Publicidade

Posts com a Tag thiago silva

segunda-feira, 17 de agosto de 2009 campeonato italiano, milan, Sem categoria | 19:11

O Milan é bom. Só não é favorito

Compartilhe: Twitter


Pato vibra após gol contra a Juve: ele jogar um pouco mais do que no ano passado é uma das muitas condições pra esse Milan (que não é ruim como dizem) dar liga

Eu estava para escrever há algum tempo. Para não parecer oportunista, não queria fazê-lo justamente depois de o Milan ganhar, enfim, alguma coisa. Ainda que esta “coisa” seja o troféu Luigi Berlusconi, e nos pênaltis (clique aqui para ver como foi o triunfo sobre a Juve). Bom… mesmo parecendo oportunista, direi: há um baita exagero sobre o que se fala em relação às deficiências desse time.

É óbvio que hoje a Inter é o melhor time da Itália. Também é evidente que, ao lado da Juventus, a equipe nerazzura foi a que melhor contratou. E que isso faz de Inter e Juve, sem dúvida e para mim nesta ordem, os favoritos à conquista do Campeonato Italiano 2009-2010.

Mas daí a dizer que esse time do Milan é “muito fraco”, como tanta gente tem dito, vai um longo caminho.

Até é possível entender como e por que nasceram críticas tão contundentes. Recapitulemos:

Primeiro o Milan vende Kaká, seu melhor jogador, e por isso começa a temporada cercado de compreensíveis protestos da torcida. Ao contrário da Inter, que “trocou” Ibrahimovic por Eto’o,  o time demora para trazer um reforço  de peso e, quando o faz, anuncia Huntelaar — que, convenhamos, não empolga. Em meio a esse clima, e talvez esteja aí o motivo das críticas terem crescido tanto nas últimas semanas, o Milan coleciona uma sequência de 10 amistosos sem vitória (incluo na lista o jogo de hoje).

É evidente que as chances de o Milan vencer o próximo Italiano são menores das de Inter e Juventus. É evidente que a perda de Kaká, chegasse quem chegasse, seria muito sentida. Só não é evidente, para mim, que essa batelada de amistosos signifique alguma coisa (são tantos os exemplos de pré-temporadas passadas…). Assim como não é evidente que esse time do Milan é “muito fraco”, como já ouvi tanto, especialmente na imprensa brasileira.

Vale uma olhada na provável escalação titular da equipe de Leonardo:

Abbiati (Dida), Zambrotta, Thiago Silva, Nesta e Jankulovski; Gattuso, Pirlo e Flamini (Ambrosini); Pato, Huntelaar e Ronaldinho.

O amigo há de concordar, não é um time tão ruim assim (os goleiros, vá lá…). Pode-se criticar a idade dos laterais, mas, em termos de qualidade, é uma dupla superior, por exemplo, à da Juventus (Zebina e Molinaro). Na zaga, a dupla Thiago Silva e Nesta não deve nada a nenhuma outra da Itália (Mexes e Juan, talvez?). O meio-campo, que além dos três escalados (dois campeões do mundo) ainda conta com opções como Seedorf, Ambrosini e o promissor Abate, também não parece “muito ruim”. E no ataque, se o desempenho do trio ainda é uma incógnita (ao contrário do de Inzaghi, o grosso que sempre satisfaz), não há tantas dúvidas sobre sua qualidade técnica.

Esse Milan precisa dar liga. Precisa que o bom Thiago Silva dê certo e que Nesta esteja realmente recuperado de suas infinitas lesões (deu esperanças de estar). Precisa que seus veteranos, que ainda não são poucos, tenham condições de jogar toda uma temporada. Precisa que Pato faça só um pouco mais do que mostrou ser capaz de fazer na temporada passada. E que Ronaldinho jogue mais ou menos a metade do que já mostrou saber jogar.

Precisa de muita coisa, é verdade. Mas não é um time, pela qualidade dos jogadores que tem, que pode ser descartado de antemão, pelo menos no futebol italiano (e na Europa a vida é dura para todos os italianos).

O Milan só não é favorito. O que, por se tratar do Milan e do seu histórico — o clube mais vencedor dos últimos 20 anos no planeta —, acaba fazendo todo esse barulho. E virando, para alguns, um time “muito ruim”.

 PS: A vibração do Adriano Galliani e a expressão do Leonardo depois de Thiago Silva converter o pênalti decisivo contra a Juve mostraram que, para o Milan, o torneio de hoje era menos “amistoso” que para a Juve.

PS2: O Italiano está mesmo em baixa. Na enquete que está na home do iG Esporte, 45% dos internautas preferem o Espanhol; 35%, o Inglês; e apenas 18% optam pelo Italiano como “o preferido”. Dá pra entender…

Autor: Tags: , , , , , ,

sexta-feira, 31 de julho de 2009 inter, juventus, milan, roma, Sem categoria | 19:41

Os amistosos (ou quase)

Compartilhe: Twitter

AP

Ô, o lixo da Sky voltou! E eu consegui ver Juventus 2 x 1 Real Madrid, pela Copa da Paz.

Antes, rapidamente, quero dar uma passadinha no que a Gazzetta dello Sport destacou nessa sexta:

* Destacou, do amistoso Inter 1 x 0 Monaco, que a dupla Milito + Eto’o promete. Ambos jogaram um só tempo juntos, gol do argentino. “Você vão ver, será um belo entrosamento com o Principe”, disse o Eto’o. Pode até ser, mas, pelo que a gente conhece do camaronês, é bom o Milito não começar a brilhar muito mais…

* Destacou, depois de Milan 1 x 1 Boca Juniors (derrota italiana nos pênaltis), as ótimas antecipações do Thiago Silva, melhor do time de acordo com o jornal. Disse que Ronaldinho até foi bem, nota 6,5. E que Pato foi só desilusão, errando tudo, inclusive o pênalti decisivo.

* Destacou, com a manchete “c’è sempre Totti. E la Roma rimonta”, a virada da Roma por 3 x 1, sobre o Gent, pela Liga Europa (enfim, um campeonato!). O capitão foi o melhor do time, nota 7,5. Será um indício do trabalho de pré-temporada que, enfim, Totti conseguiu fazer como o resto do elenco? A conferir.

Sobre o amistoso entre Juventus e Real devo dizer, antes de tudo, que não aguento mais esses amistosos e não vejo a hora dos campeonatos de verdade começarem. Que é engraçado ver justamente o Cannavaro fazendo gol contra seu ex-time, onde não jogou nem metade daquilo que jogara no Mundial de 2006. Que a Juventus ganhar do Real Madrid, convenhamos, não é nenhuma novidade. Que dá gosto pensar que o Giovinco está prestes a estourar. Que a falta absolutamente estúpida do Grygera em cima do Cristiano Ronaldo poderia ter dado ao amistoso uma importância que ele jamais teria (por sorte, não deu). Que foi uma pena o Diego, machucado, não participar da partida para que nós, da previsível imprensa, pudéssemos anunciar o resultado do “duelo” entre o brasileiro e o português.

E agora chega. Já são mais linhas do que um amistoso, ainda que entre Juve e Real, merece.

Autor: Tags: , , , , , , , ,

sexta-feira, 3 de julho de 2009 inter, juventus, milan, roma | 18:57

Giro d’Italia

Compartilhe: Twitter

Como não tem rodada no fim de semana, como raramente tem notícia relevante, como as movimentações do futebol italiano estão quase tão paradas fora como dentro de campo, vou dar uma passada geral pelos principais clubes do país. Comentando o que por lá se comenta. E também um pouco do que senti após a passagem pela Bota no mês passado.

INTER
Que trata-se, hoje, do melhor time da Itália ninguém duvida. Sobre o fato de terem sido boas as contratações de Milito e Thiago Motta, idem. Só fiquei surpreso, lá na Itália, com o peso que tem sido dado às possíveis contratações de Ricardo Carvalho e Deco. “Com Carvalho e Deco seria uma Inter Real”, chegou a estampar um jornal, comparando o time italiano com o do gastão Florentino Perez. Não dá. A Inter, aliás, tem esse probleminha há algum tempo: o de acreditar que bons jogadores (coisa que ela tem de monte) valem tanto quanto jogadores extraordinários e decisivos como Kaká, Cristiano Ronaldo e… o seu próprio Ibrahimovic, que, ao que parece, ela só vai conseguir segurar porque Real Madrid e Barcelona fizeram outras opções.

MILAN
O barulheira que se faz em torno da possível contratação de Dzeko, do Wolfsburg, (agora crescem as chances de Luis Fabiano) dá uma boa idéia de como está o mercado italiano na pré-temporada… A perda de Kaká será irreparável, e isso é um consenso, mas há uma clara divisão sobre em quem apostar como “compatriota sucessor” do novo astro do Real: uns apostam que Leonardo colocará suas fichas em Ronaldinho Gaúcho, pela bagagem que tem e qualidade que já mostrou um dia, e outros, como o próprio Kaká, preferem dizer que Pato será o novo ídolo milanista. Eu acho que Thiago Silva é quem pode fazer a diferença em relação à temporada passada, quando a defesa do time foi de doer. E acho também que, se Berlusconi deixar Pirlo ir para o Chelsea, vai merecer mais que nunca essa enorme queda que se prevê no número de carnês vendidos para 2009-10.

JUVENTUS
A contratação de Diego é, até agora, a principal da pré-temporada italiana. E a torcida, apesar da chegada do que eles chamam de “traíra” Fabio Cannavaro, parece animada com a temporada que vem por aí. Principalmente pela contratação do brasileiro, mas também porque o seu presidente, Cobboli Gigli, ainda promete grandes novidades (eu já acho que não serão tão grandes assim, vide patamar atual do mercado da Bota). O time tem vários jovens italianos promissores, deve se livrar do mala-sem-alça-e-criador-de-problemas Trezeguet e, com mais um ou outro bom reforço pode mesmo dar trabalho no Italiano.

ROMA
O adeus do Montella pode com razão entristecer torcedores saudosistas. Mas, para o time, não muda um cazzo. Aliás, só se fala de compra e venda por lá: não de jogadores, do clube. O tal do Fioranelli, um endinheirado (e representante de outros) a quem a família Sensi deve dinheiro, garante que vai comprar o clube. Até isso acontecer (se é que vai), fica difícil especular sobre o que será a próxima Roma. Mais fácil de avaliar é a infelicidade de um tal Nicola Irti, advogado ligado a Fioranelli, que, ontem, falou mais ou mesmo o seguinte: “A Roma tem que se livrar de Totti. Ele é a ruína do clube“. Não vou me meter na questão financeira, nem posso. Mas o tal do Irti parece nunca ter pisado na capital italiana para saber onde está mexendo. Sua frase fez a Roma colocar um comunicado em seu site, defendendo o capitão. E fez Totti pensar em processá-lo. Além disso — e principalmente — deve ter deixado com uma pulga atrás da orelha os muitos torcedores que se perguntam “quais as garantias que esse novo comprador pode dar de que formará um bom time?”. Por que, ao falar o que falou, Irti dá a pinta de nunca ter assistido a um joguinho da Roma…

Por questões de tempo, vou ficar na dívida em relação à Fiorentina, Lazio, Napoli e Sampdoria, para os quais eu também tinha algumas linhas a dedicar. Mas aos poucos, post a post, a gente vai colocando por aqui.

Autor: Tags: , , , , , , , , ,

quinta-feira, 25 de dezembro de 2008 azzurra, campeonato italiano, copa da uefa, copa do mundo, inter, jogadores, juventus, milan, roma, técnicos | 12:40

20 perguntas para responder em 2009

Compartilhe: Twitter

É isso, 2008 praticamente já se foi. E como para o futebol europeu o ano começa em julho e acaba em junho, nem dá pra gente fazer muitos balanços. Porque, se o final da temporada passada não foi legal para o calcio — italianos fora da final da Liga, violência, prisões etc —, o começo da temporada 2008-09 foi bem promissor — vários candidatos ao título, Ronaldinho, Mourinho, Beckham etc.

Melhor, agora, é olhar para frente. Porque não faltam boas perguntas a serem respondidas sobre o futebol italiano neste ano que está prestes a começar. Vou colocar aqui 20 delas (quem tiver mais que mande) e, como não sou de ficar em cima do muro, vou dar meus palpites pra cada uma. Quem encarar que faça o mesmo. 

1) Amauri jogará mesmo pela seleção italiana ou Dunga, na hora H, não vai permitir, convocando-o para  a seleção brasileira para enfrentar justamente a Itália, no dia 11 de fevereiro?
Pelo jeito, Dunga tremeu com a possibilidade de enfrentar Amauri e levar cacetadas e mais cacetadas se o atacante viesse a marcar pela Azzurra contra o Brasil. Agora, parece, a convocação será para a seleção Brasileira (aliás, Dunga, precisava o Júlio César te avisar sobre as qualidades do Amauri?!). Resta saber o quanto ele jogará. Tenho dúvidas sobre o que seria melhor para o atacante…
 
2) Adriano terá a enésima chance de voltar à Inter? Ou será que Mourinho e, principalmente, Moratti terão enfim chegado ao limite?
Meu bom senso não me permite acreditar que a Inter dará outra chance a ele. Aposto numa saída já em janeiro…

3) A Inter, hoje líder com seis pontos de vantagem no Italiano, continuará sobrando rumo ao tetracampeonato?
Sobrando, não. Essa diferença, acho, ainda será reduzida em algum momento – e acredito mais no Milan do que na Juve como segunda força. No final das contas, porém, o título irá mesmo para a Inter, sabe-se lá com qual vantagem.

4) E a postura de Mourinho? O português irá enfim parar de brigar com a imprensa italiana? Dependerá dos resultados para isso?
Mourinho incorporou um personagem e não parece disposto a mudar. Se perder, mal-humorado, terá mais motivos para criticar tudo e todos no futebol italiano. Se ganhar, seu moral vai para as nuvens. E aí, com o ego (ainda mais) inflado, alguém acha mesmo que ele vai parar?

5) Ibrahimovic, Kaká ou Del Piero: qual deles será escolhido o melhor jogador do Italiano?
A história diz que o melhor do campeonato pertencerá sempre ao campeão, e até por isso coloquei apenas os três como candidatos. Seguindo a mesma lógica, portanto, fico com Ibra. De novo.

6) Os garotos da Juventus, Marchisio, De Ceglie e Giovinco, seguirão em alta até o fim do campeonato?
Nessa “alta” atual sim: os três já mostraram que sabem jogar, embora nenhum deles tenha tido a regularidade necessária para ser mantido como titular indiscutível. O problema é que se a Juve seguir na Liga dos Campeões essa regularidade pode ser imprescindível.

7) Beckham será só um (eficiente) garoto-propaganda no Milan ou terá importância em campo? E, se tiver, tem chances de ficar?
Beckham será útil nesses poucos jogos que fará pelo dilacerado meio-campo milanista. Mas não o suficiente para que o Milan cogite uma loucura (financeiramente falando) a ponto de tirá-lo do Galaxy já. Sua passagem, no fim das contas, terá sido útil tanto do ponto de vista do marketing (mais) como do ponto de vista esportivo (menos). 

8) Como o Milan irá (se é que irá) resolver seus problemas defensivos sem Thiago Silva?
Sem a perspectiva da escalação do brasileiro e nem da volta de Nesta, a solução definitiva fica para 2009-10. O que não quer dizer que o Milan, com o meio-campo e ataque que tem, não possa dar trabalho no Italiano e, ainda mais fácil, conquistar a Uefa.

9) Como será o balanço final da primeira temporada de Pato e Ronaldinho no Milan?
Nem decepcionante, nem excpecional. Para ambos, algo entre uma nota 6,5 e 7. E ambos podem estourar em 2009-10.

10) A disputa entre Milan e Juventus para ver quem conta com mais ‘elenco’ no departamento médico continuará acirrada?
Não faço a menor idéia. Mas, sem Nesta e Gattuso, o Milan deve sentir mais as ausências. Até porque a Juve, entre os seus lesionados, tem o Zebina (maldade…).

11) E por falar em lesões, a de Totti durará quanto tempo? Era um mês, já virou dois. Quem dá mais?
Dois meses sem Totti já podem bastar para tirar a Roma da Liga dos Campeões. O fato, triste, é que Totti, o melhor jogador de futebol italiano hoje, não consegue mais passar dois meses seguidos jogando futebol.

12) Para compensar a tristeza romanista, Menez vai mesmo deslanchar, como ameaçou neste fim de ano? E Brighi continuará jogando tudo o que ninguém achou que jogasse?
Menez já mostrou ser bem mais que aquele jogador bizarro do começo de temporada. E a “ex-surpresa” Brighi, acho, até veio para ficar, dentro das suas limitações. Mas nada disso basta para compensar a possível ausência de Totti. Sem ele, a Roma não vai.

13) Napoli, Lazio e Genoa vão mesmo dar trabalho na briga por uma das quatro vagas na Liga?
Não. Se a Roma ficar mesmo fora dessa disputa, a Fiorentina já pode comemorar: a quarta vaga na Liga é sua. E, pra ousar ainda mais: o Napoli vai para a Uefa.

14) Quem será o artilheiro do Italiano: Ibrahimovic, Amauri ou nda?
Ibra.

15) Quem vai cair?
Sem surpresas: Chievo, Reggina e Lecce. Se um deles não cair, o Siena vai.

16) Cannavaro, Toni, Rossi, Grosso, Oddo, Dossena… Quem será (se é que haverá) o destaque italiano fora da Itália na temporada?
O tempo passa, o tempo voa, as críticas vêm e eu sigo sempre com Luca Toni.

17) Cassano chegará a ser convocado por Marcelo Lippi em 2009 para ter alguma esperança de ir à Copa de 2010?
Não é minha vontade. Mas Cassano está fora da Copa, desde já.

18) A boa dupla Gilardino e Mutu, da Fiorentina, continuará fazendo mais sucesso que a boa dupla Di Natale e Quagliarela, da Udinese?
Em seus clubes, sim. Se não brigarem por vaidade (afinal, quem é a estrela do time?), Gila e Mutu vão longe. Até porque, o que quer a Udinese? Mas é bom lembrar que a dupla Di Natale e Quagliarela, com Amauri descartado e Toni em baixa na Azzuurra, poderá mostrar serviço também na seleção.

19) Quem será o melhor e o pior brasileiro ao fim do Italiano 2008-09?
Os melhores, Kaká e Maicon. O pior, Adriano, mesmo saindo agora.

20) Onde vão parar, se é que vão parar, os italianos na Liga dos Campeões?
A Inter vai pagar a bobeada na primeira fase e cai já nas oitavas, contra o Manchester. A Roma, com Totti, passa do Arsenal. E a Juve, surpresa, elimina o Chelsea! Depois disso, sem saber o que o sorteio reserva, dar qualquer palpite já seria abusar da sorte, né?

E aí? Não quer deixar também as suas previsões?

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,