Publicidade

Posts com a Tag thiago motta

sexta-feira, 21 de agosto de 2009 azzurra, campeonato italiano | 09:53

Vai começar!

Compartilhe: Twitter


Juve está de olho para tentar impedir o pentacampeonato da Inter

Enfim, vai começar o Italiano 2009-10. O campeonato no qual, quase todo mundo aposta, Inter e Juventus disputarão o título.

E se a falta de tempo ainda não nos não permitiu fazer algo mais elaborado para o começo do campeonato, nada melhor que indicar alguns guias feitos por quem entende do assunto.

É o caso O GUIA DA SÉRIE A do site Trivela.com, de autoria do Leonardo Bertozzi. O especial está dividido em quatro partes, com cinco times cada uma, que você acessa através dos links abaixo.

> Atalanta, Bari, Bologna, Cagliari e Catania

> Chievo, Fiorentina, Genoa, Inter e Juventus

> Lazio, Livorno, Milan, Napoli e Palermo

> Parma, Roma, Sampdoria, Siena e Udinese

E para quem se interessa pela Série B, a Trivela também publica um guia do torneio, este elaborado pelo Braitner Moreira, do ótimo blog-irmão Quatrotratti. Aliás, o Quatrotratti também tem, para quem quiser se arriscar a uma overdose de Italiano, um guia bacana da Série A.

Tá bom, né? É mais que suficiente para todo mundo “se preparar” devidamente para a Série A.

Para acompanhá-la, também não faltarão opções, já que ESPN, Sportv, Band, Gazeta, Esporte Interativo e RAI transmitirão os jogos para o Brasil — e aí eu aproveito para informar que neste fim de semana farei os comentários, na ESPN, de Bologna x Fiorentina, no sábado (12h55, ao vivo), e Genoa x Roma, no domingo (17h45, VT). 

Thiago Motta / Azzurra
Sobre o post anterior, o Carlos Eduardo tem razão no comentário. Thiago Motta já jogou pela seleção brasileira principal (embora, aparentemente, ele não considere assim). Então, para “atualizar” o post anterior, reproduzo abaixo o último parágrafo da minha coluna desta sexta-feira no Jornal Placar:

“Seu tiro, porém, pode sair pela culatra por causa da participação na Copa Ouro de 2003, competição em que o Brasil optou por jogar com a equipe sub-23. Thiago Motta, por ter jogado o torneio, deve ser proibido de atuar pela Itália. E, como conhecemos Dunga, suas declarações devem ter lhe fechado as portas na única seleção pela qual ele poderia jogar.”

PS: Sei que está difícil acessar este e os demais blogs do iG ultimamente. Infelizmente, tudo que posso fazer a respeito é pedir desculpas e, como o (gostaria de poder dizer saudoso) ex-presidente , pedir: “Não me deixem só”.

Autor: Tags: , , ,

quarta-feira, 19 de agosto de 2009 azzurra, imprensa, inter | 15:51

Thiago Motta, um italiano

Compartilhe: Twitter


]

“Meio-campista completo, pura classe, personalidade indiscutível e uma extraordinária temporada passada jogando pelo Genoa”. 

Parece um pouco de exagero, mas se depender da descrição na abertura da entrevista publicada ontem pela Gazzetta dello Sport, o brasileiro Thiago Motta, um dos reforços da Inter de Milão para a próxima temporada, tem todos os motivos para acreditar numa futura convocação para a seleção italiana — que ele disse preferir em relação à seleção brasileira, como foi discretamente divulgado ontem, aqui no Brasil.

Digo “discretamente” porque a nota da agência Efe que serviu de base para as notícias dos portais, ontem, e jornais brasileiros, nesta quarta-feira, deixou de lado partes interessantes da entrevista.

Como a paixão que Thiago Motta diz ter pelo Palmeiras (alguém sabia? informam-me que ele já havia dito), a necessidade de mostrar que ele tem mesmo “sangue italiano” (na linha César Cielo) e a gafe que a Gazzetta cometeu (mas não omitiu) ao confundir o Juventus com o Juventude.  Por isso, reproduzo abaixo alguns trechos da entrevista:

Avô paterno de Polesella (província de Rovigo), domingos de macarronada em casa, grande paixão pelo Palmeiras (time fundado por italianos em 1914) e Roberto Baggio como ídolo…
Sim. Ainda que breve, esta foi a Itália da minha infância, vivida em São Paulo.

Você está fazendo campanha pela sua convocação?
Tenho sangue italiano, me sinto italiano e peço somente para ser considerado na corrida por uma vaga na Azzurra: o passaporte eu sempre tive, antes mesmo de vir morar na Europa, e portanto não se pode usar certos argumentos contra minha convocação. Quero ganhar essa vaga naturalmente, no campo. Não estou pedindo presentes a ninguém.

Mas se amanhã Marcelo Lippi e Dunga oferecessem uma vaga nas suas respectivas seleções, qual você escolheria?
Hoje eu escolheria a Itália. O Brasil sempre me teve à disposição, joguei em várias seleções de base, da sub-17 à sub-23, mas nunca pensaram em mim para fazer parte da seleção principal.

Você sonhava jogar no Palmeiras?
Sim, joguei lá por apenas um mês, mas depois tive que mudar de clube porque para chegar aos treinos pegar dois ônibus e um metrô não eram suficientes.

Por isso passou para o Juventude?
Não. Para o Juventus. Como a Juventus italiana, mas com as cores do Torino.

Está claro que Thiago Motta aprendeu com o recente episódio do atacante Amauri, que, embora não tenha sido descartado pelo técnico Marcelo Lippi, hoje sofre rejeição no grupo da seleção italiana por ter “esperado o Brasil” antes de se dizer disposto a jogar pela Azzurra.

Nesse sentido, agindo espertamente ou não (afinal, suas chances na seleção brasileira são pequenas), Thiago Motta sai à frente de Amauri, porque nenhum italiano poderá contestar sua “italianidade”.  Motta também sai à frente por já ter um passaporte disponível e contar, hoje, com a generosidade da imprensa italiana com seu futebol.

Dessa forma, seu principal entrave para jogar a próxima Copa do Mundo com a camisa azul é provavelmente a grande quantidade de bons meio-campistas que a Itália tem. Nada que um grande campeonato pela Inter não possa superar…

Autor: Tags: , , ,

terça-feira, 18 de agosto de 2009 campeonato italiano, liga dos campeões | 18:37

Post sortido

Compartilhe: Twitter

Começou!
A Fiorentina não jogou grande coisa. Contou com certa conivência de Sua Senhoria, que podia ter expulsado seus dois zagueiros. Mas no fim das contas, o 2 x 2 contra o Sporting (clique para ler o relato), em Portugal, foi um baita resultado: bastará um 0 x 0 ou um 1 x 1 em casa contra a mediana equipe portuguesa para que os italianos comecem a fase de grupo da Liga dos Campeões com 4 times — o que, na atual fase do calcio, seria um desastre se não acontecesse.

Mais importante, não pra mim, nem para você, mas para os dirigentes da Viola certamente, é que a Fiorentina garante algo em torno de 20 milhões de euros (pelo menos) se confirmar essa iminente classificação à fase principal da Champions.

E, por falar em Champions, como é bom voltar a ouvir aquela musiquinha…

PS: Como este blog é democrático, a gente linka aqui a opinião do blog irmão português, que tá confiante (um pouco demais..) pro confronto de volta.


Ui ui ui, magoei

Mais um daqueles exageros do Mourinho: convenhamos, ele não precisava ficar putinho só porque Marcelo Lippi, técnico da seleção italiana, disse que a Juventus será a campeã italiana. É um palpite, nada mais (e nem absurdo é, se considerarmos que a Inter priorizará a Liga dos Campeões). A resposta do Lippi sobre o caso é tão zen, tão pacífica, que faz o técnico português parecer ridículo com o episódio. Leia aqui.

Milan x Juventus
Se a capa da Gazzetta dello Sport de hoje destaca o ‘show’ (certo exagero) de Pato e Diego ontem, no trofeú Luigi Berlusconi, nas páginas internas mereceu destaque , também, a dupla Thiago Silva e Nesta (“que entrosamento”, delicia-se o jornal). O brasileiro recebeu nota 7, apesar de ter desviado o chute que acabou no gol de Diego; e Nesta ficou com 6,5. Se ambos realmente derem certo juntos, podem ser o grande diferencial do Milan em relação ao time do ano passado.
 
Sneijder na Inter?
Então pronto, o Real baixou para a bagatela de 15 milhões de euros o preço do holandês Sneijder e acho que agora já não são pequenas as chances de o negócio com a Internazionale vingar. Pela forma como joga e pela qualidade que tem o holandês, seria um belo reforço para a Inter. Por outro lado, nesse início de temporada, o time deve sentir (e como) a ausência de Cambiasso, que passou por uma artroscopia e só volta em outubro.

Esqueci…
Não é nada demais, só uma curiosidade que, na entresafra do futebol, eu tinha guardado para colocar no ar, mas depois acabei esquecendo. Só queria perguntar: que cazzo de reprodução do Totti é essa no museu de cera de Roma?! Pelamordedeus. Nem a máscara do Jason são-paulino dá tanto medo. Ó:


Cenas do próximo capítulo

Faltou comentar o caso Thiago Motta, que (só) quer a seleção italiana. Mas esse fica pra amanhã. Ou pra coluna do jornal Placar, na sexta.

Autor: Tags: , , , , , ,

segunda-feira, 10 de agosto de 2009 inter | 16:54

As supercopas

Compartilhe: Twitter

Com um poquinho de atraso, porque o fim de semana foi de descanso absoluto, vamos às Supercopas de Itália e Inglaterra (que, afinal, também teve sua pitada italiana). Enfim, o futebol voltou!

 
Certo, a Lazio venceu a Inter por 2 x 1 na final da Supercopa, no sábado. Se olharmos para frente, porém, a Lazio pode até comemorar, mas não tem muitos motivos para se empolgar. Assim como a Inter pode até lamentar, mas parece ter motivos para comemorar.

A começar pela boa partida dos “estreantes” (digo em jogos que contam) Lúcio, Eto’o e Milito. Os três foram muito bem e só não saíram do gramado campeões porque, realmente, o destino conspirou contra. “Com essa sorte, a Lazio é candidata ao scudetto”, afirmou, irônico e com alguma razão, José Mourinho após o jogo.

Já Thiago Motta não foi bem. Ficou evidente que não está acostumado a jogar mais aberto, em linha com outros dois meio-campistas. Só que isso pode ser resolvido em breve se a Inter conseguir mesmo contratar um meia para jogar ao lado de Stankovic — nesse caso, Motta e Cambiasso jogariam como uma “clássica dupla de volantes”, se ém que isso existe.

Diante do que parece ser uma ótima dupla de ataque, formada por Milito e Eto’o, as opções de Balotelli e do recém-contratado Arnautovic têm tudo para ser isso mesmo: opções. Com a chegada de um bom meia, a Inter pode passar a jogar num tradicionalíssimo 4-4-2, daqueles sem muitas invenções e nem numerinnhos no meio.

Lembram dele? Se o tal meia não vier, a opção de Eto’o aberto de uma lado, Balotelli ou Arnautovic do outro e Milito centralizado continua sendo a melhor opção. 

Pode ser precipitado (e é) falar isso de um time que conquistou os últimos quatro campeonatos italianos e que perdeu sua principal estrela dos últimos anos. Mas minha impressão é que esta Inter pode ser ainda melhor que as anteriores.

Enquanto isso, em Londres
E o fim de semana, pelo menos em termos de resultados, não foi mesmo de José Mourinho. Eu pagaria para ver o técnico português assistindo (e estou, certo, torcendo contra) o ‘seu’ Chelsea na final da Supercopa da Inglaterra contra o Manchester.

Desde que chegou à Itália, Mourinho deixou claro (à sua maneira) o respeito que tem pelo trabalho de Carlo Ancelotti. Quando o italiano desembarcou na Inglaterra, o português quis deixar claro que, mesmo que Carleto venha a ganhar um título relevante com o Chelsea, o fará depois de um tempo muito menor de jejum — disse que seu feito, portanto, seria menos relevante do que o do próprio Mourinho.

Rixa besta, provocação sem sentido.

Ancelotti levantou sua primeira (e pouco relevante, é verdade) taça na Inglaterra com o Chelsea. Mas venceu o Manchester depois de um grande confronto, no domingo. Já se livrou, pelo menos, de ser estigmatizado, a exemplo do que ocorreu com Felipão, como um técnico que não ganha clássicos.

Depois das finais das duas Supercopas, Mourinho teve uma boa e uma má notícia em relação ao resto da temporada. A boa é que a Inter promete. A má é que o Chelsea de seu ‘rival’ Ancelotti também.

Autor: Tags: , , , , , , ,

sexta-feira, 3 de julho de 2009 inter, juventus, milan, roma | 18:57

Giro d’Italia

Compartilhe: Twitter

Como não tem rodada no fim de semana, como raramente tem notícia relevante, como as movimentações do futebol italiano estão quase tão paradas fora como dentro de campo, vou dar uma passada geral pelos principais clubes do país. Comentando o que por lá se comenta. E também um pouco do que senti após a passagem pela Bota no mês passado.

INTER
Que trata-se, hoje, do melhor time da Itália ninguém duvida. Sobre o fato de terem sido boas as contratações de Milito e Thiago Motta, idem. Só fiquei surpreso, lá na Itália, com o peso que tem sido dado às possíveis contratações de Ricardo Carvalho e Deco. “Com Carvalho e Deco seria uma Inter Real”, chegou a estampar um jornal, comparando o time italiano com o do gastão Florentino Perez. Não dá. A Inter, aliás, tem esse probleminha há algum tempo: o de acreditar que bons jogadores (coisa que ela tem de monte) valem tanto quanto jogadores extraordinários e decisivos como Kaká, Cristiano Ronaldo e… o seu próprio Ibrahimovic, que, ao que parece, ela só vai conseguir segurar porque Real Madrid e Barcelona fizeram outras opções.

MILAN
O barulheira que se faz em torno da possível contratação de Dzeko, do Wolfsburg, (agora crescem as chances de Luis Fabiano) dá uma boa idéia de como está o mercado italiano na pré-temporada… A perda de Kaká será irreparável, e isso é um consenso, mas há uma clara divisão sobre em quem apostar como “compatriota sucessor” do novo astro do Real: uns apostam que Leonardo colocará suas fichas em Ronaldinho Gaúcho, pela bagagem que tem e qualidade que já mostrou um dia, e outros, como o próprio Kaká, preferem dizer que Pato será o novo ídolo milanista. Eu acho que Thiago Silva é quem pode fazer a diferença em relação à temporada passada, quando a defesa do time foi de doer. E acho também que, se Berlusconi deixar Pirlo ir para o Chelsea, vai merecer mais que nunca essa enorme queda que se prevê no número de carnês vendidos para 2009-10.

JUVENTUS
A contratação de Diego é, até agora, a principal da pré-temporada italiana. E a torcida, apesar da chegada do que eles chamam de “traíra” Fabio Cannavaro, parece animada com a temporada que vem por aí. Principalmente pela contratação do brasileiro, mas também porque o seu presidente, Cobboli Gigli, ainda promete grandes novidades (eu já acho que não serão tão grandes assim, vide patamar atual do mercado da Bota). O time tem vários jovens italianos promissores, deve se livrar do mala-sem-alça-e-criador-de-problemas Trezeguet e, com mais um ou outro bom reforço pode mesmo dar trabalho no Italiano.

ROMA
O adeus do Montella pode com razão entristecer torcedores saudosistas. Mas, para o time, não muda um cazzo. Aliás, só se fala de compra e venda por lá: não de jogadores, do clube. O tal do Fioranelli, um endinheirado (e representante de outros) a quem a família Sensi deve dinheiro, garante que vai comprar o clube. Até isso acontecer (se é que vai), fica difícil especular sobre o que será a próxima Roma. Mais fácil de avaliar é a infelicidade de um tal Nicola Irti, advogado ligado a Fioranelli, que, ontem, falou mais ou mesmo o seguinte: “A Roma tem que se livrar de Totti. Ele é a ruína do clube“. Não vou me meter na questão financeira, nem posso. Mas o tal do Irti parece nunca ter pisado na capital italiana para saber onde está mexendo. Sua frase fez a Roma colocar um comunicado em seu site, defendendo o capitão. E fez Totti pensar em processá-lo. Além disso — e principalmente — deve ter deixado com uma pulga atrás da orelha os muitos torcedores que se perguntam “quais as garantias que esse novo comprador pode dar de que formará um bom time?”. Por que, ao falar o que falou, Irti dá a pinta de nunca ter assistido a um joguinho da Roma…

Por questões de tempo, vou ficar na dívida em relação à Fiorentina, Lazio, Napoli e Sampdoria, para os quais eu também tinha algumas linhas a dedicar. Mas aos poucos, post a post, a gente vai colocando por aqui.

Autor: Tags: , , , , , , , , ,

quarta-feira, 6 de maio de 2009 jogadores | 13:14

Os melhores brasileiros do Italiano

Compartilhe: Twitter

Vamos à coluninha de ontem no Jornal Placar, na qual escolhi os 10 melhores brasileiros deste Campeonato Italiano que está prestes a acabar. Fiquem à vontade para cornetar: mudar a ordem, acrescentar nomes, excluir outros… depois, se for o caso, podemos discutir mais por aqui.

Autor: Tags: , , , , , , , , ,

domingo, 11 de janeiro de 2009 campeonato italiano | 19:16

Só falta o mais importante

Compartilhe: Twitter

Como já era esperado, o jogo da rodada foi Roma 2 x 2 Milan, com dopietas de Pato e Vucinic. Mas disso eu falo depois, até porque tenho que falar mais. Por enquanto, vamos com os pitacos breves sobre os outros nove jogos da 18ª rodada do Italiano:

Genoa 3 x 0 Torino
Thiago Motta marcou um do gols do Genoa e deixou o jogo por causa de uma pancada na cabeça. Mas não foi nada sério, e o brasileiro poderá seguir sua ótima recuperação no futebol italiano. Já o Torino, com esse recomeço, vai parar onde? Algum palpite? 

Inter 1 x 1 Cagliari
Não é novidade que Ibrahimovic salve a Inter, marcando o único gol da equipe. A novidade é que, em 2008, esse gol seria o do 1 x 0. Ou então o sueco faria dois. Será indício de que a sorte mudou de lado? Não importa muito, na verdade, porque essa Inter não depende tanto da sorte.

Bologna 1 x 1 Chievo
O resultado, contra o lanterna, foi bem ruim para o Bologna. Mas o golzinho de pênalti do Di Vaio, seu 13º, o levou à liderança da artilharia do torneio.

Fiorentina 1 x 2 Lecce
Começar 2009 assim… a Fiorentina só pode estar de brincadeira. Felipe Melo fez o inútil gol viola. E o Lecce, quem diria, começou o ano deixando a zona de rebaixamento.

Juventus 1 x 0 Siena
Del Piero (foto AP), de falta, decidiu. Taí um time onde as coisas não mudam, a não ser por motivos extra-campo. E agora a Inter está a apenas quatro pontinhos…

Napoli 1 x 0 Catania
In genaio, decide Maggio. E o Napoli, hoje, estaria na Champions.

Palermo 3 x 2 Atalanta
Graças à vitória, com gols de Cavani (ele ainda vai para um time grande), Bresciano e Miccoli (ele ainda volta para um time grande?), o Palermo passou a própria Atalanta: 8º contra 10º.

Reggina 2 x 3 Lazio
Pandev decidiu o jogo com uma tripleta. A primeira da sua história.

Udinese 1 x 1 Sampdoria
No jogo de dois times com qualidade, mas que patinam, patinam e não saem do lugar, nenhum resultado poderia ser mais apropriado. O 0 a 0 talvez…

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

terça-feira, 2 de dezembro de 2008 campeonato italiano | 16:47

Nossos marginais

Compartilhe: Twitter

Como de costume, a coluna desta terça-feira no jornal Placar:

Autor: Tags: , , , , , ,