da Davide Ballardini no Palermo. Aquele mesmo técnico que pegou o Cagliari quase rebaixado e o salvou com uma brilhante campanha no segundo turno do último Italiano. É o treinador italiano da hora.

INTER 2 X 1 CATANIA
O melhor em campo:
O estreante Quaresma (Maicon e Materazzi também foram muito elogiados)
A decepção: Figo, de novo. E a boa entrada de Mancini deve fazer com que o veterano português vá para o banco logo logo.
O que repercutiu: As declarações de Mourinho, que disse “O resultado justo seria 5 x 1 para a Inter. Porque, se eu estivesse no gol no lugar do Júlio César, não faria diferença nenhuma”.

GENOA 2 X 0 MILAN
O melhor em campo:
Diego Milito, claro, numa ótima reestréia pelo Genoa. Um gol e assistência para o outro, de Sculli.
As decepções: No Milan, são tantas… Principalmente Ronaldinho e Shevchenko, respectivamente “parado” e “enferrujado” segundo o Corriere della Sera.
O que repercutiu: As declarações de Adriano Galliani e Silvio Berlusconi, garantido a permanência de Ancellotti. E os possíveis motivos da crise milanista: falta de preparação adequada (segundo Ancelotti e alguns comentaristas), contratações equivocadas (segundo torcedores) ou esquema tático ineficiente (“para jogar com três atacantes é preciso que o resto do time corra demais”, disse adversário zagueiro ‘genovês’ Ferrari — que, acreditem, foi bem)

JUVENTUS 1 x 0 UDINESE
Os melhores em campo: Camoranesi e Amauri, que ainda mereceu rasgados elogios do técnico Claudio Ranieri depois do jogo. “Ele se encaixa bem com qualquer outro atacante (leia-se Iqauinta, Trezegute e Del Piero). é o jogador que nos faltava”, afirmou. 
A decepção: Quagliarela. Pra quem foi cogitado para jogar na Juve…
O que repercutiu: A boa atuação de Chiellini, que se recuperou em tempo recorde de uma lesão nos ligamentos do joelho esquerdo. E assim vai se firmando como o melhor zagueiro italiano da atualidade.

NAPOLI 2 x 1 FIORENTINA
O melhor em campo: Na Fiorentina, vale citar, foi Gilardino. Mas em campo foi Ezequiel Lavezzi. Alguém viu a jogada dele no primeiro gol do Napoli? Se não, vou tentar colocar o vídeo aqui em breve (quando minha conexão com o Youtube permitir).
A decepção: O lateral-direito Zauri, recém-contratado pela Fiorentina.
O que repercutiu: As manifestações das ‘torcidas organizadas’ do Napoli, que protestaram contra a punição de não poder mais viajar para jogos fora de Nápoles (por causa das confusões criadas no último fim de semana, em Roma) e deixaram vazias as curvas do estádio San Paolo. Uma punição que quase só afeta aos próprios patetas. Um ótimo protesto.

Só para registro, os outros resultados:
Lazio 2 x 0 Sampdoria (e o argentino Zarate é o novo queridinho da torcida romana), Lecce 2 x 0 Chievo, 
Reggina 1 x 1 Torino, Siena 2 x 0 Cagliari e Bologna 0 x 1 Atalanta.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , ,