Publicidade

Posts com a Tag troca de técnicos

terça-feira, 26 de maio de 2009 azzurra, campeonato italiano, imprensa, milan, roma, vídeos | 07:03

Leonardo x Maldini. O que houve?

Compartilhe: Twitter

Primeiro, até para contextualizar a polêmica entre Leonardo e Maldini, reproduzo abaixo minha coluna desta terça-feira no jornal Placar, sobre o episódio das vaias na despedida do capitão do Milan.

Idiotice globalizada

“Surreal”, “vergonha”, “bizarrice”. Aqui na Itália, foram estas as palavras que a imprensa usou para definir o jogo Milan 2 x 3 Roma, no domingo. Nele, o capitão milanista Paolo Maldini, um cara amado em todo o país, despediu-se da torcida do Milan. A torcida do time cuja camisa — a única de clube que usou como profissional — ele veste desde 1985 e com a qual ganhou 3 Mundiais, 5 Liga dos Campeões e 7 Italianos.

A torcida de verdade fez sua parte: encheu o estádio e levou faixas e bandeiras para homenagear Maldini, que, apesar da derrota, foi aplaudido por mais de 80% do público. Mas aqui, como aí, existem as organizadas, que organizam sua idiotice de forma globalizada. Assim, coube a eles a parte bizarra e vergonhosa da partida: insatisfeitos com declarações recentes de Maldini, segundo as quais certas críticas da torcida teriam motivações políticas e pessoais (o que, aliás, parece regra nessas instituições), eles protestaram.

Levaram uma faixa com o formato da camisa de Franco Baresi, capitão do Milan antes de Maldini, e cantaram o coro “Há somente um capitão”. Maldini, ovacionado pelo resto do San Siro, aplaudiu ironicamente. E desabafou: “Tenho orgulho de não ser como eles”.

Tem razão. Se fosse igual, e tivesse as mesmas motivações, ele certamente não teria jogado a vida toda por um só clube.

***

Agora, a polêmica Maldini x Leonardo. Que embora divulgada com estardalhaço pela imprensa italiana nos últimos dois dias, têm sido curiosamente ignorada pela Gazzetta Dello Sport — no fim das contas, a ” “principal fonte” das notícias do calcio que chegam ao Brasil.

Ao fim do jogo, Leonardo, hoje dirigente do Milan, foi abraçar Maldini como faziam todos. O capitão, porém, não quis saber de papo e afastou o brasileiro com um (nem tão) discreto empurrão.

Leonardo é o nome mais cotado para assumir o comando do time depois da iminente saída de Ancelotti (e se a Globo deu antes que toda a imprensa italiana é porque alguma fonte ligada a Leonardo, ou o próprio, deve ter passado a informação).

Hoje, especula-se muito, aqui na Itália, sobre os motivos que teriam levado Maldini a empurrar Leonardo. E há quem diga que o pessoal da velha-guarda, como o capitão, não gostou da forma como o brasileiro conduziu o processo dessa provável saída de Ancelotti (para a sua entrada). A novela promete capítulos para os próximos dias. E aí eu coloco aqui.

Veja o episódio no vídeo abaixo. Aos 5’08’’, Leonardo, de costas na imagem, começa a se aproximar de Maldini; aos 5’13’’, o italiano se recusa a cumprimentá-lo e o empurra. O ângulo desse vídeo, o único disponível no YouTube, não é dos melhores. Mas vi a imagem na TV italiana e a reação de Maldini, garanto, não deixa dúvidas (abaixo do vídeo, reproduzo reportagem do Corriere dello Sport, que publicou as telas capturadas da transmissão da Sky, que tinha melhor ângulo) .

Autor: Tags: , , , ,

quarta-feira, 11 de março de 2009 campeonato italiano, técnicos | 14:45

Uma união legal

Compartilhe: Twitter

AFPSem entrar no mérito da questão técnica, é no mínimo legal esse casamento entre Roberto Donadoni e Napoli. Um time carismático, famoso no exterior por motivos óbvios, e um técnico que pode até não ser assim tão carismático, mas é um personagem importante do futebol italiano, o último técnico da seleção antes da volta de Lippi. Com ele, o Napoli voltará a ser notícia. Se para o bem ou para o mal, veremos logo mais.

Edy Reja caiu depois de levar o time de volta a Série A e, convenhamos, depois de quase cinco anos nesse balança mas não cai. Agora, talvez fosse mesmo a hora. Porque essa equipe do Napoli, eu insisto, é muito boa.

E talvez um técnico como Donadoni, que não é exatamente um disciplinador mas ao menos chega com a moral de colocar algumas “estrelas precoces” em seu lugar, seja justamente o que o clube precisa.

Atualizando: agora há pouco, achei no Youtube uma “homenagem a Reja” feita após sua saída, com a divertida paródia de uma musiquinha italiana daquelas bem conhecidas por aqui. Vamos lá:

Autor: Tags: , , ,

quarta-feira, 12 de março de 2008 inter, Sem categoria | 11:50

sai mancini, entra quem?

Compartilhe: Twitter

Boa a análise de Kurt Cobain, nos comentários do post abaixo, sobre a demissão pedida por Roberto Mancini, técnico da Inter, após a eliminação da Liga dos Campeões.

Sobretudo, e não apenas pelos motivos expostos por Cobain, acho que esse anúncio de “me ne vado” feito pelo treinador não quer dizer muito. Para ele não continuar no clube, acho que contará bem mais a insatisfação de Massimo Moratti. Porque, se pedissem com jeitinho, o treinador ficaria.

Mas, qualquer que seja o motivo, apesar do título italiano que se aproxima, acho mesmo que Mancini se vai. Afinal, ninguém deve implorar por sua permanência. Então, vamos fazer uma enquete?

Se Mancini deixar mesmo a Inter, quem deve assumir o time?
a) José Mourinho
b) Marcelo Lippi
c) Rafa Benítez
d) Cesare Prandellli
e) Outro (quem?)

Deixe sua resposta no campo de comentários abaixo.

Autor: Tags: ,