Publicidade

Posts com a Tag seleção inglesa

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010 vídeos | 13:15

Capisci, Terry?

Compartilhe: Twitter

O programa Le Iene, uma espécie de CQC italiano, é um dos de maior audiência da TV de lá. E resolveu tirar uma casquinha do caso de traição envolvendo o ex-capitão da seleção inglesa John Terry, o ex-lateral da seleção inglesa  Wayne Bridge e sua ex-namorada Vanessa Perroncel — todos “ex” por causa do episódio, aliás.

O caso, imagino, eu não preciso explicar (se você discorda, clique aqui, entenda e ainda fique sabendo que Terry e Bridge se enfrentam no fim de semana).

Voltando ao programa da TV italiana: a turma resolveu aproveitar a presença de Terry na Itália (onde o zagueiro do Chelsea enfrentou a Inter de Milão nesta semana) para entregar a ele um presentinho. Terry, no começo, não deu muita bola. Mas acabou aceitando o mimo, com um sorrisinho…. Assistam:

Grazie a @lbertozzi pela dica.

Autor: Tags: , , , , , , ,

quarta-feira, 9 de setembro de 2009 azzurra | 12:27

O jogo que vale

Compartilhe: Twitter

Vamos deixar claro: o jogo que vale a classificação da Itália para a Copa de 2010 é o que acontece daqui a pouco (15h50), em Turim, contra a Bulgária. Se vencer, a Azzurra abre quatro pontos de vantagem sobre a vice-líder Irlanda, que tem um jogo a mais e por isso folga na rodada.

Com quatro pontos de folga, os italianos poderiam até perder dos irlandeses, na próxima rodada, fora de casa — o que, com o futebol que o time de Lippi vem apresentando, é bem possível.

Em caso de vitória hoje, bastaria uma nova vitória contra o Chipre, jogando em casa, na última rodada, para a Itália garantir a vaga na Copa da África do Sul. E ganhar do Chipre em casa, mesmo para esse timeco do Lippi, é obrigação.

Sobre o jogo de daqui a pouco, o time deve entrar em campo com quatro mudanças em relação à equipe que bateu a Georgia. Na defesa, Grosso no lugar de Criscito; no meio, Marchisio e De Rossi nas vagas de Marchionni e Palombo; e, no ataque, Gilardino na vaga de Rossi.

Pelas duas mudanças no meio-campo, dá pra dizer sem medo de errar, é um time bem melhor.

PS: Se o trabalho de Lippi vem sendo questionado, o mesmo não se pode fazer em relação a Fabio Capello, técnico da seleção inglesa. Como mostra o blog do PVC, o italiano pode hoje, com o melhor desempenho da história de um técnico do English Team, classificar matematicamente sua equipe ao Mundial.

Autor: Tags: , , , , ,

quinta-feira, 31 de janeiro de 2008 copa do mundo, Sem categoria | 18:00

beckham x capello?

Compartilhe: Twitter


Foto que a Gazzetta escolheu para ilustar o tema abaixo (AP)

Não, não acho que seja o caso. É verdade que Beckham, vamos dizer com todas as letras, puxou o saco de Capello umas quarenta vezes desde que o italiano foi anunciado como técnico do English Team. E, mesmo assim, Capello não o convocou em sua primeira lista.

Mas não acho que isso queira dizer muito. Porque a explicação de Capello é coerente: “Beckham não joga uma partida oficial desde novembro. Liguei para ele e disse que continuaremos de olho nele com grande atenção”.

Não só pelo bom jogador que é, mas também pelo comportamento irrepreensível de Beckham com Capello na época do Real Madrid — mesmo depois de ter sido ‘expulso’ do elenco e chamado de volta para ajudar, ele nunca criticou o técnico e sempre se dedicou ao time — acho que Beckham volta a jogar pela seleção pelo menos para completar suas sonhadas 100 partidas.

Isso, claro, se ele deixar de ouvir aquela mala daquela mulher desafinada e voltar a jogar futebol num lugar decente. Ou, pelo menos, voltar a jogar decentemente.

Autor: Tags: , ,

sábado, 15 de dezembro de 2007 copa do mundo | 16:33

a resposta

Compartilhe: Twitter

A julgar pela repercussão da imprensa inglesa diante da contratação de Capello, minha pergunta do post anterior está respondida: os ingleses, aparentemente, não aceitam menos do que o título mundial de 2010. Só isso.

“Você custou os olhos da cara. Agora dê-nos o Mundial”, escreveu o Daily Mirror (só um exemplo entre tantos), na mesma edição em que publicou o nome do técnico com o símbolo da libra do lugar da letra ele:

O salário de Fabio Capello é de cerca de 6,7 milhões de euros por ano. Mas ainda existem uns bônus na jogada. Se, por exemplo, Capello conseguisse ganhar a Copa do Mundo e a Euro de 2012, embolsaria mais de 42 milhões de euros e se tornaria o técnico mais bem pago de todos os tempos.

Esse ‘risco’, contudo, acho que o Mr. não corre…

Autor: Tags: ,

quarta-feira, 21 de novembro de 2007 copa do mundo, Sem categoria | 20:39

Inglaterra em baixa? Capello quer

Compartilhe: Twitter

Tá certo, a Itália ganhou por 3 a 1 das Ilhas Faroes (gols de Benjaminsen contra, Toni e Chiellini) e garantiu o primeiro lugar do grupo B nas Eliminatórias da Euro. À frente da França. Mas isso, pela fragilidade do adversário, não merece mais que três linhas aqui.

Mereceria muitas linhas a inacreditável derrota da Inglaterra, por 3 x 2 para a Croácia, em pleno estádio de Wembley. E os ingleses só precisavam de um empate para ir à fase final da Euro…

Certo, certo… mas este, um blog de futebol italiano, não é o fórum adequado para o tema, você pode estar pensando. E estaria pensando com razão, não fosse a resposta que o respeitadíssimo técnico Fábio Capello deu enquanto comentava o jogo da seleção italiana para a RAI.

A certa altura, sabendo da derrota parcial dos ingleses, o narrador resolveu perguntar se Capello não gostaria de encarar o desafio de comandar o ‘looser’ time inglês. A resposta? Ao contrário do habitual, sem meias palavras.

“Eu técnico da Inglaterra? Seria um grande desafio! Uma bela prova para superar, e eu teria a idade certa para isso”.

Fora que, a gente há de convir, não dá pra pegar uma boa seleção mais em baixa que essa, né, Capello?

Autor: Tags: ,